1/07/2014

Prefeitura conscientiza população para necessidade da coleta seletiva do lixo




O projeto tem o apoio da Câmara Municipal de Imperatriz
 

A Prefeitura de Imperatriz, por intermédio das Secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Sepluma), em parceria com a Associação dos Catadores de Material Reciclável (Ascamare), vem realizando ações da Política Nacional de Resíduos Sólidos - Lei 12.305/10, do Plano Piloto de Coleta Seletiva.
A ação conta ainda com o apoio da Câmara Municipal, por intermédio do presidente Hamilton Miranda, que recebeu a coordenadora do projeto, bióloga Ivanice Cândido, para debater a implementação dessa importante ação, para a população de Imperatriz, que começa a despertar para esse projeto que já conta hoje com plano piloto.
De acordo com Ivanice Cândido, dentro do projeto estão sendo contempladas escolas, condomínios, centro comercial, shoppings e residências. Segundo a coordenadora, o projeto tem como objetivo mobilizar os alunos (crianças, jovens e adultos) quanto a importância da coleta seletiva e a necessidade de mudança de hábitos e atitudes com uma visão de sustentabilidade.
“Vamos promover ações de mobilização em diversas instituições, escolas, entidades que estão situadas nas mais diversas regiões da nossa cidade”, afirma Ivanice Candido. Ela informa, ainda que o Plano possui um modelo de coleta seletiva porta a porta no bairro Recanto Universitário e a criação de um Ponto de entrega Voluntário de Resíduos Variados (ECOPONTO).
 “Também existe a visão da inclusão social, tornando assim as escolas como um Ponto de Entrega Voluntária (PEV). Esta é mais uma opção para a população dispersar os resíduos sólidos e inservíveis”, observa Ivanice Cândido, ressaltando os esforços e o apoio recebido por parte dos secretários Roberto Alencar (Infraestrutura) e Richard Sebba (Planejamento Urbano e Meio Ambiente).
Em meados de dezembro passado, a bióloga Ivanice Cândido esteve em Fortaleza participando do curso de capacitação para Sustentabilidade na Administração Pública, tendo como programa do governo federal a Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P. O curso foi promovido pelo Ministério do Meio Ambiente.
De acordo com Ivanice Cândido, a A3P tem como finalidade inserir a gestão socioambiental sustentável às atividades administrativas e operacionais no campo governamental. Os cinco eixos da A3P são: coleta seletiva, educação ambiental, licitações sustentáveis e uso racional dos recursos naturais. “Com isso, o objetivo é sempre buscar a qualidade de vida no ambiente de trabalho”, conclui a bióloga. (Domingos Cezar/ASCOM)