8/11/2014

21 quilômetros de ruas serão asfaltadas no grande Vila Nova.


Roberto Alencar, da Sinfra, esclarece que empréstimo de R$ 50 milhões ainda não foi liberado para obras na Vilinha e Parque Alvorada.

Após a conclusão da drenagem profunda da Avenida Itaipu, no bairro Parque Airton Senna, a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) iniciará os serviços de esgotamento sanitário na região da Vila Fiquene. A informação foi prestada à reportagem pelo secretário Roberto Vasconcelos Alencar (Infraestrutura).

Ele anunciou que nos próximos meses serão investidos 21 quilômetros em pavimentação asfáltica de ruas e avenidas nos bairros que compreendem a região do grande Vila Nova, em Imperatriz. “Esse será um dos maiores conjuntos de obras executado pelo município”, afirma.

O secretário também esclareceu à comunidade que o empréstimo de R$ 50 milhões de reais que vem sendo pleiteado pela Prefeitura Municipal junto à Caixa Econômica Federal (CEF) para investimentos em obras de drenagem e de asfaltamento nos bairros Vilinha e Parque Alvorada ainda não foram liberados pelo Governo Federal.

“Esse dinheiro não está na conta do município de Imperatriz, pois se trata de um grande e trabalhoso projeto, onde começamos essa jornada há um ano com aprovação de uma lei autorizada pela Câmara de Vereadores para que fosse contraído esse empréstimo junto ao governo federal”, explica Roberto Alencar que lembra ter sido vencida a primeira etapa, elaborado e aprovado os projetos de engenharia e a documentação para liberação da verba se encontra na Secretaria do Tesouro Nacional (STN) em Brasília.

Segundo ele, a última etapa será a análise e aprovação da questão contábil da prefeitura para, posteriormente, assinar o contrato de financiamento para liberação do dinheiro na conta do município que realizará processo de licitação da contratação da empresa especializada em serviços de engenheira. “Gostaria de mais uma vez frisar que os recursos não estão na conta da Prefeitura de Imperatriz; essa é um jornada árdua e existem outras cidades brasileiras que demoraram até quatro anos para cumprir todo esse processo para liberação de empréstimos no Governo Federal.

“Esse processo do município tem apenas um ano em tramitação, porém estamos empenhados junto aos nossos parlamentares em Brasília, como é o caso do deputado federal Chiquinho Escórcio (PMDB-MA)”, finalizou. [Da Ascom]