8/27/2014

Após 40 anos, Rua Monte Castelo começa a ser pavimentada no Jardim São Luís: Prefeito Madeira e o secretário Roberto Alencar (Sinfra) acompanham a obra. A via também foi beneficiada com drenagem profunda.

,
 
Depois da realização de serviços de drenagem profunda na Rua Monte Castelo, no Jardim São Luís, a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) iniciou nessa terça-feira (26) a pavimentação asfáltica da via que interligará a BR-010, no Jardim São Luís, à Avenida João Palmeira, no bairro Vila Nova.

O prefeito Sebastião Madeira, acompanhado do secretário Roberto Alencar (Infraestrutura), inspecionou o início dos serviços de asfaltamento da Rua Monte Castelo, aguardada há 40 anos pelos moradores do Jardim São Luís. “Essa é mais uma importante obra que será entregue à comunidade, pois além de melhorar a qualidade de vida da nossa gente, ainda ajudará a desafogar o trânsito nesse perímetro urbano”, disse.

Ele explicou à reportagem que a obra é proveniente de convênio firmado entre a Prefeitura de Imperatriz e o Governo do Estado do Maranhão. “Temos várias outras obras em execução, como é o caso da conclusão dos serviços de terraplanagem da Rua Frei Epifânio, no Jardim Oriental, que também permitirá o acesso da comunidade ao bairro Vila Nova, via Avenida Babaçulândia”, observou.

O secretário Roberto Alencar, que acompanhava o prefeito Sebastião Madeira, atestou a qualidade dos serviços executados pelo município na Rua Monte Castelo, transformando-a em novo corredor de trânsito de Imperatriz. “Esse é mais um sonho que se transforma em realidade na gestão do prefeito Madeira”, disse.

O motociclista Alequissandro Silva, que diariamente passa pela Rua Monte Castelo para deixar a filha na escola, demonstrou ontem, durante entrevista à reportagem, a satisfação em verificar in loco o começo dos serviços de pavimentação asfáltica da via do bairro. “Acabou a poeira, foram anos de sofrimento nesse bairro, principalmente durante o período invernoso”, lembra.


Para ele, o asfaltamento possibilita uma melhor qualidade de vida à população, eliminando também o acúmulo de água e de esgoto em meio à pista, assim como valorizando os imóveis e transformando o aspecto urbanístico do bairro Jardim São Luís.  Gil Carvalho
Leia mais →

8/26/2014

Revitalização de ruas do centro comercial é elogiada por consumidores e motoristas

,

Ruas e avenidas dos bairros mais distantes também estão sendo beneficiadas.

            Várias ruas do centro comercial de Imperatriz foram revitalizadas com um novo asfalto que vai garantir a trafegabilidade mais ágil de veículos por muitos anos, além de transformar a visão paisagística da cidade, uma vez que o asfalto nas ruas centrais estava necessitando de uma melhoria em seu aspecto urbanístico. Essa semana foi concluído o recapeamento de toda a extensão da Rua João Lisboa.

            A intenção conjunta do prefeito Sebastião Madeira e do secretário municipal de Infraestrutura (Sinfra), engenheiro Roberto Alencar, é mudar a feição paisagística urbana e dar uma melhor vazão no elevado fluxo de veículos que transitam diariamente por Imperatriz, notadamente no centro comercial da cidade.

            O prefeito Sebastião Madeira e o secretário Roberto Alencar garantem que esse benefício será estendido aos centros comerciais dos grandes bairros que circundam a cidade. “Todas as principais ruas, especialmente as que são servidas com linhas de ônibus urbano também serão recuperadas”, garante Roberto Alencar.

            As obras de revitalização das ruas do centro comercial estão sendo elogiadas por todas as pessoas dos mais diversos bairros, ou de outras cidades que procuram o comércio local para adquirir as mais diversas mercadorias. Uma parcela acentuada de visitantes do centro comercial de Imperatriz é oriunda do estado do Tocantins.

