12/31/2011

Festa da Virada, na Beira Rio: contagem regressiva



Contagem regressiva para a Festa da Virada promovida pela  Prefeitura de Imperatriz.  O movimento começa logo ás 18 com a tenda eletrônica animada por DJs.

Às 19h30 começa a movimentação de palco com a apresentação de artistas locais.  Diplomatas,  AP 604, Celim Galhães, Washington Brasil, Zeca Tocantins e  Nenem Bragança são  as atrações locais chamadas pela Fundação Cultural para animar o  Reiveillon da Gente que contará ainda com a internacional Tribo de Jah que desembarca às 16 horas no Aeroporto Renato Moreira. A tribo sobe  no palco às 22 horas.

“Vamos  receber 2012, com muita alegria, num clima de harmonia e com toda segurança. Temos muito a agradecer , a Deus pelas conquistas  e os avanços ocorridos em Imperatriz em 2011” declarou agora a pouco o prefeito Sebastião Madeira.

Esclarecimento

Como já se tornou corriqueiro sempre que há um evento de grande monta realizado pela Prefeitura  e que requer a contratação de atrações nacionais,  os adversários da atual gestão tratam logo de disseminar “doses de veneno” com o objetivo de tentar queimar o evento. 

Foi assim com Reginaldo Rossi, Paulo Ricardo,  Paralamas do Sucesso e agora com a Tribo de Jah, que  é do Maranhão e que ganhou o mundo.

O danado é que muita gente séria termina indo na onda. Chegaram a insinuar que a banda tinha sido contratada por R$ 100.000, cachê acima das possibilidades atuais da Prefeitura,  aventando um possível superfaturamento. Um absurdo que pode render até ação judicial.

No início da tarde de hoje diante dos maldosos boatos o Escritório da Banda enviou o seguinte email , com cópia para vários blogueiros da cidade .

Leiam!  

Façamos informar à opinião pública Imperatrizense, que não existe nada de errado no valor do CACHÊ cobrado pela Banda TRIBO DE JAH, para realizar o show hoje a noite, dia 31 de dezembro, na virada do ano, na cidade de IMPERATRIZ.

O CACHÊ inicialmente cobrado pela Banda, era no valor de R$ 50.000.00 (cinqüenta mil reais), que por insistência nas negociações feitas pelo Sr LUCENA com a produção da Tribo, este insistiu em um desconto do Cachê e ofereceu, R$ 40.000.00 (quarenta mil reais), por tando abaixo R$ 10.000.00 (dez mil reais) do valor que estávamos cobrando. Consideramos um mérito, do negociador da Prefeitura, no caso o Sr. Lucena, assessorado pelo jornalista Élson Araújo, que também me ligou insistindo para que aceitássemos a proposta no valor de R$ 40.000.00 (quarenta mil reais).


Sem consultar o líder da banda Tribo de Jah, Fauzi Baydeoun, bati o martelo e fechei o contrato com a Prefeitura de Imperatriz, pelo cachê proposto pelos representantes da Prefeitura de Imperatriz, os Srs Lucena e Élson Araújo, tendo sido questionado pelo próprio Fauzi, por ter eu dado um desconto alto, para o Show em uma data especial que é o Revellion.

Todos os artistas e bandas, cobram cachês dobrado, no dia 31 de Dezembro, o que é uma regra de mercado, que não foi inventada, pela banda Tribo de Jah. 

O que não está focado com esta realidade, passam a ser especulações maldosas de terceiros, que por não conhecerem a realidade do mercado musical, devem está fazendo política rasteira, com o bom nome que a TRIBO DE JAH tem hoje no mundo inteiro, inclusive ajudado pela cidade de Imperatriz, que sem
pre acolheu bem a banda, desde o seu início de carreira.

E para fechar, o cachê oficial da Banda TRIBO DE JAH, fora a data de REVELLION é de R$ 25.000.00 (vinte e cinco mil reais).

Frazão Oliveira, produtor executivo e empresário da Tribo, no Estado do Maranhão.

E-mail: frazãooliveira@hotmail.com / celular: 98-8155-7078 / 98-9906-5627.