8/30/2012

O CANDIDATO A VEREADOR MAIS IDOSO DESSE PLEITO EM IMPERAATRIZ TEM 72 ANOS E VOTA NO MADEIRA .


 

Nada de carro de som, mine door, facebook, ou qualquer outra ferramenta mais ostensiva de divulgação. O candidato a vereador  Manoel Bispo de Sousa (PSDB)  que  no dia 10 de Julho último completou 72 anos ,  usa apenas a voz,  já um  tanto debilitada, uns santinhos que  A sua coligação mandou fazer   e,  uma monark de pneus careca , como instrumentos  para fazer diariamente sua campanha pelas ruas dos bairros de Imperatriz.

“Vou fazer campanha hoje na Cafeteira” disse o candidato, o   mais idosos desse pleito em Imperatriz,  agora á pouco antes de montar na “bike” e cair no campo pedindo votos  pra ele e para o Madeira.
Pai de 17 filhos,  o piauiense,  Manuel da Carroceria,  como é mais conhecido o candidato,  é do interior do Piauí. Ele conta que chegou em Imperatriz há exatos 52 anos.

“Quando cheguei aqui só tinha a Rua Bom Jesus ( XV de Novembro) e o espaço ali onde hoje é a Praça de Fátima. Havia muita mato e lagoas” rememora ele que acabou por adotar a profissão de carpinteiro tendo trabalhado em obras importantes como  o Bradesco (central) e o Banco do Brasil ( Central).

“Sempre acompanhei a vida política da cidade embora nunca tenha tido uma vida pública” disse o candidato a começar a explicar o porquê de só agora aos 72 anos tentar uma vaga na Câmara de Vereadores.

“Quem me incentivou foi uma pessoa que já foi muito importante na cidade o Raimundo Bringel que foi secretário do doutor Fiquene ( ex-prefeito, ex-governador). E aqui estou com a esperança de me eleger” disse ressaltando que sempre foi um sonho seu virar político.

Manoel Bispo, nome que registrou na Justiça Eleitoral,  mora no Jardim Morada do Sol. Ele conta que escolheu “o lado  do Madeira” porque ele é um homem sério e trabalhador. “Ele é o melhor prefeito que a cidade teve nesses mais de 50 anos que eu moro na cidade. Vai ser prefeito novamente” concluiu o confiante candidato ressaltando “sou Imperatriz, sou Madeira 45”.

Eleitor inteligente, politizado e justo


O eleitorado de Imperatriz é hoje extremamente politizado, inteligente e  justo. Tem-se percebido, claramente,  isso ao longo dos anos por meio do  tratamento dispensado àqueles que se aventuram pelo “mundo político partidário”.

É certo que não se trata de uma assertiva absoluta, já  que nesse “mundo de meu Deus,  nada é absoluto, tudo é relativo; mas em se tratando de Imperatriz a “mão invisível”  do eleitor tem sido, a cada eleição mais seletiva.

Uns chegam pra ficar, fazem direitinho o deve de casa, e recebem o amparo popular traduzido em sucessivos mandatos;  outros,  passam um tempo, não correspondem aos anseios ,  não dizem a que vieram e são alijados do processo. Tem sido assim ao longo dos anos.

Hoje,  o comportamento dos políticos é acompanhado microscopicamente pelo eleitor, pelos órgãos de controle, pela imprensa, pela Justiça etc.

Não se tolera político desonesto, mentiroso,  preguiçoso,  irresponsável e  descompromissado com  a coisa pública.

Some-se a esse time aqueles que ao invés de propostas passam o tempo todo buscando defeitos no, ou nos oponentes, chegando a evoluir para  ofensas pessoais.  Comportamentos assim, considerados violentos,   são severamente punidos pelo eleitor. A história da cidade tem mostrado isso.  Muitos   aprenderam com  essa lição e  mudaram rumos,  outros não.

O povo a cada dia fica mais  alheio  aos  ranços ideológicos. Prefere mandatos de resultados que impliquem substancialmente na melhoria  das condições de vida do conjunto da população e isso, o atual prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, tem feito desde o primeiro dia de mandato.