            O pequeno comerciante Raimundo Nonato de Sousa, 42, morador de Augustinóplis (TO), afirma que Imperatriz vem ficando a cada dia mais bonita e ganhando ares de cidade grande. “A transformação para melhor é visível para todos que querem enxergar”, afirma o comerciante, acrescentando, “mas isso é para quem quer enxergar”.

            Para o motorista Antonio José da Silva Macedo, 37, residente no bairro Santa Rita, o novo asfaltamento fez com que melhorasse o trânsito dando uma melhor velocidade e segurança tantos para quem dirige, quanto para os pedestres que caminham pelo centro comercial. “A sinalização das ruas também merece elogios”, afirma o motorista.


            “Não demoro tanto vir a Imperatriz tratar de negócios, mesmo assim, toda vez que venho noto uma diferença para melhor nesta cidade que cresce e se desenvolve”, afirma o autônomo Roberto Costa de Macedo, 28, que reside na cidade de Açailândia. “Creio que o povo de Imperatriz é orgulhoso de sua cidade”, comenta Macedo. (Domingos Cezar/ASCOM). 
Leia mais →

8/25/2014

Trabalho infantil está praticamente erradicado em Imperatriz, constata desembargador do TRT-MA

,

Prefeito Madeira destacou os investimentos, projetos e
programas que beneficiam crianças e adolescentes.

O prefeito Sebastião Madeira, acompanhado dos secretários Zesiel Ribeiro (Educação), Daniel Souza (Regularização Fundiária), Miriam Ribeiro (Desenvolvimento Social), Iramar Cândido (Administração), Hudson Alves (Gabinete),  Gilson Ramalho (Procuradoria Geral do município) participou nessa semana de reunião com o defensor público do Estado Fábio Carvalho, que atua na área da criança e do adolescente na comarca de Imperatriz e o desembargador do TRT-MA da 16ª região, Gerson Costa Filho, onde discutiram sobre a exploração do trabalho infantil em Imperatriz.

Na ocasião, o chefe do Poder Executivo relatou os investimentos realizados nestes últimos anos pelo município, em parceria com o Governo Federal, na construção de novas unidades escolares em vários setores de Imperatriz. “Temos em construção oito unidades de educação infantil; a prefeitura – durante esse período – entregou novos prédios escolares”, garante.

Ele observa que a escassez de recursos inviabilizou a execução de grandes projetos sociais e de infraestrutura, mas reitera o esforço da equipe técnica do governo municipal em viabilizar recursos junto ao FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Madeira ressaltou os vários projetos sociais desenvolvidos pelo município que contribuíram nestes últimos cinco anos na acentuada redução dos índices de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil em Imperatriz. “Nós gostaríamos de convidá-lo a conhecer a Casa da Criança, projeto considerado modelo no Maranhão”, acrescentou.

O secretário Zesiel Ribeiro (Educação) assinalou que o município desenvolve o projeto de “educação integral”, embora ainda não disponha de escolas em período integral em funcionamento em Imperatriz.  “Esse projeto atende mais de quatro mil alunos na educação básica, bem como milhares de crianças na rede de creche do município”, frisa.

Na ocasião, o desembargador do TRT-MA elogiou os projetos sociais desenvolvidos pelo município que contribuem no efetivo combate ao trabalho infantil em Imperatriz e comparou o município com  cidade de Gramado (RS) por conta das iniciativas e projetos e por não ver crianças nas ruas em situação de trabalho.

Por fim o defensor publico Fábio Carvalho disse que é necessária uma troca de informações de estado e município para saber como enfrentar essa problematica para levantamento de informacoes atraves das instituicoes municipais e periodicamente se reunirem para saber onde atacar os focos do trabalho infantil.

