8/18/2017

Senador Roberto Rocha convida para o IV seminário Revitalização dos Rios Maranhenses, em Grajaú


O senador Roberto Rocha (PSB) divulgou um vídeo nesta sexta-feira (18), no qual convida toda a população para participar do IV seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes”, que vai ocorrer na próxima sexta-feira (25), no auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus da cidade de Grajaú.

https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/15df70844a761039?projector=1

No encontro, estarão técnicos do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), do Exército Brasileiro e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que irão estudar a viabilidade técnica para a construção da barragem do rio Grajaú.

“Este é o quarto seminário que estamos realizando e, desta vez, contaremos com a participação de técnicos do Exército Brasileiro, que irão conduzir as máquinas para revitalizar os nossos rios, além de técnicos do DNOCS e da Codevasf. Será um evento significativo para Grajaú, pois iremos debater sobre o que há de mais importante depois do seu povo, que são as nossas águas”, disse Roberto Rocha.

O seminário Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes foi idealizado pelo senador e o Instituto Cidade Solidária, com co-realização do Movimento Ensinando e Aprendendo- MEA.

As inscrições para o seminário podem ser feitas com antecedência pelos contatos: inscricoes@cidadesolidaria.org, 98/99221-1261 ou na Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Grajaú.

A entrada é gratuita, porém, para receber o certificado de participação é necessário levar um quilo de alimento não perecível, para ser doado à uma instituição beneficente.








Deputado Léo Cunha solicita Audiência Pública para debater situação do Rio Tocantins


O presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembléia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Léo Cunha (PSC), fez uso da tribuna na manhã desta quinta-feira (17) para falar sobre a visita de vistoria realizada nas margens do Rio Tocantins, em Imperatriz.

O parlamentar reuniu uma força-tarefa com vereadores e secretários municipais, técnicos de órgãos ambientais e ambientalistas onde percorreram um grande trecho do rio para avaliar as suas condições atuais.

Participaram da vistoria do Rio Tocantins os vereadores de Imperatriz Pedro Gomes (PSC), Alberto Souza (PDT), Ditola Castro (PEN), Bebé Taxista (PEN), Paulinho Lobão (PDT) e Irmã Telma (PROS); os secretários municipais Rosa Arruda (Meio Ambiente) e Marlon Moura (Governo), além dos ambientalistas Bosco Brito e Ribamar Silva.

De acordo com o deputado Léo Cunha, a vistoria foi motivada pela grande preocupação da diminuição do nível das águas no leito do Rio Tocantins desde o nascedouro, no Distrito Federal, até a Foz do Pará. Atualmente, o Rio está 2,5m abaixo de zero.

O parlamentar justificou os problemas enfrentados ao longo do rio. “Durante a vistoria, detectamos o baixo nível de água no Rio Tocantins, sabemos que esse é um problema desde a nascente, também detectamos alto nível de esgoto in natura sendo jogado”, detalhou.

Na área de Imperatriz todos os dias são jogados toneladas de dejetos vindos das residências. Quem mora às margens do rio sofre com as conseqüências do esgoto lançado direto da rede da cidade. A água contaminada é despejada no rio sem intervalo de tempo, provocando um mau cheiro constante, principalmente durante o período de chuvas.  

Entre os principais problemas estão a seca nas águas do rio, esgoto lançado “in natura” e o mau funcionamento da estação de tratamento de esgoto de Imperatriz.

        Ainda em seu discurso, o deputado informou que já encaminhou a Mesa Diretora da Assembléia Legislativa do Maranhão um pedido de indicação para a realização de uma Audiência Pública, em Imperatriz, para que, juntos, vereadores, secretários e ambientalistas, Ministério Público, e órgãos de defesa ambiental encontrem uma solução para o problema, que tem afetado toda a região tocantina.

        “Precisamos debater sobre este grande problema que afeta Imperatriz e demais municípios banhados pelo Rio Tocantins, a população precisa de respostas e o rio precisa ser preservado, esta audiência será um dos passos para resolução desses transtornos”, concluiu o deputado Léo Cunha.⁠⁠⁠⁠

Prefeitura e Poder Judiciário realizam, hoje, Casamento Comunitário


Projeto representa cidadania e garantia de direitos

            Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), e o Poder Judiciário do Maranhão, por meio das Varas da Família da Comarca de Imperatriz, realizam, nesta sexta-feira, 18, o “Casamento Comunitário”, no Centro de Convenções. Solenidade, para 300 casais, deve ser celebrada por cerca de 10 magistrados. Evento começa às 14h30, com assinatura de documentos, e às 16h, a cerimônia matrimonial.

            De acordo com o prefeito Assis Ramos, “esse será um dos momentos mais importantes para as famílias envolvidas e também para a cidade”. O projeto Casamentos Comunitários foi instituído pela Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão, em 1999, na gestão do então corregedor Jorge Rachid.

            Destinado às pessoas de baixa renda, o projeto já possibilitou a oficialização de mais de 100 mil uniões em todo o estado. Em Imperatriz, a primeira edição aconteceu em 2000. “O Casamento Comunitário é um programa de cidadania para garantia dos direitos dos casais” – destacou o juiz Adolfo Pires da Fonseca Neto, titular da 2ª Vara da Família.

            Para a secretária da Sedes, Fátima A velino, “é uma alegria concretizar o sonho do matrimônio, promovendo a família, que é a base de tudo”.

Léo Costa – Ascom/PMI