Ao assumir não se assustou com as dividas astronômicas herdadas de antigas gestões,  com o INSS ( 106 milhões de reias ) FGTS (36 milhões de reais), Caema ( sete milhões).  Pactuou  cada uma dessas dividas e,  com isso, o município  voltou a ficar adimplente,  ou seja, apto  a  fechar convênios com os  Governos Estadual  e  Federal.

Madeira tem, com todas  as dificuldades que o cargo  de prefeito naturalmente  lhe impõe,  feito e cumprido com sua obrigação:

É prefeito 24 horas.  A  cada minuto de seu mandato tem procurado reunir as condições  para fazer o que os outros não fizeram. Não se encastelou, deixou de lado as diferenças políticas, foi  ao Palácio do Planalto, foi ao Palácio dos Leões, buscou apoios na bancada federal  e  até na iniciativa privada. Os resultados são visíveis.

Diferente seria se, por conta das diferenças políticas ( ele é do PSDB), se trancasse no Palácio Renato Moreira e não corresse atrás dos apoios ( estadual e federal e até da iniciativa privada) para fazer o que for preciso para a cidade avançar. 

Sem querer me  estender mais:   Imperatriz avançou muito e precisa  avançar mais.   





8/28/2012

Prefeitura começa asfaltar rua Santa Rita



Via recebe o benefício em toda sua extensão, desde a avenida JK até a Newton Belo

Na manhã de ontem (27) a Prefeitura de Imperatriz começou a asfaltar a rua Santa Rita, no bairro de mesmo nome. A via liga as avenidas JK e Newton Belo, próximo ao Instituto Federal do Maranhão (Ifma). O trabalho deve beneficiar, também, os moradores do Sol Nascente, Santo Amaro, Parque Tocantins e Novo Horizonte.

A via corta todo o bairro Santa Rita e será totalmente asfaltada. Antes do início da pavimentação, no entanto, a Prefeitura realizou a terraplanagem e preparou a via. Para aumentar a durabilidade da obras, um trecho teve que ser drenado.

Nas redes sociais, a obra recebeu vários elogios da população. Foi o caso de Tairon de Medeiros, que destacou que as obras do município acontecem desde 2009. Segundo ele, Imperatriz é “um canteiro de obras há mais de 3 anos”.

Tairon lembrou, ainda, que, ao longo da história do município, a infraestrutura acumulou diversos problemas que, no entanto, foram enfrentados, nos últimos anos. “Corrigindo quase 160 anos de atraso...e o bom é que [a Prefeitura] num trabalha só no ultimo ano não...o pior cego é realmente aquele que num quer enxergar. E faltando, está faltando muita coisa mesmo, mas que estamos no rumo certo, nós estamos (sic)”, destacou.

A opinião de Lenyton Barros é parecida. “Essa é a marca da Prefeitura. Obras de qualidade e relevância para população de imperatriz, parabéns”, afirmou.

A obra da rua Santa Rita foi iniciada no encontro da via com a avenida JK. Desde 2003 a rua não é asfaltada. Com a reestruturação, a população também será beneficiada com o fim da lama e da poeira, além de receber uma alternativa para o trânsito da região.

Expectativa

De acordo com o secretário municipal de infraestrutura (Sinfra), Roberto Alencar, até o fim do ano a Prefeitura vai completar cerca de 100 km de asfalto. Além disso, também estarão completos cerca de 250 km de ruas recuperadas.

Um exemplo de bairro onde as ruas estão sendo recuperados é o próprio Santa Rita. No local, várias vias receberam piçarra e terraplanagem, dando condições de tráfego. O mesmo foi feito nos bairros Santo Amaro, Planalto, Vila Redenção, Vila JK e Santa Inês. (Comunicação)

Município dá início à primeira obra do PAC 2



Segunda etapa do Programa vai beneficiar a região conhecida como ‘grande Vila Nova’

Começou, na manhã de ontem (27), a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Imperatriz. A primeira obra é a construção da nova escola Machado de Assis, na Vila Nova. As obras do programa são desenvolvidas pelo Governo Federal, em parceria com a Prefeitura do município.

