5/20/2015

CREAS lança Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente


Com a temática “Quem ama protege e quem protege denuncia” foi lançada na última segunda (18) a Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente pela Prefeitura de Imperatriz, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em solenidade no auditório da Secretaria de Saúde.

O evento, contou com a parceria dos Conselhos Tutelares área I e II, Vara da Infância, Ministério Público, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Defensoria Pública e Escolas da rede municipal.

Dentre os presentes, várias autoridades, tais como a secretária de Desenvolvimento Social, Miriam Ribeiro, que no ato, também representou o Prefeito Sebastião Madeira, o Promotor Alenilton Júnior, o Diretor Executivo da SEDES Julio Mourão, o Presidente do CMDCA, Ricardo Seidel, e  o Juiz de Direito Delvan Tavares, que ao final da abertura oficial da Semana ministrou a palestra: “A Vara da Infância  de Imperatriz e os procedimentos frente às vitimas de violência”.

Jucilene Oliveira, coordenadora do CREAS, enfatizou o quanto é importante a participação da comunidade nesse processo de proteção da criança e do adolescente.

“Nos casos de abuso e exploração sexual atendidos pelo CREAS, geralmente o agressor ou é o pai ou um vizinho da vítima, onde o crime acaba acontecendo no seio familiar, pois a mãe é conivente com a situação por medo de perder o provedor da família. Por isso, nos empenhamos nessa campanha todos os anos, para sensibilizar a sociedade a denunciar, de perceber que quem ama protege não violenta” ressaltou.

Miriam Ribeiro, secretária de Desenvolvimento Social, parabenizou o empenho da equipe do CREAS, enfatizando na “importância de tratamento desses vulneráveis, na reinserção dessas vitimas na sociedade, realizando um trabalho de recuperação dessas crianças através de toda a assistência, dos CRAS e abrigos. É um crime que nós precisamos combater diariamente”, disse. 

O presidente do CMDCA, Ricardo Seidel frisou a importância da Semana para mobilizar a sociedade em relação a temática. “Esse dia é muito importante para acordar a sociedade para tentarmos juntos tentar reverter uma problemática social, com números tão alarmantes de casos de abusos. Precisa-se de uma militância para enfrentar essa problemática todos os dias”, disse Ricardo.

Para o Promotor da Infância e Juventude de Imperatriz, Alenilton Junior, a Campanha contra a Violência Sexual, além de objetivos propostos, serve para intensificar o pedido pela Delegacia de Proteção Contra a Criança e Adolescente ao Governo Estadual.

“Muitas violações de direito contra a criança e o adolescente não estão chegando no poder judiciário e isso se deve também a falta de uma delegacia especializada. A criança não pode ser atendida de qualquer jeito. Desse modo, precisamos realmente nos mobilizar, ir a luta, sair as ruas para garantir os direitos das crianças”, enfatizou.

Na oportunidade a coordenadora do CREAS informou que só nesses primeiros meses do ano foram mais de 90 casos atendidos pelo CREAS de vítimas de abuso e exploração sexual. Mas ainda assim, muitos crimes ficam sem denúncia. Essa estatística, porém, não quer dizer que aumentou os casos de violências, mas que as pessoas passaram a começar a denunciar.



Sara Ribeiro - ASCOM