5/03/2014

O Progresso: uma testemunha da nossa historia ( artigo de Sebastião Madeira)


Sebastiao Madeira.
Prefeito de Imperatriz.

No dia três de Maio de 1970, portanto  há 44 anos, Jurivê Macedo e José Matos Vieira fundaram em Imperatriz o Jornal O Progresso. Desde então o noticioso passou a testemunhar os principais fatos da história da cidade; seja sociais, políticos, empresariais e, econômicas.

Época difícil aquela para o jornalismo brasileiro já que havia limites para a liberdade de expressão. O noticiário era  acompanhado, com lupa, pela Didatura Militar.  Jornais foram fechados, jornalistas presos e torturados. O Progresso conseguiu sobreviver a tudo isso.

43 anos depois ,  agora sob o comando de Sérgio Nanhuz Godinho, e do filho Sérgio Henrique, O Progresso segue firme com o mister de informar os acontecimentos da nossa cidade, do Maranhão e do Brasil ajudando a contar a nossa história, a história do Progresso de nossa cidade. 

Aqui faco o registro de que acertaram em cheio os fundadores de O Progresso,  quando naquele maio feliz de 1970, escolheram o mencionado nome para dar vida ao primeiro, empresarialmente falando, jornal da cidade.

Os visionários Vieira e Jurivê, parecem que naquele instante foram tomados por uma visão do futuro ao chamar de O Progresso, o jornal que acabavam de fundar. Hoje, O Progresso conjuga-se com o momento vivido pela cidade. O Progresso é Imperatriz, Imperatriz é O Progresso.

Testemunha viva da história de Imperatriz O Progresso se constitui numa espécie de diário da cidade com o registro de seus  marcos ou ciclos históricos. Passamos pela madeira, arroz, ouro e hoje vivemos a explosão da prestação de serviço, com destaque para a educação, e entramos na rota da industrialização com a inauguração recente  de uma unidade da Suzano Celulose

Praticamente filho dessa terra, é uma honra para mim, em vários momentos da minha vida, ter a trajetória de profissional médico, depois deputado federal, e agora prefeito contados nas páginas de O Progresso.

A alegria é maior ainda, como prefeito poder contribuir para a consolidação econômica da cidade abrindo Imperatriz para as múltiplas empresas que para cá estão direcionando seus negócios, como a Suzano, por exemplo, já mencionada. O que é possível fazer, dentro da legalidade, para garantir instalação dessas empresas em nossa cidade, estamos fazendo e O Progresso é testemunha de tudo isso.

A todos que fazem O Progresso, do funcionário mais simples, passando pelos valorosos jornalistas, chegando até a direção, nossos mais sinceros parabéns e votos de muitas outras histórias para contar.