10/10/2013

Secretaria de Saúde realiza hoje caminhada em comemoração ao Dia da Saúde Mental

Profissionais da Rede Municipal de Saúde, em especial a área de saúde Mental, juntamente com pacientes e a sociedade civil se reúnem nesta quinta-feira (10) em caminhada no centro da cidade para lembrar Dia da Saúde Mental que é comemorado mundialmente em 10 de outubro. A concentração do evento está marcada para as 08h na Praça Brasil, e seguirá em direção à Praça de Fátima.

Essa mobilização trata-se de uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) por meio dos Centros de Atenção psicossocial (CAPS III, CAPS AD, CAPS IJ), Residência Terapêutica e Ambulatório – que compõe a rede de saúde mental do município. O objetivo é colocar temas da saúde mental em evidência chamando atenção da comunidade para as questões que envolvem a temática.

A coordenação do evento informa que a caminhada sairá da Praça Brasil por volta das 08h:30mim. E a partir das 09h começa a movimentação na Praça de Fátima com o festival de Canto “louco pela vida”, apresentação do Coral infantil e adulto; Peça teatral com usuários do CAPS III; Exposição de artes confeccionadas por pais e usuários, e show com a Banda Chico Brow.

Para os coordenadores dos CAPS de Imperatriz comemorar este dia significa centrar a atenção pública na Saúde Mental, como uma causa comum a todos os povos, que vai além dos limites culturais, políticos ou socioeconômicos. “Independente de raça, crença ou condição social os transtornos mentais estão presente nas famílias. E no âmbito das comemorações temos que chamar a atenção de todos, inclusive do poder político para estas questões”, informa Patrício da Silva, coordenador do CAPS III.

O Dia da Saúde Mental


O Dia da Saúde Mental foi estabelecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o propósito de mudar nossa forma de ver as pessoas com doenças mentais. Em todo o mundo, há cerca de 700 milhões de pessoas com transtornos mentais, neurológico ou outros tipos de problemas relacionados com o abuso de álcool e outras drogas. Algumas das doenças mentais mais comuns são: Esquizofrenia, Alzheimer, epilepsia e alcoolismo. A OMS trabalha para melhorar a qualidade de vida dos doentes mentais, bem como de seus familiares e de todas as pessoas ao seu redor.


[Maria Almeida – ASCOM]