12/30/2014

Educação valorizada: Em Imperatriz, a rede municipal tem avançado a cada ano



Por Luana Barros.
A educação na rede municipal de ensino de Imperatriz tem progredido e proporcionado às crianças e jovens projetos e ações que favorecem o educando e a formação continuada do professor. O investimento em estrutura física, em material didático e pedagógico, discussão e elaboração do currículo, e na qualificação profissional nos últimos seis anos tem sido o diferencial na educação pública municipal.
Inclusão e atenção à diversidade - “Em 2014, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) fez a formação em rede contemplando cerca de 1.680 professores que trabalham de 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental. A temática escolhida sobre Direitos Humanos baseada nas leis 10.639/ 2003 e 11.645/2008 trata da inclusão nos currículos escolares dos conteúdos das histórias afro brasileira, africana e indígena. Pautados também no Plano Nacional de Educação, através da Educação em Direitos Humanos, nós realizamos um primeiro encontro em janeiro para sensibilização e conhecimento dos objetivos do plano e das leis. Assim, os outros encontros no decorrer do ano foram para se trabalhar o contexto educacional de afro descendentes e indígenas”, explicou Inês de Jesus Silva, formadora e integrante do eixo de Direitos Humanos do Setor de Inclusão e Atenção à Diversidade (SIADI) da SEMED.
Incentivo à pesquisa -

 Sobre o crescimento e o desenvolvimento de pesquisa científica dentro das escolas, a Secretaria de Educação mantém uma Comissão de Ciência e Tecnologia (COMCITEC), coordenada pela professora Socorro Bezerra. “A Escola Pública Municipal cresceu muito em produção científica desde a criação da COMCITEC em 2010. Elas estão mais independentes, já realizam suas feiras sem dificuldades de organização e a maioria dos professores já orientam projetos de forma natural, como parte mesmo de suas atividades, ou seja a pesquisa hoje faz realmente parte do dia a dia da escola. Em 2014, nosso objetivo foi valorizar as feiras internas nas unidades escolares mas, ainda assim uma turma da Escola Municipal Prof. José Queiroz e Tocantins participou em marçoda Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE) na USP em São Paulo com apoio técnico e financeiro da SEMED”.
Formação integral dos alunos - 
Em 2014, 4.067 alunos de 23 escolas foram atendidos pelo Programa Mais Educação na rede municipal. O objetivo é desenvolver atividades nos macrocampos de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. É uma estratégia do Ministério da Educação para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva da Educação Integral.

Com a participação de dezenas de escolas, foi II Festival Cultural de fanfarras, danças e poesias que este ano tem como tema: Gente da minha terra em 2014em duas etapas: dia 07/10 das 14h às 18h no Salão do Livro de Imperatriz (SALIMP) foi realizado o concurso de Poesias e nos 23 e 24/10 das 18h às 22h, o concurso de Danças e Bandas de Fanfarras na Praça da Bíblia- Bacuri.

Francisco Edvan Nobre, coordenador de eventos da Secretaria de Educação explica como foi realização do evento. “Este evento é realizado pelo Instituto de Projetos Educacionais e Socioambientais (PES) em parceria com a Prefeitura de Imperatriz através da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) apoiados pela Promotoria Especializada de Infância e Juventude, Promotoria de Justiçado Juizado Criminal, Promotoria de Meio Ambiente e Educação, Juizado Especial Criminal de Imperatriz e Vara da Infância e Juventude de Imperatriz”.
Educação de Jovens e Adultos - 
Foi realizada, ainda em dezembro deste ano, no auditório da Universidade Aberta do Brasil (UAB/ Praça União), a culminância do projeto “Direitos Humanos: Educando para a cidadania” desenvolvidos em todas as turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede municipal.
“Em cada semestre desenvolvemos um projeto em todas as 21 escolas que possuem a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) com temas gerais. Em dois dias, realizamos a culminância das ações desenvolvidas nas escolas apresentando os trabalhos, músicas, poemas, seminários; através de apresentações de palco e visitas aos stands”, explicou Solange Ferreira Mourão, coordenadora da EJA/ SEMED.