De acordo com o secretário municipal de infraestrutura (Sinfra), Roberto Alencar, as obras do PAC 2 serão destinadas à região conhecida como ‘grande Vila Nova’. A construção da escola representa, apenas, o início do conjunto de ações que está por vir. Outros quatro bairros, compreendidos pela região, serão beneficiados pelo convenio.

Ontem o terreno onde será erguida a escola começou a ser preparado para receber a base do edifício. O centro de ensino será construído no encontro das ruas Catulo da Paixão Cearense e Epitácio Pessoa. Além disso, a Vila Nova também vai receber obras de saneamento básico e infraestrutura, incluindo redes de esgoto, água, drenagem fluvial, recuperação ambiental e pavimentação de ruas. A previsão é de que as obras sejam concluídas no prazo de três anos.

Imperatriz já recebeu uma etapa do PAC, que beneficia a região da ‘grande Vila Cafeteira’. Em entrevistas, o secretário Roberto Alencar tem destacado a valorização do local. De acordo com ele, a Vila Cafeteira “será um bairro modelo para Imperatriz, graças a este conjunto de obras desenvolvidas” no local. (Comunicação)

Maioria do STF condena Pizzolato e publicitários


Por Rodrigo Haidar

(DO Consultor Juridico)
O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, foi considerado culpado, nesta segunda-feira (27/8), pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal, por corrupção passiva e peculato. Os publicitários Marcos Valério, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, sócios das empresas SMP&B e DNA Propaganda, também foram considerados culpados por peculato e corrupção ativa.

Seis dos 11 ministros do Supremo julgaram procedente a denúncia do Ministério Público em relação aos quatro acusados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Os quatro réus só têm chances de absolvição se algum ministro mudar o voto até o final do julgamento — o que é considerado improvável. Pelo mesmo placar, o ex-ministro da Secretaria de Comunicação do governo Lula, Luiz Gushiken, foi absolvido da imputação de peculato.
No caso do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), ex-presidente da Câmara dos Deputados e atual candidato à Prefeitura de Osasco (SP), quatro ministro votaram pela condenação por corrupção passiva e peculato: Joaquim Barbosa, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia. Para os ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, a denúncia não conseguiu provar as acusações. Os dois votaram pela absolvição do parlamentar.
De acordo com os seis ministros que votaram até agora, Henrique Pizzolato recebeu R$ 326 mil em troca de favorecer a empresa DNA Propaganda com antecipações de pagamentos do contrato que a agência tinha com o Banco do Brasil, sem a comprovação da efetiva prestação de serviços.

