10/03/2012

Hospital Municipal será climatizado; Prefeitura construirá mais seis postos de saúde




A Prefeitura de Imperatriz, em parceria com o Ministério da Saúde, elabora projeto para liberação de recursos para climatização do Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), o Socorrão, maior unidade pública de saúde de alta complexidade da região sudoeste do Maranhão. A informação foi confirmada à reportagem pelo superintendente Irisnaldo Félix (SisReg).

Ele destaca os esforços da Prefeitura, que desde o início de 2009, trabalha para melhorar o setor da saúde pública, com ênfase a quantidade de leitos de UTI-adultos (Unidade de Terapia Intensiva), que foram dobrados, e ainda implantou a primeira UTI pediátrica da região sudoeste do Maranhão. “Também foram adquiridos novos equipamentos, reforma e ampliação do hospital Socorrão”, disse ele.

Irisnaldo Félix assegurou que, de acordo com o projeto, serão instaladas 200 centrais de ar condicionado, beneficiando pacientes das enfermeiras e todos os setores do Hospital Municipal de Imperatriz. “A meta é humanizar o atendimento aos pacientes, oferecendo-lhes conforto e comodidade”, contou.

Ele disse que o município, em parceria com o Ministério da Saúde, vai investir cerca de 400 mil reais na climatização do hospital Socorrão. A liberação dos recursos contou com o apoio do deputado federal Francisco Escórcio (PMDB-MA).

Ressonância magnética

O superintendente também anunciou que o hospital municipal terá um moderno equipamento de ressonância nuclear magnética, para melhorar o atendimento aos pacientes que necessitam desse tipo de exame, em Imperatriz. “O valor dessa proposta para aquisição de novos equipamentos chega a quase quatro milhões de reais, que foi autorizado pelo Ministério da Saúde”, garantiu.

Prefeitura construirá mais seis postos de saúde

A Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), também construirá mais seis postos de saúde para descentralizar o atendimento à comunidade, segundo informou o superintendente, Irisnaldo Félix.
Ele explicou, ainda, que os postos de saúde que funcionam em imóveis alugados serão substituídos por prédios do município. “Nós temos quatro terrenos, estamos buscando outros dois, para iniciarmos a construção desses novos postos de saúde”, disse. (Comunicação)