3/12/2013

“Esporte sem drogas” será lançado em Imperatriz:Concebido pela PM programa voltado para os jovens será desenvolvido em parceria com a Prefeitura




Por Lídio Almeida

Com a presença do vice-prefeito de Imperatriz, Pastor Porto, representando o prefeito Madeira; do Secretário Adjunto de Desenvolvimento e Articulação Institucional/SSP-MA, coronel PM Marco Antonio Alves da Silva;  do comando do Terceiro BPM  tenente-coronel Edeilson Carvalho,  dos secretários municipais  Neto da Ampere (esporte), Miriam Ribeiro (Desenvolvimento Social) Elson Araújo ( Comunicação) e Lucena Fillho (Cultura);    do juiz da Infância e da Juventude, Delvan Tavares Oliveira, foi  apresentado  na manhã desta segunda feira (11), no Estádio Frei Epifânio da Abadia, o Programa “Esporte Sem drogas”. A apresentação do programa  foi feita na Secretaria de Esportes.

Segundo  o capitão PM Alan Camelo, idealizador do programa as ações serão desenvolvidas   em parceria com a Prefeitura , o Governo do Estado e a iniciativa privada.

 O  programa vai atender  jovens  em situação de vulnerabilidade  social indicados pela Vara da Infância e pelos conselhos ou associações de moradores.  A ideia é envolver também no programa s famílias destes jovens.  Procedimento considerado importante, n  importante para o sucesso do programa, pois a continuidade das ações, em casa, são muito importantes. Na sede do programa, estes jovens vão receber alimentação, acompanhamento religioso, acompanhamento disciplinar, cursos de qualificação e programa esportivo integral.

Conteúdo muito abrangente

O programa “Esporte sem drogas” chega para reduzir os índices de criminalidade e violência nas comunidades por meio de atividades esportivas, sociais e de prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas entre adolescentes e jovens carentes em estado de vulnerabilidade social, criando ambientes de apoio mais seguros e mais saudáveis, livres de todas as formas de violência para a promoção da cidadania.

Segundo o secretário de esporte de Imperatriz, Neto Ampere, “o município vai adaptar e implantar o programa dentro da sua realidade, contando com a parceria da polícia militar, do juizado da infância e da juventude e das secretarias de cultura ação social”.

A expectativa da prefeitura é muito grande, pois com este programa vai implantar várias atividades esportivas e ações sociais, bem como cursos técnicos e profissionalizantes. Tudo isso com o objetivo de reduzir a violência e os índices de criminalidade na cidade.

A programação é extensa e inclui a realização de cursos, seminários e palestras sobre as problemáticas que compõem o atual cenário social do município de Imperatriz, abrangendo o jovem assistido e sua família, atingindo por conseqüência, toda a comunidade em geral, tudo, sempre associado à prática esportiva.

O Programa já foi implantado na capital, São Luis, onde foram atendidos 7.200 jovens de 14 a 24 anos, obtendo grande êxito junto à comunidade.