2/09/2012

Secretaria de Saúde vai distribuir 250 mil preservativos no carnaval


Circuito carnavalesco será visitado também por estudantes 

voluntários da UMES

A coordenadora do DST/AIDs em Imperatriz, Venúsia Ribeiro Milhomem confirmou à reportagem que este ano voluntários da UMES – União Municipal de Estudantes Secundaristas de Imperatriz darão apoio ao bloco da saúde na distribuição de preservativos no circuito da folia.

De acordo com a coordenadora, a Secretaria Municipal de Saúde –SEMUS, irá lançar oficialmente no dia 16 de fevereiro a campanha de prevenção à AIDS e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) para as festas de carnaval.

“Tivemos a grata surpresa da parceria firmada com os estudantes por intermédio da UMES nessa campanha que visa combater à AIDS e às DSTs  em Imperatriz, fiquei muito feliz com o empenho dos estudantes ligados a União Municipal de Estudantes Secundaristas (Umes)”, disse Venúsia.
Venuzia Milhomem, coordenadora

Durante os quatro dias de folia (18, 19,20 e 21 de fevereiro) os agentes de saúde e 15 voluntários da Umes irão visitar o circuito carnavalesco, e ajudar na distribuição de preservativos e panfletos educativos.

O circuito do carnaval este ano começa na Praça Mané Garrincha, com concentração na Praça da Cultura e Avenida Beira Rio, onde deverá reunir o maior numero de foliões.

“Além da UMES, vamos contar também com o apoio dos profissionais de saúde e SAMU, e a da própria secretaria de Cultura idealizadora do evento em Imperatriz, vamos intensificar a distribuir preservativos masculinos e panfletos com orientações sobre como se prevenir das doenças sexualmente transmissíveis.

A parceria com a UMES começa no dia do lançamento oficial do carnaval (16/02), neste dia acontece o primeiro trabalho em parceria das duas instituições, agentes de saúde e os estudantes voluntários vão participar de uma ação educativa na Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, no Centro de Imperatriz. A blitz educativa está prevista para começar às 8h com faixas e distribuição de panfletos.

“Nós realizamos uma palestra e repassamos informações ao pessoal da Umes porque, quando você tem consciência do que está fazendo, com certeza o trabalho é de maior comprometimento”, justificou a coordenadora do programa, Venúsia Ribeiro Milhomem.

De acordo com a coordenadora, o Ministério da Saúde, via Secretaria de Estado da Saúde, enviou ao município de Imperatriz até agora 250 mil preservativos. A distribuição desse material será por meio de ações rotineiras de prevenção no período de Carnaval.

O trabalho preventivo é considerado pela coordenação do programa como uma ação pontual com maior destaque, já que ações como essas são realizadas regularmente pelo departamento.

Diariamente, o programa fornece em sua sede, localizada no Complexo de Saúde do Parque Anhanguera, palestras e cursos sobre a prevenção de Aids e DSTs, exames de HIV e ainda assistência 24 horas em saúde e acompanhamento psicológico para os casos em que o resultado for positivo para a presença da doença.

Números


O índice de casos confirmados de AIDS em Imperatriz é considerado alto. Segundo Venúsia Milhomem, no período de 1985 até dezembro do ano passado, foram notificados 1.150 casos positivos para a AIDS. Desse total, 720 são casos de Imperatriz, sendo os demais notificados em outros municípios que têm Imperatriz como pólo de saúde.

No levantamento feito pelo programa, consta que a maior incidência de casos está na população sexualmente ativa. “A população mais vulnerável à infecção é a de 20 a 34 anos. Isso ocorre, principalmente, pela falta do uso de preservativos”, explicou