Em seu depoimento à Justiça, o ex-diretor de marketing do BB alegou que mandou retirar dois envelopes pardos em uma agência do Banco Rural no Rio de Janeiro, que continham dos R$ 326 mil, como um favor que estava prestando a Marcos Valério, sócio da DNA. De acordo com o depoimento, ele pensava se tratar de documentos que seriam repassados a “uma pessoa do PT”. Essa pessoa teria ido buscar os envelopes em seu apartamento no dia seguinte.
Para os ministros, Pizzolato recebeu o dinheiro como propina pelas antecipações para a DNA, que somaram R$ 73 milhões, por meio do fundo Visanet, e foram consideradas irregulares por auditoria interna do Banco do Brasil, que condiciona o pagamento à comprovação da efetiva prestação de serviços. Os seis ministros também afirmaram que não houve a comprovação da prestação de serviços pelas agências de Marcos Valério.
O ex-diretor também foi condenado por permitir que a DNA se apropriasse de verbas a título de bônus de volume, que na verdade não diziam respeito à veiculação de propaganda em revistas, rádios e TVs. O bônus de volume é um incentivo pago pelos veículos de comunicação a título de prêmio de acordo com o volume de anúncios que as agências destinam ao veículo.
De acordo com os ministros, a DNA Propaganda se serviu do conceito de bônus de volume para reter valores não referentes a esse tipo de prêmio de incentivo.
Contratos com a Câmara
Uma das acusações contra João Paulo Cunha diz respeito ao saque de R$ 50 mil feito por sua esposa em 2003 em uma agência do Banco Rural, em Brasília. Para quatro ministros — Joaquim Barbosa, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia — o réu tinha consciência de que recebia a quantia por ter favorecido, de forma ilícita, a empresa de Marcos Valério em contrato com a Câmara dos Deputados. Pouco tempo depois do saque, a SMP&B venceu uma licitação na Câmara dos Deputados e, dias antes do saque, Cunha tinha se reunido com Valério.
Os ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, contudo, decidiram que não há provas contra o parlamentar. Segundo os ministros, o fato de o deputado ter enviado a própria mulher para receber o dinheiro mostra que a intenção não era ocultar seu destino — no caso, a aplicação em campanha eleitoral.
Segundo a defesa, João Paulo Cunha tinha como certo o fato de que os R$ 50 mil eram dinheiro do PT, que teria sido enviado pelo ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares, para o pagamento de pesquisas eleitorais. Para Toffoli, por exemplo, o fato de o dinheiro ter sido efetivamente aplicado em pesquisas, como mostram as provas, dão lastro às alegações do acusado. Ou seja, não se tratava de um pagamento em troca de favorecimento da empresa de Valério na licitação da Câmara.
A maioria também votou pela condenação do parlamentar por peculato. Segundo a acusação, o peculato se deu por meio das sucessivas autorizações de subcontratações e pagamentos de honorários em favor da empresa SMP&B Propaganda durante a vigência do contrato com a Câmara. Para os ministros, houve o desvio de recursos públicos em proveito dos sócios e em proveito do próprio deputado, que teria ainda desviado R$ 252 mil para pagar um assessor particular, o jornalista Luiz Costa Pinto, com a justificativa de contratá-lo para prestar serviços para a Câmara.
Toffoli e Lewandowski, ao divergir, afirmaram que as subcontratações da empresa do jornalista e de outras empresas feita pela SMP&B foram legítimas e respeitaram as previsões contratuais. “Todas as testemunhas confirmaram que o jornalista Luís Costa Pinto prestou serviços à mesa da Câmara dos Deputados, e não pessoalmente a João Paulo Cunha”, afirmou Toffoli nesta segunda-feira.
Sobre as subcontratações feitas pela SMP&B, o ministro afirmou que elas foram feitas dentro das regras de mercado. “Só a terceirização com veiculação de propaganda é 65% do contrato”, afirmou. No caso das acusações por lavagem de dinheiro, nenhum dos réus tem ainda maioria pela condenação porque a ministra Rosa Weber decidiu analisar essas imputações em outro momento de seu voto.
O julgamento continuará na próxima quarta-feira (29/8), com o voto do ministro Cezar Peluso sobre o item 3 da denúncia, que trata especificamente dos contratos das empresas SMP&B com a Câmara dos Deputados e da DNA Propaganda com o Banco do Brasil. Ao contrário do que se cogitou na última semana, o ministro não deve adiantar seu voto na íntegra. Será a penúltima sessão de Peluso como ministro do Supremo, já que ele completa 70 anos no dia 3 de setembro, próxima segunda-feira, e não será mais ministro da corte.
Rodrigo Haidar é editor da revista Consultor Jurídico em Brasília.
Revista Consultor Jurídico, 27 de agosto de 2012

8/26/2012

Madeira diz: “O povo é justo. Me revigoro a cada caminhada, a cada encontro, a cada reunião.”




Nas nossas reuniões, e até nas conversas informais, gosto de repetir uma frase que a cada dia parece que se torna mais forte: o povo é justo e reconhece quem trabalha.

Sempre quis, ser prefeito de Imperatriz. Foi esse o meu propósito quando resolvi  deixar a medicina para ser político. Ao atingir esse objetivo, nas eleições de 2008, passei a canalizar toda minha energia, toda minha capacidade de trabalho para mudar nossa cidade de patamar e,  melhorar  a vida da nossa gente. E sem medo de errar  garanto  que muita coisa mudou.

Destravamos a cidade; criamos as condições técnicas e legais para a vinda de grandes empreendimentos, como a  Suzano. Fomos à direção da empresa, acionamos o governo do Estado, que tudo fez para que a indústria ficasse mesmo em Imperatriz.

