10/17/2014

Secretaria de Saúde realiza Blitz da beleza para alertar população sobre os riscos do câncer de mama


Segundo o informativo distribuído, cerca de 10% dos casos da doença são de caráter familiar, sendo a idade um fator de risco, e a prevalência nas mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos.

O câncer de mama é primeira causa de mortes frequentes por câncer em mulheres e a quinta causa de morte por câncer em dados gerais, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, cerca de 50 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de mama por ano. Esse tipo de câncer é uma doença causada pela multiplicação anormal das células da mama, que forma um tumor maligno.

Quando descoberto no início, o câncer de mama tem cura. Em Imperatriz, a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com Hospital São Rafael, AMPARE, Oncoradium, INSS e Fundação Vale tem desenvolvido diversas ações que visam informar a população sobre a prevenção do câncer. Além das palestras que estão sendo ministradas diariamente em diversos órgãos e entidades no município, na última terça-feira (14) foi realizada a ‘blitz da beleza’ na Avenida Getúlio Vargas, Centro.


Das 09h às 11h da manhã as equipes dos Programas Saúde da Mulher, Saúde Bucal, NASF – Núcleo de Apoio a Saúde da Família, Saúde do Homem e Unidade Móvel Oncológica estiveram em frente ao Departamento de Atenção Básica do Município maquiando mulheres e distribuindo folders, água e refrigerante. Uma movimentação que chamou a atenção de dezenas de pedestres e motoristas que passaram pelo local.

O objetivo da campanha é massificar as informações sobre câncer de mama e incentivar as mulheres a procurarem os serviços da atenção básica em saúde, ou seja, atuar na prevenção. “Essa mobilização é uma forma de chamar a atenção da sociedade para as atitudes que evitam a morte de centenas de mulheres vítimas do câncer. Aqui estamos distribuindo folders que explica de didaticamente o que é o câncer e como prevenir a doença”, informou a coordenadora da Unidade Móvel Oncológica, Vilenice Batista.

 Maria Almeida – ASCOM

RECOMENDAÇÕES


Principais recomendações segundo o folder distribuído:
Mamografia – a cada dois anos após os 40 anos. Mesmo que a mulher não sinta anda é importante a realização do exame.

Exame clínico das mamas – a partir dos 20 anos como parte do atendimento médico integral da mulher.

Autoexame – mensalmente, de sete a dez dias após o início da menstruação, quando as mamas estão menos sensíveis. Para as mulheres que não menstruam mais, deve-se escolher um dia no mês.

Ultrassonografia – é indicada em casos específicos como exame complementar, particularmente em mulheres jovens, à procura de cistos ou nódulos ou, ainda, para diferenciá-los. Também permite orientar procedimentos como punções e biopsias.

Dicas de hábitos de vida saudáveis
- Tenha uma dieta alimentar saudável, com variedade de frutas, legumes e verduras. Diminua o consumo de produtos que tenham gordura animal. 

- Faça um prato bem colorido. Pratique atividades físicas. Pelo menos quatro a cinco horas semanais, em intensidade leve ou moderada, desde que não exista contraindicação. 

A obesidade é uma doença relacionada principalmente aos maus hábitos alimentares e ao sedentarismo. O excesso de peso aumenta os riscos de desenvolvimento de tumores no organismo. 

Evite o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas. Não faça uso de hormônios e anticoncepcionais sem o devido acompanhamento médico. 




 Secretaria de Saúde realiza Blitz da beleza para alertar população sobre os riscos do câncer de mama

Segundo o informativo distribuído, cerca de 10% dos casos da doença são de caráter familiar, sendo a idade um fator de risco, e a prevalência nas mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos.

O câncer de mama é primeira causa de mortes frequentes por câncer em mulheres e a quinta causa de morte por câncer em dados gerais, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, cerca de 50 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de mama por ano. Esse tipo de câncer é uma doença causada pela multiplicação anormal das células da mama, que forma um tumor maligno.

Quando descoberto no início, o câncer de mama tem cura. Em Imperatriz, a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com Hospital São Rafael, AMPARE, Oncoradium, INSS e Fundação Vale tem desenvolvido diversas ações que visam informar a população sobre a prevenção do câncer. Além das palestras que estão sendo ministradas diariamente em diversos órgãos e entidades no município, na última terça-feira (14) foi realizada a ‘blitz da beleza’ na Avenida Getúlio Vargas, Centro.

Das 09h às 11h da manhã as equipes dos Programas Saúde da Mulher, Saúde Bucal, NASF – Núcleo de Apoio a Saúde da Família, Saúde do Homem e Unidade Móvel Oncológica estiveram em frente ao Departamento de Atenção Básica do Município maquiando mulheres e distribuindo folders, água e refrigerante. Uma movimentação que chamou a atenção de dezenas de pedestres e motoristas que passaram pelo local.

O objetivo da campanha é massificar as informações sobre câncer de mama e incentivar as mulheres a procurarem os serviços da atenção básica em saúde, ou seja, atuar na prevenção. “Essa mobilização é uma forma de chamar a atenção da sociedade para as atitudes que evitam a morte de centenas de mulheres vítimas do câncer. Aqui estamos distribuindo folders que explica de didaticamente o que é o câncer e como prevenir a doença”, informou a coordenadora da Unidade Móvel Oncológica, Vilenice Batista. [Maria Almeida – ASCOM]

BOX
Principais recomendações segundo o folder distribuído:
Mamografia – a cada dois anos após os 40 anos. Mesmo que a mulher não sinta anda é importante a realização do exame.

Exame clínico das mamas – a partir dos 20 anos como parte do atendimento médico integral da mulher.

Autoexame – mensalmente, de sete a dez dias após o início da menstruação, quando as mamas estão menos sensíveis. Para as mulheres que não menstruam mais, deve-se escolher um dia no mês.

Ultrassonografia – é indicada em casos específicos como exame complementar, particularmente em mulheres jovens, à procura de cistos ou nódulos ou, ainda, para diferenciá-los. Também permite orientar procedimentos como punções e biopsias.

Dicas de hábitos de vida saudáveis
- Tenha uma dieta alimentar saudável, com variedade de frutas, legumes e verduras. Diminua o consumo de produtos que tenham gordura animal. 

- Faça um prato bem colorido. Pratique atividades físicas. Pelo menos quatro a cinco horas semanais, em intensidade leve ou moderada, desde que não exista contraindicação. 

A obesidade é uma doença relacionada principalmente aos maus hábitos alimentares e ao sedentarismo. O excesso de peso aumenta os riscos de desenvolvimento de tumores no organismo. 

Evite o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas. Não faça uso de hormônios e anticoncepcionais sem o devido acompanhamento médico.