3/10/2012

Programa de resistência às drogas da Policia Militar forma mais 1020 alunos em Imperatriz

            
                   
Meta da PM é chegar ao final do ano com 220 mil alunos formados

O  Terceiro BPM formou  nesta sexta-feira  (9)  mais uma turma do Programa Educacional de Resistência às drogas e à violência (Proerd).  Dessa vez 1020 alunos das  escolas públicas (municipal e estadual)  e privadas, foram diplomados e agora são agentes multiplicadores  dos conhecimentos apreendidos dos instrutores do programa implantado em Imperatriz em 2002.

A solenidade foi presidida pelo capitão Alan Camelo,  diretor do Colégio Militar Tiradentes (CMT) e  coordenador do programa nesse lado do Maranhão, contando ainda com autoridades parceiras do projeto como o prefeito Sebastião Madeira,  a juíza de direito Ana Beatriz, o assessor do Governo do Estado Chico Brasil,  o secretário de Educação Zeziel Ribeiro,  o vereador Rildo Amaral e o pastor geral da Assembleia de Deus Raul Cavalcante Batista, que também é capelão do Terceiro BPM.

 Em reconhecimento ao apoio dispensado ao Proerd, todos eles foram homenageados  pela coordenação do projeto

Pais, professores e diretores de escolas assistidas pelo Proed , visivelmente emocionados, ocuparam grande parte dos assentos do Templo Central da Assembléia de Deus, local escolhido para a solenidade de formatura dos novos proerdianos.

O Proerd, conforme o capitão Alan Camelo,  “é o maior programa de resistência às drogas do mundo”.  O projeto surgiu na década de 1930 do século passado em Los  Ângeles (EUA)  e de lá se espalhou pelo resto do mundo.

No  Brasil, explicou o oficial,  a primeira experiência  foi no Rio de Janeiro, em 1992. No Maranhão em 1995  no município de Pindaré Mirim e em Imperatriz em 2002.
“Em todo o Estado a meta da Policia Militar é chegar ao  final deste ano com 220 mil proerdianos formados”

Na fala aos formandos o capitão Alan falou sobre a importância do programa e agradeceu o apoio dos parceiros  como a Prefeitura de Imperatriz  que por meio da Secretaria Municipal de Educação abriu as portas de mais de uma dezenas de escolas para  a consecução do programa que é voltado para os alunos  do 4 ao 5 anos.

“Eduque o jovem no caminho a seguir e até a velhice ele não se desviará”  disse o pastor-capelão Raul Cavalcante ao se dirigir aos 1020 formandos destacando ainda a importância deles e da família como agentes multiplicadores desse trabalho de resistência contra as drogas.

Durante a solenidade foram apresentados os vencedores do concurso de redação realizado pela coordenação do projeto.  A aluna Iasmim Conceição, da Escola Municipal Machado de Assis, foi a primeira colocada  no concurso e ganhou uma bicicleta.  Ana Luísa e Mayra Giseli  ficaram, respectivamente em segundo e terceiro lugares.

“O Proerd é um marco no trabalho  preventivo contra as drogas em Imperatriz” disse o prefeito Madeira.


Em entrevista à imprensa o prefeito Sebastião Madeira destacou que o Proerd é um marco no trabalho  preventivo contra as drogas em Imperatriz. Considera dessa forma porque atua na base junto aos alunos da série iniciais que chegarão à adolescência e , consequentemente á  idade adulta , com conhecimento suficiente para se prevenir  e auxiliar que outras pessoas se envolva com o mundo das drogas.


Para o prefeito Madeira  um programa como esse deve ser apoiado não só pela Prefeitura ou o Governo do Estado, mas por todo o conjunto da sociedade. Madeira entende ainda que o Proerd ganha  mais importância nesse  momento em que o País inteiro, reconhecendo  o avanço das drogas,  se volta contra o que já é considerado um flagelo em muitas regiões do  Brasil.

“Só temos a agradecer à PM  por esse trabalho maravilhoso, por ajudar nossas crianças as conhecer e a se prevenir contra as drogas e a violência. Da parte da Prefeitura, enquanto durar nosso mandato,  o Proerd terá todo nosso apoio” concluiu o prefeito.