A Suzano é hoje uma realidade com milhares de empregos, diretos e indiretos e  gera renda para nossa cidade, para nosso Estado. Somos gratos pela vinda da empresa.

Na esteira da Suzano, muitas outras empresas se preparam para vir pra cá. Da parte do nosso governo a cidade estará sempre aberta. As empresas terão  todas as condições possíveis e legais  para se instalarem na nossa Imperatriz.

Cuidamos, sim, desde o início da gestão, da infraestrutura urbana da cidade. Revitalizamos e asfaltamos dezenas de ruas. Vamos chegar o dia 31 de Dezembro de 2012, com 100 quilômetros de asfalto aplicados. Longe dos 300 que prometemos e que não foi possível por falta de recursos.  De acordo com a vontade de Deus, no nosso segundo mandato, ultrapassaremos essa meta. Estamos  preparados para isso.

Onde não foi possível o asfalto, estamos recuperando as ruas com piçarra. Falta pouco, muito pouco, para atingirmos a meta dos 150 quilômetros de ruas recuperadas nos diversos bairros da cidade. Estamos com esse trabalho  devolvendo o direito de ir e vir dos imperatrizenses. Temos vários testemunhos de pessoas que afirmam que sua rua não recebia um beneficio há 10, 20, 30 até 49 anos.

Imperatriz não é só asfalto, não é só rua.  Investimos e melhoramos nosso sistema de saúde. É a parte do governo onde mais investimos. Por termos melhorado o sistema,   mais do que duplicou o volume de atendimento nos postos de saúde e no Socorrão; cuidamos das pessoas por meio  dos mais diversos programas sociais entre eles o restaurante popular. Ali, a Prefeitura serve comida de qualidade, ao valor simbólico de UM REAL, a mais de 600 pessoas, todos os dias.

A educação melhorou demais. As escolas da rede municipal superaram os índices do IDEB. A agricultura  foi revitalizada.

É assim que trabalhamos: procurando contemplar com eficácia cada setor da gestão. Cumprimos com a obrigação de cuidar da cidade e, também de cuidar das pessoas.

Agora,  na luta pelo nossa reeleição, nas nossas reuniões, seminários,  caminhadas, no corpo a corpo,  sinto que caminhamos no rumo certo para fazer muito mais.

Me revigoro  a cada um desses encontros. A cada abraço, a cada aperto de mão dos jovens, adultos, e crianças.

O povo sabe o que fizemos, sabe as razões  pelas quais não foi possível fazer tudo o que prometemos, e acima de tudo sabe que esse trabalho não pode parar.

Conto, novamente com você.


O povo é justo!

Uma grande caminhada na Nova Imperatriz e um adesivaço movimentaram a semana de Madeira e Porto



O candidato a prefeito  à reeleição também participou de diversas reuniões com trabalhadores


Um dos mais tradicionais bairros de Imperatriz, a Nova Imperatriz, foi tomado na tarde/noite da ultima sexta-feira  pelo colorido e entusiasmo da caravana 45. Madeira e Porto, acompanhados pelos candidatos a vereador da coligação “Pra fazer muito mais” percorreram as principais ruas do bairro sendo efusivamente recebidos pelos moradores.

A semanana foi encerrada com  o adesivaço 45  que movimentou o centro da cidade.



Crianças, jovens e adultos a todo tempo queriam cumprimentar os candidatos a prefeito e vice. A professora Maria Daguia confessou que sua empatia pelo prefeito veio com o trabalho que ele realizou no bairro. 

“Eu não votava nele, mas agora sou 100% Madeira porque ele sim trabalhou e vai trabalhar mais”.

Em todos os lugares por onde passa Madeira se diz renovado pela receptividade do povo. “A cada reunião, a cada caminhada como essa, renovo minhas forças quando converso com as pessoas e sou recebido com carinho”.

Além da caminhada na Nova Imperatriz, Madeira visitou trabalhadores do Conjunto Vitoria e estabelecimentos nas margens da BR 010. Em uma das visitas, o proprietário de uma fabrica de vidros fez questão de destacar a situação econômica da cidade num comparativo dos últimos 10 anos.

