8/03/2015

Após asfalto, sarjeta e meio fio, ruas do Parque Amazonas serão sinalizadas, garante secretário de trânsito.


A entrega das obras tanto de infraestrutura quanto de sinalização está prevista  para setembro

Pensando na qualidade de vida de centenas de moradores do Bairro Parque Amazonas, a Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura realizou a pavimentação do Bairro e agora está implantando sarjetas e meio fio e após conclusão das mesmas, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SETRAN) vai sinalizar. O serviço integra o pacote de obras inserido do PAC 1 realizado em parceria com Governo Federal.

Com isso a Prefeitura cumpre o que preceitua a Constituição Federal. Segundo a qual, todos os indivíduos têm direito às condições adequadas para sobreviver, mediante isso, os poderes públicos devem no uso de suas atribuições proporcionar aos cidadãos melhores qualidade de vida. Infraestrutura e segurança no trânsito são elementos cruciais no amplo leque de responsabilidades de quaisquer gestores públicos.

De acordo com o Roberto Alencar, secretário da SINFRA, com a pavimentação do Parque Amazonas concluída, o Município chega a 205 quilômetros de pavimentação executada. “A pavimentação já foi finalizada. Os meios-fios e sarjetas serão concluídos até o final de agosto”. Afirma também que o trabalho que está sendo realizado visa, sobretudo, a qualidade de vida da população e melhorar ainda mais a mobilidade urbana.

Sobre a sinalização, secretário de Trânsito, José Ribamar Alves, afirma que  esteve na localidade para fazer o levantamento que vai subsidiar o projeto de sinalização que será  implantado posterior a conclusão dos serviços que a SINFRA está executando. “Após término da primeira etapa, nós vamos proceder com sinalização tanto vertical quanto horizontal. Nosso foco é garantir mais segurança no trânsito”.

Para Esmerahdson de Pinho, vice-presidente da Câmara de Vereadores de Imperatriz, a ação além de facilitar o acesso ao Bairro também vai melhorar a vida da população que reside na localidade. “É um trabalho que vai facilitar o aceso não só dos moradores, mas também da polícia, ambulância. Faço questão de destacar esse trabalho, pois resgata a dignidade da população que ali reside”.

Eva Fernandes- ASCOM