Com o tema: Currículo Escolar- Uma construção coletiva em busca de emancipação do sujeito; a SEMED realizou em outubro de 2014, o 3° Congresso Municipal de Educação reunindo mais de três mil professores no Centro de Convenções de Imperatriz, com a presença ainda de seis municípios convidados: Açailândia, Bom Jesus das Selvas, Governador Edson Lobão, Pio XII, Amarante e Davinópolis. Além de palestras, o congresso teve ainda: apresentações culturais, musicais e palestras com os seguintes temas Interdisciplinaridade, Diversidade, Currículo para a Educação Infantil e Violência presente no currículo oculto.
Qualificação docente - Em 2014, foram realizados ainda cinco encontros de Formação Continuada dos programas Gestão Nota 10 e Circuito Campeão da rede municipal de ensino de Imperatriz. Os programas, desenvolvidos em parceria com o Instituto Ayrton Senna foram implantados em 2011 e tem os seguintes objetivos: Elevar a qualidade da aprendizagem de forma equitativa, e promover a articulação de todas as condições necessárias para a eficácia dos processos educacionais nas redes públicas de ensino, incluindo princípios de gestão nas quatro esferas da educação formal: aprendizagem, ensino, rotina escolar e política educacional.
“Dedicamos esse ano de 2014, na nossa Formação Continuada, a uma reflexão sobre um dos componentes mais importantes do processo de ensino e aprendizagem, o currículo da educação básica. Nesta 5ª FOCO e última do ano, estarão presentes Gestores, Vice-Gestores, Coordenadores Pedagógicos, Supervisoras Escolares, Superintendentes e equipes da Semed, todos refletindo juntos sobre alguns outros temas pertinentes a essa temática”, esclareceu Rejane Kravetz, coordenadora do Gestão Nota 10.

Incentivo à leitura - Resultado da parceria firmada entre Instituto Ecofuturo, Suzano Papel e Celulose e a Prefeitura de Imperatriz, foram inauguradas duas bibliotecas comunitárias do projeto Ler é Preciso, na Escola Municipal Enoque Alves Bezerra (Embiral) e Escola Municipal São Félix (São Felix) no decorrer deste ano. O processo de implantação da biblioteca foi iniciado em março de 2013 e desde então contou com o amplo interesse e apoio do poder público, que não mediu esforços para que o projeto se concretizasse. A prefeitura tem um papel de extrema importância que passa por incluir a biblioteca como política pública do município e garantir a perenidade de sua manutenção. É ela que vai garantir toda a infraestrutura da biblioteca, incluindo reformas para a inauguração, internet, telefone, água, luz, material de escritório e renovação do acervo. Além disso, o poder público também é responsável pela contratação dos funcionários que trabalharão nas ações locais de promoção de leitura.Foram realizadas as etapas de mobilização comunitária para o empoderamento cidadão e a Oficina de Gestão e Sustentabilidade, com foco na manutenção da biblioteca.  Os cursos de auxiliar de biblioteca e de promotor de leitura realizados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, parceira técnica do projeto.
Plano Municipal de Educação - Sobre a elaboração do plano decenal da educação de Imperatriz, Zesiel Ribeiro esclareceu: “No final de 2013, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira assinou aportaria de criação do Fórum Municipal de Educação (FME) para elaboração do Plano Municipal de Educação (PME). Assim, no decorrer de 2014 foram realizadas seis Audiências Públicas em unidades de ensino superior em Imperatriz que levaram professores, gestores, coordenadores, estudantes universitários e toda a sociedade de Imperatriz a discutir a versão preliminar do plano, elaborado em versão preliminar pelo Fórum Municipal de Educação (FME) com metas e estratégias para a educação de Imperatriz nos próximos dez anos. Em dezembro, o fórum entregou na Câmara Municipal de Imperatriz, o plano ao prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, que no mesmo ato encaminhanou ao Poder Legislativo para que se torne lei”, assim esclareceu Zesiel Ribeiro, secretário municipal de educação.
Investimento em Infraestrutura - Além de ações de valorização profissional e de desenvolvimento do educando, a rede municipal de ensino recebeu em 2014 diversas ações de melhora da infra-estrutura das unidades escolares; Zesiel Ribeiro enumerou algumas:
Construção:Escola Municipal Edelvira Marques/ Pró-Infância (Planalto).Construção de escolas em andamento: Escola Castro Alves I,Escola Machado de Assis. Pró-Infância (Construção de escolas) nos bairros:Santa Inês, Senharol, Vila Mariana, PAC 2- Creche/ Pré-Escola (Residencial Dom Afonso Filipe Gregori), PAC 2- Creche/ Pré-Escola (Itamar Guará).Construção e cobertura de quadras:Escola Madalena de Canossa- Parque Santa Lúcia (já inaugurada), Escola Paulo Freire (Construção e Cobertura/ já inaugurada). Construção e cobertura de quadras (Em andamento):Escola Elisa Nunes – Santa Rita (fase final), Escola José Queiroz, Escola Tiradentes e Escola Frei Tadeu.

Licitação em andamento: Sousa Lima (Vilinha).