Nós passamos 9 anos sem construção prédios, e agora, neste exato momento, São mais de 26 prédios, sem falar nas faculdades. Quando começamos, enfrentamos dificuldades, tínhamos menos de 20 funcionários, hoje São mais de 100. Quem tinha bicicleta, hoje tem moto. Quem tinha moto, hoje tem carro e quem tinha carro já tem casa, apartamento. Desde o começo aqui ninguém do poder público nos procurou, deu suporte. Madeira foi o primeiro que demonstrou interesse e confiança em nosso trabalho”, destacou Zenir Luis Knorst. 

Programa Saúde do Homem é intensificado em Imperatriz



Trabalho preventivo é realizado pela Secretaria Municipal de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por intermédio do Programa Saúde do Homem, registra resultado positivo com o aumento da demanda de homens que buscam por atendimento médico nas unidades de saúde de Imperatriz. A informação foi prestada ontem (25) à reportagem pelo coordenador do programa, Genivaldo Carvalho.

Segundo ele, o público masculino redobrou nesses últimos meses os cuidados com a saúde, principalmente depois da realização das campanhas de conscientização, que vinham sendo realizadas nas empresas e instituições de Imperatriz. “A unidade de referência hoje é a unidade de saúde Três Poderes. Esse trabalho proporciona a melhoria da qualidade de vida dos homens”, atesta.

Ele ressalta que os eventos realizados nos fins de semanas têm reunido o público masculino. “Nós também fizemos um alerta aos homens sobre a necessidade de buscar informações junto ao programa, bem como realizar exames preventivos”, disse.

O coordenador orienta, ainda, que os homens devem se dirigir semestralmente a uma unidade de saúde para realizar consultas e exames periódicos como forma de prevenir doenças. 

“Nós realizamos, na última quarta-feira (15), uma campanha de divulgação do Programa Saúde do Homem no Posto de Saúde da Nova Imperatriz, onde os homens ouviram diversas palestras educativas e os cuidados básicos com a saúde”, emenda.

Conscientização

Genivaldo Carvalho acredita que, depois da intensificação do trabalho de divulgação do Programa Saúde do Homem, cresceu o nível de conscientização do público masculino que, atualmente, começa a se deslocar até uma unidade de saúde para realizar consultas e exames preventivos. “O público masculino passou a procurar por atendimento médico. Registramos a presença de pelo menos 30 homens que assistiram a diversas palestras sobre a importância do Programa Saúde do Homem, em Imperatriz”, acrescenta.

Ele explicou à reportagem que o trabalho é realizado em parceria com profissionais nas áreas de Urologia, Nutricionista e Terapeuta Ocupacional. “Os homens estão morrendo [muito] devido a bebidas alcoólicas, acidentes de trânsito e drogas, contudo, existem os que estão preocupados com seu bem-estar e realizando exames periódicos na área da saúde”, finalizou. (Comunicação)

8/23/2012

IMPERARIZ VIRA UM CANTEIRO DE OBRAS. OBRAS PÚBLICAS E PRIVADAS DOMINAM A PAISAGEM URBANA.



Se tem um setor da economia que na cidade de Imperatriz permanece em alta é o da construção civil. São construções em andamento em toda cidade. Do cidadão simples que  chega  a esperar até quatro meses  na fila para contratar o serviço de reforma de um cômodo da casa,  até o movimentado canteiro de obras da maior fábrica de celulose do mundo erguida hoje no município é “todo mundo construindo”

Some-se a tudo isso as diversas  obras que a Prefeitura toca, com recursos próprios ou em parceria com o governo Federal e Estadual e os diversos lançamentos imobiliários e teremos, como diz o secretário municipal de infraestrutura Roberto Alencar, uma cidade com a economia mais do que aquecida com muitas ofertas de emprego. “Muitas vagas e pouca mão de obra” admite o secretário, que é engenheiro civil.

