8/25/2017

Representantes do Ministério dos Transportes chegam para formalizar reinício da duplicação da travessia urbana de Imperatriz



Obra havia começado em 2014, mas estava parada

A duplicação da BR-010, na  travessia urbana de Imperatriz é uma realidade, mesmo  ainda com doses de desconfiança, que começa a ser absorvida e consequetemente, cobrada pela classe política e a população.  Os  recursos, ao que consta,  estão assegurados no Programa de Aceleração do Crescimento-PAC do Governo Federal.

Depois do processo de licitação, da emissão das licenças ambientais,  em 2014  o serviço começou, contudo, sem nenhum aviso ou qualquer explicação na ocasião, as obras foram paralizadas. Agora,  quando já se imaginava que seria mais uma “ que chegou sem ficar” , maquinas e homens recomeçaram a se movimentar no canteiro de obras da firma que  ganhou a licitação.  

A obra não só  foi retomada como  ganha força com a vinda,  confirmada nesta sexta-feira, 25, de diretores do DNIT, de  representantes do  Ministério dos Transportes,  e representando a bancada maranhanese no Congresso Nacional  os  senadores   Edson Lobão (PMDB) João Alberto (PMDB) e Roberto Rocha (PSB) além do assessor da presidência da República o ex-deputado Chiquinho Escórcio.

Ontem à tarde a assessoria do senador Roberto Rocha confirmou  a chegada do secretário nacional dos transportes Luciano de Castro que desembarcou à noite acompanhado de mais dois diretores daquele órgão ,  Marcos Tavares e Nilvam Braga. Eles participam, às 15 horas,  ao lado dos parlamentares federais de  um ato público conduzido pelo DNIT  no “ Campo do DNER” para marcar o reinicio  das obras da duplicação. Ali,  a  população tomará conhecimento do cronograma de todas suas etapas, valores liberados até agora  e sobre o papel dos parlamentares maranhenses  para que a obra seja hoje considerada uma realidade.  

A assessoria do ministro do meio ambiente  Sarney Filho, que cumpre agenda na cidade, no final da tarde de ontem  que ele também vai participar do ato.

Necessária- A duplicação da BR-010 na travessia urbana de Imperatriz hoje é uma necessidade. Dos anos 1960 até hoje a cidade cresceu dando origem a vários bairros ( verdadeiras cidades)  e a  diversas empresas ao longo da Br. O número de veículos aumentou e  aquele trecho rodoviário ficou pequeno para tantos veiculos e também  pessoas. O número de acidentes só  tem aumentado ao longo dos anos. O representante comercial Manoel Soares, que mora no residencial Itamar Guará, ressaltou a O Progresso a dificuldade que ele, de bicicleta, enfrenta todo o dia para se deslocar {de bicicleta} ao centro da cidade. “ Confesso que tenho medo. Já me livrei várias vezes de acidentes. Espero que agora essa duplicação saia de verdade”   disse

Sobre a retomada da obra da travessia o ex-prefeito Madeira declarou que  a mesma, além de mudar de patamar a parte urbana da cidade,  hoje é fundamental para que Imperatriz  vai acabar com esse gargalo que se transformou a travessia urbana de Imperatriz. 

O presidente do Sindicato da Construção Civil do Maranhão/Oeste o engenheiro  João Neto Franco também teceu comentários sobre a obra.  Ele observou que a importância abrange vários aspectos principalmente pelo fato do País enfrentar hoje uma grave crise econômica e a cidade  ser palco de uma obra de tamanha magnitude. “ Recebemos a notícia com alegria e satisfação”   disse o líder classista.  “ Uma obra importante que vai execer forte influência na mobilidade urbana beneficiando não só Imperatriz, mas todas a cidades do entorno” completou o também enegnheiro Marcelino Tavares.

A duplicação e adequação da capacidade da Rodovia BR-010, travessia urbana de Imperatriz,  um trecho de 12, 8 km  quilômetros,  foi  planejada  para melhorar o trânsito na área urbana de Imperatriz e proporcionar mais segurança para pedestres e demais usuários.  A obra inclui oito elevados, duas novas pontes sobre o Riacho Cacau, e alargamento e reforço de duas pontes no subtrecho entre a MA- 280 (município de Governador Edson Lobão) e a MA -125 (próximo ao município de Cidelândia).

Histórico

A luta pela duplicação da Br 010 no perímetro urbano de Imperatriz se arrasta há alguns anos e hoje acumula vários patronos. Os registros jornaliticos revelam que os primeiros movimentos começaram no Congresso  com o ex-deputados federais Sebastião Madeira e Roberto Rocha. Madeira, por exemplo,foi o autor da emenda parlamentar que garantiu o recurso para  que o projeto técnico fosse realizado. Depois o ex-deputado federal  Davi Jr (PR) pegou a bandeira  e fez gestões para que o  projeto saisse do papel. Chegou a apresentar a maquete do que seria a obra depois de pronta, mas a coisa empacou.  Com a entrada do ex-deputado Chiquinho Escórcio na “ briga” o projeto foi desengavetado e incluido no PAC com o apoio do ex-presidente José Sarney.

Os recursos iniciais  foram liberados, mas depois tudo parou a ponto da empresa vencedora da licitação ameaçar até desistir. Hoje a duplicação foi abraçada por toda a bancada maranhense no Congresso Nacional. A obra motivou até mesmo um audiência pública realizada em Brasília provocada pelo presidente da Comissão de Desenvolvoimento Urbano da Câmara o deputado federal Hildo Rocha. Em  Imperatriz também ocorreu uma audiência pública na Câmara Municipal para debater o tema.