Passado – O prefeito Madeira observou ainda que há 7 anos atrás era grande a aglomeração de crianças e adolescentes nas praças, ruas e avenidas de Imperatriz. “Essas crianças se aglomeravam em grupos para cheirar cola (sapateiro) em vários cruzamentos da cidade, mas hoje a realidade é bem diferente”, concluiu. [Gil Carvalho - Sidney Rodrigues - ASCOM]
Leia mais →

8/24/2014

AMIGOS PARA CHORAR (MARCOS FÁBIO)

,

Já parou para pensar  no “sofrimento” daquilo que nos  serve de alimento  até chegar  à nossa mesa?  Os animais são mortos, esquartejados,  congelados, assados, cozidos; as frutas e legumes  são mordidas trituradas, picadas para cumprir a missão de nos alimentar. Se transformam para  nos fortalecer,  e nos manter vivos.  

Como humanos às vezes também somos triturados, centrifugados e transformados. Alguns rezam  e agradecem; outros choram.   E há até quem  preferem  os verbos  do silêncio , bo entanto ,  têm aqueles que  escrevem,  e como escrevem.

Não é segredo para ninguém  o grave problema de saúde  vivido, e quase superado, do jornalista Marcos Fábio,  problema que este tem  encarado com  o rigor que o caso requer,  porém sem perder a ternura externada nessa bela crônica  a qual eu recomendo.

Boa leitura.


AMIGOS PARA CHORAR 




Marcos Fábio Belo Matos – professor doutor do Curso de Jornalismo da Ufma Imperatriz
marcosfmatos@gmail.com

Sempre gostei de escolas. Lembro de, muito pequeno ainda, montar um “coleginho” na garagem lá de casa, para ensinar os colegas que ficaram de recuperação e ainda levantar uma graninha para comprar besteiras de criança. O ambiente da escola, com tudo o que ele representa, foi, em todas as etapas da minha formação, uma coisa positiva. Tanto que, depois que acabei o doutorado, fiz uma tentativa de voltar aos bancos do ensino superior, numa nova graduação. Mas aí, os compromissos, a correria e outras coisas pessoais não me deixaram completar a etapa. Fiquei apenas na escola da vida, essa que nos ensina todo santo dia uma nova lição.

Como a que aprendi ontem. Aprendi que existem várias categorias de amigos. Amigos não são todos iguais. Nem existe aquela história de que “um amigo sincero se reconhece nas horas de dificuldade”, como diz um ditado popular. Nada disso. Existem amigos, de distintas qualidades e para distintas finalidades.

Existem aqueles amigos para curtir a vida, para sair, para badalar. Existem aqueles para nos colocar no eixo, nos chamar à razão, como o grilo falante, uma espécie de “voz da consciência”. Existem aqueles pra nos tirar das dificuldades – esses, em geral, são muito práticos: conseguem dinheiro, sabem como desenrolar uma burocracia, como desfazer um mal-entendido com alguém, conhecem até uma fórmula para reatar com a pessoa amada. Existem amigos para tirar boas fotos, estando nelas ou não. Existem até os amigos de cama – aqueles que nos amam como se nos amassem, mas que apenas curtem os nossos instintos, e nós os deles. E existem os amigos para chorar.

Esses são os mais íntimos. São aqueles que conhecem as nossas fraquezas; aquelas que nós escondemos, por medo, por impossibilidade de manchar nossa imagem pública, de borrar a maquiagem ou de parecer fraco diante de quem não queremos. Aqueles que estão prontos a nos ouvir dizer coisas que os demais amigos não precisam saber; mais: nem sonham em saber... Aqueles que nos dão bem mais que o ombro, nos dão os braços para nos envolver, a cama para deitar e molhar, o quarto para que as paredes recebam o reverbero dos nossos gritos de dor e desesperança. Aqueles que, enfim, guardam nossos maiores segredos e ajudam a secar as nossas lágrimas...

