3/25/2016

MADEIRA DESMENTE ACORDO E REITERA CANDIDATURA PRÓPRIA DO PSDB PARA PREFEITO


A propósito  da publicação :
Acordo em Imperatriz: Madeira vai indicar o vice da Marco Aurélio e continuará com a saúde”  veiculada no BLOGO DO LUIS CARDOSO, o prefeito Sebastião Madeira, em resposta ao que o blogueiro da capital escreveu destaca que:
Caro blogueiro Luis Cardoso em relação ao post colocado no seu blog tratando da sucessão de Imperatriz lamento que você tenha sido induzido a cometer uma barrigada. Vamos por partes:

1-    Nao fiz qualquer espécie de acordo com nenhum pré-candidato a prefeito de outro partido, até porque o PSDB tem pré-candidato, o Dr Daniel Souza, secretário de Planejamento Urbano, Meio Ambiente e Regularização Fundiária. Muito menos tem qualquer fundamento a afirmação de que teria exigido continuar administrando a saúde do município. Esse estilo de barganha não faz parte da minha história na política, com mandato nos últimos 22 anos. E se essa informação fosse verdade, seria no mínimo uma burrice sem tamanho já que a saúde é o maior problema de qualquer administração. Também, ainda não tratei com o governador sobre a sucessão de Imperatriz.
2-    - Lamento que não conheças melhor nossa cidade. Para você ter uma ideia neste ano de 2016 já entregamos 12 escolas, quase todas climatizadas, perfazendo um total 70 ao longo dos últimos anos. Na próxima semana entregaremos mais duas escolas e até dezembro mais dez, fazendo de Imperatriz uma das cidades do Maranhão com a melhor estrutura física na educação. Entre drenagem e asfalto já chegamos a 250 km. No quesito habitação, até dezembro completaremos 8 mil casas entregues às famílias de baixa renda, é quase 10 mil títulos definitivos do maior Programa de Regularização Fundiária do Nordeste que se tenha notícia.
3-     - Quando assumi a Prefeitura, em 2009, a cidade era infestada de pedintes e crianças abandonadas que, publicamente, perambulavam cheirando cola de sapateiro. Hoje, esse quadro é inexistente depois de uma vigorosa política social de proteção aos mais necessitados. O que mais me orgulha é o modo como abrigamos e cuidamos de crianças vítimas de abuso e da desassistência. O IPEA mostrou estudo no final de 2015, onde mapeia a vulnerabilidade social do Brasil. Alta vulnerabilidade é destacada pela cor vermelha, média vulnerabilidade, pela amarela, e a baixa vulnerabilidade, pela cor azul. Nesse mapa, no Maranhão o único ponto azul é a cidade de imperatriz. O Índice de Desenvolvimento Municipal aferido pela FIRJAN relevar que a única cidade do Estado do Maranhão que aparece com destaque, inclusive em situação melhor do que a da Capital São Luís, é Imperatriz. São dados públicos.

      Em 2008 o PIB de Imperatriz girava em torno de dois bilhões de reais. Em 2013, dados do IBGE, informam que subiu para pouco mais de cinco bilhões. A estimativa para 2016 é que chegue a sete bilhões de reais. Num momento de grave crise financeira e de confiança no país, nossa cidade continua atraindo investimentos. Na semana passada inauguramos uma filial da VALMET, multinacional finlandesa de prestação de serviços de alta tecnologia. Foram investidos trinta milhões. Uma fábrica de papel e ampliação da fábrica de celulose da Suzano, na minta de 600 milhões, já está na fase de implantação. Uma fábrica de água oxigenada do grupo PERÓXIDOS, vai investir mais quarenta milhões, cuja inauguração tá prevista para setembro de 2017. Não bastassem bastassem todos esses investimentos, ainda tem uma oficina de manutenção de vagões e locomotivas da VLI, que implica em investimento de duzentos milhões. Tudo isso está vindo por acaso ou caindo do céu? Claro que não. É o resultado de uma política agressiva de atração de empresas, aproveitando o potencial e a logística da cidade, e de uma gestão de credibilidade, tudo para garantir o cumprimento da promessa que fiz, a promessa de destravar a cidade e promover o seu desenvolvimento. Esse conjunto de ações vai fazendo a cidade mais sustentável e menos dependente do Estado e da União, além de criar milhares de empregos

     Claro que ainda falta muito, ainda temos 500 km de ruas sem asfalto. Falta esgoto e grande parte da cidade o abastecimento de água ainda não está universalizado. A saúde é um problema permanente. Recebemos pacientes de dezenas de cidades de três estados. Há muitos anos os recursos que recebemos estão praticamente congelados. Mesmo assim avançamos, as pessoas são atendidas. São centenas de vidas que se salvam graças as especialidades existente no Socorrão. Nunca é demais destacar, que o caos não está instalado como vemos diariamente Brasil afora. Poderia fazer mais? Sim, muito mais se tivesse recursos. Se a União e o Estado olhassem e tratassem Imperatriz com outros olhos e com a atenção que ela e seu merecem. Mas vivemos no mundo real e no limite do possível. 6 - quanto a popularidade ou impopularidade, todo homem público está sujeito as contingências do humor da população, principalmente num momento tão difícil de desemprego, recessão, desesperança. Nessas ocasiões, o "bode expiatório" mais a mão é o gestor mais próximo, e o prefeito é quem acaba pagando o pato.

      Agradeço o espaço e fico a disposição para maiores esclarecimentos. Sebastiao Madeira