Alencar observa que a tendência é o desse setor aquecer  ainda mais. Segundo ele, são muitas as obras e empreendimentos a serem lançados até o final do ano.  A Prefeitura, por exemplo, informa o secretário, vai começar 40 quilômetros de asfalto, além disso, estão previstos vários empreendimentos imobiliários, um deles, o Jardim das OIiveiras ( estrada de João Lisboa) com 2.500 lotes deve ser lançado em breve.

Numa rápida entrevista ao blog o secretário elencou algumas das obras  “tocadas atualmente pela prefeitura.

EI-LAS:

                       RUA 14, PRONTA PARA SER ASFALTADA.



Rua 14, no bairro São José, sendo preparada para receber o asfalto. A via começa na Industrial e termina na Silvino Santis. Parceria com o Governo do Estado.

                                         FIQUENINHO EM OBRAS



Fim de uma era, início de outra. Barjona Lobão começa a ser transformado no que será uma das mais importantes áreas de lazer de Imperatriz. Piscina Olimpica, quadras, pista de skate etc. 

Motivo da demora: só recentemente a Governo Federal liberou a primeira parte  dos recursos para a Prefeitura tocar a obra.

O engenheiro Carlos Cunha fala sobre o andamento da obra


 RUA P, na Vila Nova, via  que interliga a Dom Marcelino com a Pedro Neiva de Santana. Os  últimos metros sendo concluídos. A próxima rua  da Vila Nova a ser asfaltada vai ser a Frei Epifânio. A rua começa na Babaçulandia e termina na Euclides da Cunha.  Parceria com o Governo do Estado.

                                    ILUMINAÇÃO DA BR 010


Obra será entregue oficialmente  nesta sexta-feira (24) no início da noite  pela Prefeitura. São 13 quilômetros de iluminação.  Mais segurança para os usuários da BR no perímetro urbano de Imperatriz.

                          PONTE DA CAEMA EM FASE DE CONCLUSÃO



A ponte de concreto do Caema entrou na fase de concretagem. Obra era esperada há anos. Parceria com o Governo do Estado.


                           AVENIDA JACOB É SINALIZADA



A secretaria de Trânsito começou a sinalizar a Avenida Jacob. A obra foi feita pela Prefeitura em parceria com o Governo do Estado. Os recursos foram indicados pelo ex-deputado João Batista.

Como obras acessórias a Prefeitura drenou e iluminou a Avenida que deve ser entregue oficialmente nos próximos dias.

8/21/2012

Madeira e Porto intensificam agenda. Ritmo da campanha é crescente. Nesta terça-feira às 17h tem caminhada na Vilinha.



O candidato a prefeito da Coligação Imperatriz não pode parar {PSDB-PMN-PP-PPS-PT do B- PV-PSL-PSD-PTB} Sebastião Madeira- intensifica o ritmo da campanha.  São reuniões, seminários, lançamentos de candidaturas de vereador e caminhadas.  

“As manifestações de apoio só tem aumentado a cada dia. Só temos a agradecer. O povo é justo” disse ontem o candidato numa rápida entrevista.


A coordenação da campanha informa que nos últimos dias aumentou a demanda por espaço na agenda do candidato para ministrar palestras, principalmente em empresas. Ontem, por exemplo, Madeira, Porto e o deputado Dr Pádua, que a exemplo do deputado Leo Cunha sempre que agenda permite tem participado desses encontros, amanheceram numa distribuidora de bebidas da cidade  para uma conversa com mais de duzentos trabalhadores. No sábado  o candidato se reuniu com os trabalhadores de uma pizzaria do centro da cidade.
           
O prefeito chegou à distribuidora logo cedo. Pouco depois da 7h, Madeira já se encontrava no pátio da empresa, onde mais de 200 funcionários já se aglomeravam. A oportunidade foi aproveitada para que as propostas do gestor fossem apresentadas e todo o trabalho járealizado à frente da prefeitura relembrado.

            Alcides Tebald Júnior, diretor da empresa agradeceu a presença do prefeito e destacou o momento de democracia que a cidade vive. "Sempre devemos escolher bem nossos representantes principalmente o prefeito, que é o cargo direto com a comunidade. É ele quem administra nossos recursos, por isso Madeira é o melhor nome para Imperatriz".