Nem todos podem ser amigos para chorar. Muitas vezes, não é por falta de vontade, mas de qualidade. Muitos não têm experiência para assumir a tarefa – que não é fácil nem romântica; é, ao contrário, árdua e opressora, porque quem ouve chorar também chora, muitas vezes por dentro, que é o choro pior, porque não escorre... Muitos têm uma vida tão agitada que não conseguem parar para nos ouvir chorar – sim, porque, apesar de vivermos em alta velocidade, o choro precisa de tempo, de silêncio e de inércia; o mundo de quem chora e de quem ouve chorar precisa parar; não dá para ser “amigo para chorar” com o Whatsapp ligado enquanto você se esvai... E, muitos, enfim, não têm interesse em saber dos seus problemas, porque, para eles, você é uma fortaleza e não pode passar uma outra imagem; você é a referência de positividade, e não queira mudar isso. Mudar isso seria destruir mitos – e o ser humano precisa de mitos para referenciar sua vida. Não queira mudar isso; é a sua utilidade na vida deles.

Na Bíblia, se você buscar, vai ver que, em João 13:23, há uma referência a “o discípulo que Jesus amava”. Então, Jesus não amava a todos os outros? Sim, claro. Mas tinha um que ele amava mais que os outros. Será que não seria esse o “amigo para chorar” de Jesus? É apenas uma hipótese. Não é à toa que, para esse discípulo, Jesus entregou, na agonia da crucificação, a própria mãe. Em João 19:26, Ele diz: “mãe, eis aí o teu filho” e “filho, eis aí a tua mãe”. Não há presente maior, não que eu conheça.

Os “amigos para chorar” também não somos nós que escolhemos. É a vida que nos mostra. E não serão muitos, ao longo da sua vida. Às vezes, uma meia dúzia, que nos acompanharão em várias etapas da nossa vida, porque o tempo tratará de os espalhar pelo mundo. Outras vezes, apenas dois ou um, que estarão ao nosso lado pela vida toda.


E como cultivar esses amigos? Não precisa fazer nada. Eles são como cactos. Não precisam de cuidados especiais. Só precisam que o amor que os une vá sendo depositado, na frequência que a vida impuser. Devem ser apenas guardados. E bem guardados. Talvez “no lado esquerdo do peito”, como ensinou Milton Nascimento, na sua belíssima “Canção da América”. Talvez num porta-retratos, ao lado da nossa cama. Talvez num álbum secreto, numa dessas redes sociais que existem por aí – e que ainda existirão. Ou talvez ainda numa caixinha de música, ocupando o lugar da bailarina. 
Leia mais →

Itamar Guará deve ganhar reforço na segurança, diz deputado Dr. Pádua

,
Ele solicitou providências, em caráter de urgência, ao secretário de Estado da Segurança Pública.

 Os moradores do conjunto residencial Itamar Guará, situado à margem da BR-010,  solicitaram durante encontro com o deputado estadual Dr. Pádua (PRB) providências no sentido de viabilizar a instalação de uma base comunitária de segurança neste novo bairro de Imperatriz.

De imediato, o parlamentar entrou em contato com o secretário de Estado da Segurança Pública do Maranhão, Marcos Affonso, para que medidas sejam adotadas como forma de reduzir os índices de violência no conjunto Itamar Guará.

“Nós justificamos ao secretário a importância da instalação da base de segurança, pois atualmente moram quase mil famílias nesse novo conjunto residencial”, disse ele, que solicitará ainda ao comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM), ten.cel. Markus, o reforço do patrulhamento ostensivo para evitar o registro de novas ocorrências no bairro.

Dr. Pádua observa que o Itamar Guará concentra atualmente mais de cinco mil pessoas, sendo que novos estabelecimentos comerciais [mercearias, sorveterias e açougues] começam a surgir no conjunto que dispõe de infraestrutura em iluminação pública, ruas pavimentadas, sarjetas e meio-fios. “É um bairro novo que necessita de uma atenção especial na área da segurança pública; vamos aguardar pelas providências que deverão ser adotadas pelo sistema de segurança do Maranhão”, finalizou.


Leia mais →

8/22/2014

O JORNALISMO SE APEQUENA NA TV DA FAMÍLIA LOBÃO EM IMPERATRIZ.

