3/30/2014

Sindicalistas participam em Canaã dos Carajás de Workshop de Saúde e Segurança Ocupacional.


O evento aconteceu no canteiro do S11D no Complexo Minerador de Ferro dos Carajás.
                                                                                            
  Domingos Cezar

            Representantes de sindicatos representativos dos trabalhadores da Vale de todo o Brasil estiveram reunidos durante toda esta quinta-feira (27), no auditório do canteiro de obras do Projeto Ferro Carajás S11D, no VII Workshop de Saúde e Segurança Ocupacional promovido pela empresa mineradora. Diretores do projeto debateram com os sindicalistas a busca da melhor forma de saúde e segurança aos funcionários da Vale.

            O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do Maranhão, Pará e Tocantins – STFEM esteve mais uma vez presente ao evento, por intermédio do presidente Lúcio Azevedo, do diretor de comunicação e organização sindical, Novarck Oliveira e do diretor de base de Açailândia, Jadson Vasconcelos, os quais debateram em mesa redonda todos os assuntos levantados pela empresa.

            Após o encontro de apresentação do projeto Ferro Carajás S11D feito pelo engenheiro Jamil Sebe, diretor do projeto e pelo engenheiro de segurança, Antonio Carlos Viegas, os sindicalistas tiveram a oportunidade de conhecer a maquete de toda área operacional e de mina, em seguida, os representantes dos sindicatos visitaram a área de montagem dos módulos, cujas obras estão bastante avançadas.

            Antes, porém, todos os presentes tiveram a oportunidade de conhecer através de vídeo o modelo de montagem do projeto desde a área de montagem até ser encaminhado devidamente montados para a área de mina. Jamil Sabe informou que a Vale vem trabalhando o projeto desde 2004, que encaminhou o EIA/RIMA (Relatório de Impacto Ambiental) que foi aprovado pelo IBAMA, que autorizou em 2012 a execução do audacioso projeto.

            Durante toda a tarde foi realizada uma mesa redonda, quando mais uma vez a direção da Vale, por intermédio Ricardo Gruba Pereira, da área de segurança da empresa debateu a questão da segurança. Ele observou que, muitos sindicalistas combatem as denominadas regras de ouro estabelecidas pela empresa. “Entretanto, essas regras quando observadas, elas tem salvado muitas vidas”, observou Ricardo Pereira.

            Ele observou ainda que a Vale tem investido muito na questão de segurança de na saúde do trabalhador, “para tanto já treinamos 3.204 líderes em saúde e segurança, os quais têm conscientizado os funcionários a fazerem uso corretamente dos instrumentos de segurança”. Ricardo Gruba falou do funcionamento do PASA, afirmando que o plano de saúde dos trabalhadores da Vale recebeu ano passado, 11.322 sócios. Ele recebeu sugestão dos sindicalistas presentes.

Maior empreendimento de extração de ferro do mundo


Os representantes da Vale informaram aos presentes que o Projeto Ferro Carajás S11D em Cananã dos Carajás (PA) é o maior da história da Vale e terá capacidade produtiva inicial de 90 milhõesde toneladas de minério de ferro a partir da nova mina. Previsto para entrar em operação no segundo semestre de 2016, o S11D, que compõe o Complexo Minerador de Carajás é o maior empreendimento de extração de minério de ferro do mundo, em implantação.

            De acordo com o engenheiro Jamil Sebe, trata-se de um projeto de vanguarda em termos de tecnologia e sustentabilidade, aliado à alta produtividade e baixo custo de operação. O minério extraído, segundo informa Sebe será transportado através do ramal ferroviário que também se encontra em fase de implantação e transportado para o mercado consumidor por intermédio do Píer 4 do porto Ponta da Madeira.

            “O S11D deixará um legado positivo pela prática de soluções sustentáveis e o uso de tecnologia diferenciada”, afirma o engenheiro, ressaltando que, “um novo conceito de mineração de ferro baseado na conservação do patrimônio socioambiental, aliado ao impulso do desenvolvimento local”. Para Jamil Sebe, o projeto tem investimento de US$ 19,55 e emprega milhares de trabalhadores.

            Sindicalistas presentes –

Além dos anfitriões, o Sindicato Metabase Carajás e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do Maranhão, Pará e Tocantins – STFEM, representados pelos seus presidentes Raimundo Nonato Alves de Amorim (Macarrão) e Lúcio Azevedo, respectivamente, marcou presença o presidente do Sindicato Timbopeba, Agostinho José Sales e o presidente do Sindicato Pará/Amapá, Paulo Sérgio Façanha Serra.


            De outros estados se fizeram presentes, o presidente do Metabase/Corumbá, Cassiano de Oliveira; do Sindimina/SE, Davi Bispo de Jesus, do Ferroviário/BH, Davi Eliúde, do Matebase/Mariana, Ronaldo Alves Bento, do Metabase/BH, Sebastião Alves de Oliveira, do Sindimina/RJ, Iran Vasconcelos e do presidente do Sindifer/ES/MG, João Batista Cavalieri, representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Vale.