7/28/2012


COREANOS PODEM SER OS PRÓXIMOS A INVESTIREM EM IMPERATRIZ

Missão coreana foi recebida ontem pelo  prefeito Sebastião Madeira

Denis Oliveira

O problema dos resíduos sólidos em Imperatriz pode estar próximo de uma solução. Na manhã de ontem (27), empresários do grupo GS estiveram reunidos com representantes do município para debater a instalação de unidade na cidade. A ideia do grupo é transformar resíduos sólidos em energia.

Estavam presentes o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira; o presidente da Câmara Municipal, Hamilton Miranda; e os secretários de desenvolvimento econômico, Sabino Costa; meio ambiente, Enéas Rocha; educação, Zesiel Ribeiro; esportes, Joaquim Quirino Cruz, o Neto da Ampere; trânsito, José de Ribamar Alves, o Cabo J. Ribamar; e agricultura, José Fernandes Dantas. Além deles, também compareceram à reunião o procurador-geral do município, Gilson Ramalho; o ouvidor, Daniel Souza; e o assessor de comunicação, Elson Araújo.

A vinda dos empresários à cidade foi indicação da empresa Baruk Consultoria. Representando a empresa, o consultor All Ahmad Ma,doud disse que já havia visitado Imperatriz e, na época, percebeu que seria possível desenvolver um trabalho com reciclagem de resíduos na cidade. “Nós [Baruk Consultoria] já passamos por Imperatriz e conhecemos o prefeito na ocasião e ele demonstrou o interesse de resolver esse problema que a cidade vem a muitos anos carregando. Nós nos prontificamos a ajudar e auxiliar e, após alguns anos de busca, chegamos à GS que tem o interesse de trazer investimentos para o Brasil e estamos aqui hoje”, disse.

Ma,doud explicou, ainda, que os investimentos em Imperatriz devem ser feitos pela OHL Medio Ambiente Inima, empresa espanhola pertencente à GS que atua no ramo de reciclagem e saneamento básico. Segundo ele, o trabalho oferecido pela empresa é uma das alternativas que o município possui para o plano de resíduos sólidos, que será apresentado ao Governo Federal. “O grupo GS vem a Imperatriz para auxiliar a Prefeitura a oferecer esta resposta ao Governo [Federal]. A Empresa trabalha com a incineração do lixo, transformando-o em gás e energia”, garantiu ele.

Representando a GS, estavam presentes o chairman (presidente) da Hanki Indústria, Park,Kwang-Jin; o assessor manager da empresa, Jak-Kyung; o consultor, Kim Chung; e o membro da equipe de tecnologia do ambiente, Chang-Hwan Jung.

Desenvolvimento

Park,Kwang-Jin se disse animado com a possibilidade de investir na cidade. Ele explicou que, além da solução do problema do lixo, a empresa também vai gerar empregos diretos e indiretos para a cidade.

Presente à reunião, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, Euclides Antônio Viêra, disse que a chegada do grupo GS à cidade é mais uma prova do crescimento econômico por que passa Imperatriz. “Essa visita vem confirmar aquilo que nós já estamos falando há muito tempo: que Imperatriz está no auge de seu desenvolvimento, desenvolvimento este que a gente percebe que vai continuar por muito tempo. Isso está chamando a atenção de empresário e consultores nacionais e internacionais”, garantiu.

Está foi a primeira visita de representantes do grupo GS a Imperatriz. Antes, apenas representantes da Baruk Consultoria haviam passado pela cidade. Na opinião do secretário municipal de desenvolvimento econômico, Sabino Costa, o encontro foi positivo e há grande possibilidade que a empresa se instale na cidade. “Eles [empresários] disseram que gostaram do que viram e foi demonstrado o interesse do município em tê-los aqui. Agora, vamos esperar pelos estudos que eles farão para saber a viabilidade econômica do negócio. Essa foi a conversa inicial”, explicou Sabino.

Resíduos sólidos

A questão da destinação dos resíduos sólidos já vem sendo discutida em Imperatriz e nas demais cidades da região. Para tratar do assunto foi criado o Seminário de Resíduos Sólidos e Urbanos da Mesorregião Tocantina. Os municípios tem até o próximo mês para entregar um plano de destinação de lixo para o Governo Federal.

Segundo o secretário municipal de meio ambiente e planejamento urbano, Enéas Rocha, a cidade vai enviar seu plano já na próxima terça-feira (31). “Nós vamos apresentar na terça-feira o relatório, que é o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e vamos realizar audiência pública para apresentá-lo. Vamos apresentar a solução do problema”, garantiu o secretário.

O relatório a ser apresentado deve ser efetivamente implantado no município até 2014. Todas as cidades devem desenvolver formas ecologicamente corretas de lidar com o lixo.