,

O desespero tomou conta da campanha do Lobinho Filho, principalmente aqui em Imperatriz, cidade onde a rejeição ao filho do ministro é grandiosa, e o nome de Flávio Dino só se consolida a cada dia. Tal é o desespero que a alternativa encontrada  “por eles”   para se contrapor ao fortalecimento  de Dino no coração do eleitor,  tem sido usar  o sinal de TV que a família do candidato  controla ( TV Difusora)  com fins flagrantemente  eleitoreiros. 

A estratégia encontrada pelos marqueteiros do candidato a governador, cuja família controla o sinal do SBT  no Maranhão,  é tentar ridicularizar Flávio Dino  com charges de gosto duvidoso com a pseudo intenção de criticar a gestão do  prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira,  um dos poucos  gestores  municipais  maranhenses que teve coragem de dizer não ao projeto de Lobão Filho de  tentar virar  governador,  e se posicionar do lado de Flávio Dino.  

 Por conta da coragem  do "não ao lobo"   Madeira entrou pra  “lista negra   da Difusora”  com   o “pau comendo”  todos os dias  sem direito ao contraditório,  o  que deixa  o “jornalismo” da emissora,  menor. Ouvir os dois lados é regra basilar do bom jornalismo e isso não tem sido feito pela TV da Rua Monte Castelo nas questões relacionadas à gestão municipal. Para se constatar o que digo basta acompanhar desde cedo da manhã  sua  programação. 

Na edição desta sexta-feira a emissora da família Lobão, no Jornal da Difusora, ultrapassou todos os limites do bom senso ao exibir mais uma charge animada contra Madeira e Flávio.

O que parecia uma inocente e engraçada critica aos problemas da cidade, no final se transformou numa “peça acusatória” onde, criminosamente, a TV  acusa o prefeito de desviar recursos da Prefeitura  para a campanha  de Dino. Pelo que se sabe, atribuir falsamente, à alguém a responsabilidade pela prática de um fato definido como crime, é conduta tipificada  pelo Código Penal Brasileiro, assim como  também o é , atribuir à alguém fato determinado e ofensivo à sua reputação;  condutas  flagrantemente praticadas pelo “jornalismo da TV Difusora de Imperatriz” na tarde de hoje (22)  em relação ao prefeito Madeira.

No caso do candidato a governador Flávio Dino, na forma como  a TV o apresenta nas charges já exibidas,  não resta qualquer margem de dúvida de que a intenção é causar danos à sua imagem com objetivo de influenciar a vontade do eleitor,  conduta que salvo engano, é   vedada pela Justiça Eleitoral.

Essa ofensiva “jornalística/eleitoreira” da TV Difusora para tentar obter dividendos eleitorais a a favor de Lobão Filho em detrimento de Flávio Dino  é acima de tudo equivocada e  macula a imagem da empresa  até então,  protagonista de   um jornalismo interativo e popular.  

É lamentável que por conta  da disputa eleitoral para o Governo do Maranhão, uma concessão pública  esteja sendo usada cristalinamente para  tentar  beneficiar  uma candidatura  em detrimento de outra  por meio de uma vil e ardilosa estratégia de manipulação da opinião pública.

Ainda bem que o  mundo mudou e em que pese  a rapidez na veiculação   das noticias, teorias, teses, verdades prontas, mentiras; projetos e ideologias  gerou  um cidadão cada vez mais critico e capaz de filtrar o que vê, ouve, e o que lê nesse universo  o que nos leva a inferir que no caso dessa estratégia da Difusora o feitiço pode virar contra o feiticeiro, ou seja, produzir um efeito contrário às intenções nada ortodoxas da família que lhe controla.



Leia mais →

A travessia urbana de Imperatriz, o Ministério Público e a Lei.