            Madeira foi breve em suas colocações, destacou o momento econômico efervescente pelo qual imperatriz passa. "A chegada de investidores não foi por acaso. Antes mesmo de assumir a prefeitura, procurei a direção da Suzano em São Paulo para trazer a fábrica pra cá", destacou.

            Outro ponto abordado por Madeira foi a necessidade de buscar recursos junto ao governo estadual e federal. Ressaltou a importância de deixar de lado as diferenças, principalmente partidárias, já que, no fim das contas, o que importa é o desenvolvimento de nossa cidade. "Se eu não for buscar o dinheiro dos impostos arrecadados pelo estado em Imperatriz, ele vai ser investido em outro lugar. Sou e tenho de ser aliado do povo".

      OUTRO ENCONTRO COM TRABALHADORES-


 "Sou Madeira por tudo que ele tem feito por Imperatriz", afirmou o proprietário da pizzaria no encontro que aconteceu no sábado. "Em outros governos, nós do ramo do entretenimento, sofremos muita perseguição, mas agora isso acabou” comentou o empresário.
No meio da palestra para os funcionários da Pizzaria  Madeira foi surpreendido pela intervenção do chefe de segurança  da casa que se apresentou como Agnaldo, policial militar reformado.  

“Desculpe a interrupção, prefeito, mas não poderia sair daqui sem dizer algumas palavras. Obrigado por tudo o que o senhor tem feito durante esses anos pela nossa cidade. Nossa cidade mudou muito, e mudou para melhor” testificou o segurança.

Iluminação da BR 010 será entregue na próxima sexta-feira. Obra realizada pela Prefeitura contempla 13 quilômetros da rodovia



Todo o trecho urbano da rodovia estará iluminado

A iluminação da rodovia BR 010 será entregue já na próxima sexta-feira (24). São 13 quilômetros de iluminação, feita com luminárias potentes, econômicas e ecologicamente corretas. O trabalho foi feito em duas frentes de serviço.

Ao todo são 230 luminárias. Quem trafega diariamente pela rodovia destaca a importância do trabalho para a segurança do trânsito. É a opinião do motociclista Mateus Silva. “É bom. É um serviço que deve durar e que vai melhorar muito a vida de quem usa a BR [010], principalmente à noite. Qualquer buraco no asfalto, quando você não tem visibilidade, pode dar problema. Essa iluminação vai resolver esse problema”, disse.

A opinião é semelhante a do caminhoneiro João de Deus Ferreira. Para ele, no entanto, não se resume aos acidentes. “Nós também sabemos que os ladrões preferem praticar seus assaltos à noite. Isso aqui [iluminação] dá muita segurança. Melhora muito”, disse.

Um trecho da rodovia, também conhecida como Belém-Brasília, já foi entregue, ainda no início do último mês de julho. A justificativa dada à época foi o início do período da Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp). Com o aumento do fluxo de veículos, motivado pelo início do evento, a Prefeitura autorizou a liberação do trecho, que foi importante para dar maior segurança ao local.

Iluminação

Nos últimos anos, a Prefeitura investiu na iluminação pública da cidade. Só este ano serão investidos cerca de dez milhões de reais para esta finalidade. O secretário de infraestrutura, Roberto Alencar, informou que este trabalho já foi feito na grande Vila Lobão, que compreende a Vila Lobão, a Vila Redenção I e II, o Parque das Estrelas, o Parque das Palmeiras, o Brasil Novo e a Vila Brasil. Também já foi feito a grande Vila Nova, que corresponde à Vila Nova, o Jardim São Luis, o Sanharol, Airton Sena, Parque das Mangueiras e Vila Fiquene.

BR 010

A rodovia BR 010 chegou a Imperatriz em 1958, por determinação do então Presidente Juscelino Kubitschek. A abertura da rodovia ficou a cargo do engenheiro Bernardo Sayão, que faleceu no ano seguinte (1959), ainda durante as obras. (Comunicação)

Postagem em destaque

Salário de concurso público aberto chega a R$ 27,5 mil no ES

--> Salário é para as 50 vagas para juiz do Tribunal Regional Federal. Outros dois concursos estão abertos com salários de até R$ ...