,
                                 Foto ilustrativa
A duplicação da BR-010, na  travessia urbana de Imperatriz é uma realidade que começa a ser absorvida, mesmo ainda  com doses de desconfiança,  pela população.  Os  recursos, ao que consta,  estão assegurados,  com a obra já licitada e inclusa no Programa de Aceleração do Crescimento-PAC. Até a ordem de serviço já  foi emitida  para que a empresa vencedora  do processo de licitação  a inicie.
Uma duvida em relação à obra deve ser dirimida até  sua conclusão: a determinação da sua paternidade, hoje  disputada pelos deputados federais, Davi Jr (PR) e Francisco Escórcio (PMDB).
Brincadeiras à parte, justiça deve ser feita em relação á atuação dos dois parlamentares para que essa obra viesse a sair do virtual para o mundo real.  O primeiro apresentou o projeto e fez gestões para que o mesmo fosse acolhido pelo Governo Federal. O segundo  teve o mérito de desengaveta-lo, e  perante a Presidência da República, inclui-lo no PAC,  e  assim garantir  que de fato e de direito a coisa viesse a acontecer.  Bom para o presente e o futuro da cidade.
Fosse  em outros tempos, com a ordem de serviço assinada em mãos, a empresa vencedora do certame licitatório chegaria à cidade e  aqui se instalaria para iniciar a obra sem obedecer a  nenhum critério quanto aos  múltiplos impactos  ambientais  que certamente ocasionará ao longo dos 12, 8 km  de extensão da travessia urbana de Imperatriz licitados.
O Brasil  possui  dispositivos  constitucionais,  e infraconstitucionais  que  não permitem mais que  obras de grandes impactos, como a duplicação da travessia urbana de Imperatriz,  sejam apostas sem um rigoroso Estudo de Impacto Ambiental (EIA),  seguido do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) bem como da realização de audiências públicas, com ampla divulgação e participação popular. Sem essas observâncias o município impactado, legalmente,  não pode conceder ao empreendedor as licenças necessárias  e consequentemente a obra não pode ser executada.
Quando por um motivo qualquer  tais exigências legais não são observadas  entram  em cena, às vezes, os órgãos de controle. No caso da duplicação da BR- o protagonista foi o  Ministério Público {Estadual} amparado pelas prerrogativas legitimadas pelo  artigo 129 da Constituição Federal.  A Promotoria de Justiça Especializada do Meio Ambiente de Imperatriz,  por intermédio de seu titular, Jadilson Cirqueira de Sousa,  mesmo reconhecendo a importância da obra para  a cidade, ao perceber a inobservância dos mandamentos legais em relação à mesma, depois de diversos alertas verbais, não teve outro caminho  a não ser interpor uma Ação Civil Pública, com pedido liminar,  para obrigação de fazer combinada com reparação do dano ambiental contra os   atores envolvidos na consecução do projeto.
No entendimento do Ministério Público os próprios pareceres técnicos deram conta da efetiva potencialidade de danos ambientais ao considerar que a obra de duplicação da travessia urbana de Imperatriz apresenta grande impacto e potencial poluidor. Por outro lado, o promotor Jadilson Cirqueira, citando o doutrinador Ricardo Manuel castro, lembra que se a norma federal impõe a realização de estudo prévio de impacto ambiental, não é licito ao Poder Público direta ou indiretamente, dispensá-lo.
Essa semana, depois de uma reunião entre o Ministério Público e representantes do DNIT, da Prefeitura e da empresa vencedora da licitação da travessia, foi firmado um acordo em que as partes envolvidas  no consecução do projeto,  comprometeram-se   a cumprir rigorosamente o que determina a  lei.  Houve a garantia da apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental, bem como da realização da audiência pública, convocada pela Prefeitura para o próximo dia três de Setembro.
No caso da nossa travessia urbana o Ministério Publico apareceu, como lembra Jadilson Cirqueira,  não como uma simples  pedra no meio do caminho para atrapalhar o crescimento da cidade  e a realização de uma obra que mudará a cara de Imperatriz, mas como  uma pedra de equilíbrio  entre o dito  progresso  e a pluralidade de impactos negativos  ou não,  que há de vir com o inicio,  meio e fim das obras.




Leia mais →

8/21/2014

Travessia urbana de Imperatriz: Prefeitura convoca audiência pública para 3 de setembro

,

Com 12,8km de extensão, obra já tem recursos assegurados.

Após encontro realizado na manhã de ontem entre representantes da Promotoria do Meio Ambiente, Prefeitura de Imperatriz e Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), em acordo, foi adiada a audiência pública para tratar da construção da travessia urbana de Imperatriz.

De acordo com o promotor Jadilson Cirqueira, para não ferir procedimentos legais, a audiência deve ser convocada pelo Município. Segundo o promotor, cabe ao DNIT, por meio da empresa vencedora da licitação, apresentar respectivamente o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA).

“Só depois da apresentação do EIA-RIMA a secretaria do meio ambiente estará habilitada a conceder as licenças necessárias para o início da obra sendo elas: a licença prévia, a licença de instalação e a licença ambiental”, explica ao ressaltar que as exigências do Ministério Público estão previstas na Constituição Federal, em resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente, na Lei Federal nº 6.368/81 e nas leis municipais nº 1.423/11 e nº 1.424/11.

Pela dimensão da obra, de grande impacto ambiental, a realização da audiência é obrigatória para a concessão das licenças. Sem a apresentação desses relatórios bem como a realização da Audiência a obra não pode começar. “O projeto de duplicação da BR-010, no perímetro urbano de Imperatriz é de 12, 8 km de extensão, 80 metros de largura e 300 metros de área de influencia direta”, detalha o secretário municipal de meio ambiente, Richard Seba ao anunciar nova data para a audiência.
“Postergamos a data da audiência para ser convocada pelo Município, com nova data acordada para 03 de setembro às nove horas da manhã no Palácio do Comércio, estabelecendo o prazo necessário para o cumprimento de todas as exigências legais para emissão das licenças”.



Leia mais →

8/20/2014

Esmeradhson de Pinho: campanha de Aécio Neves ganha fôlego

,

Ele destaca a participação da militância e da juventude
no processo político-eleitoral.

– O vice-presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, Esmeradhson de Pinho, destacou ontem, durante entrevista à reportagem, a importância da eleição do senador Aécio Neves (PSDB), candidato à presidência da República, que iniciou por Imperatriz o roteiro de visitas às cidades da região Nordeste do Brasil.

“Nós observamos durante a cerimônia do presidenciável o respeito, a consideração e a proximidade com o prefeito Sebastião Madeira”, disse ele, ao lembrar que na gestão da presidência da Câmara dos Deputados, Aécio Neves indicou o nome do então deputado federal Madeira para à presidência do Instituto Teotônio Vilella, uma das mais importantes instituições do Brasil.

Para ele, a eleição do presidenciável Aécio Neves poderá “render frutos para Imperatriz, a segunda maior cidade do interior do Maranhão”. “Já imaginou o prefeito da cidade, presidente de honra do PSDB, tendo como aliado o presidente da República”, reiterou.

Pinho entende que “essa proximidade contribuiria para viabilizar projetos e recursos para investimentos nas áreas da infraestrutura, da educação e da saúde beneficiando a comunidade do município de Imperatriz”.  “Se o senador Aécio Neves sair vitorioso nessa eleição, quem sairá ganhando é o povo da nossa cidade”, assinala.

Fortalecimento – O vice-presidente da Câmara Municipal observa ainda que “existe um histórico na cidade em votar em candidatos do Partido da Social Democracia Brasileira – o PSDB”. “Temos os exemplos de Serra e Alckmin que foram comprovados nas urnas em Imperatriz”, acrescenta.

Para ele, o fortalecimento da militância peessedebista e o envolvimento da juventude no processo político-eleitoral deverá arregimentar, nestas próximas semanas, a campanha do presidenciável Aécio Neves. “Ele (Aécio) veio comprovar in loco essa militância ao participar da inauguração do comitê, onde recebeu diversas manifestações de carinho e de apoio de lideranças comunitárias, políticas e da população de Imperatriz”, finalizou. [Da Assessoria]


Leia mais →