5/26/2015

Pedestres terão nova via de acesso à Beira Rio de Imperatriz com a obra de revitalização executada pela Prefeitura.



A Avenida João de Deus Fiquene, a conhecida Beira Rio, um dos principais cartões postais de Imperatriz, recebe diariamente visitas de turistas da região Tocantina e de vários estados brasileiros. Os motivos que levam os cidadãos à localidade vão desde o simples passeio para contemplar o Rio Tocantins às práticas de esportes, como por exemplo, caminhadas, ciclismo entre outras modalidades esportivas. Todas voltadas para o lazer e saúde.
Pensando em uma forma de melhorar a acessibilidade de pedestres à Beira Rio, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) providenciou a revitalização do antigo “Beco da Varig”, localizado entre a Rua 15 de Novembro e a Avenida Beira Rio.

“O Município já iniciou os serviços de assentamento de meio fio e os bloquetes de concreto estão em andamento. A previsão de término é a mais imediata possível”, garante o engenheiro Carlos Elpidio, da Sinfra. Ele ressalta que “os serviços que estão sendo realizados no antigo beco são extensão da obra de revitalização da Avenida Beira Rio”.
O beco, que antes estava cheio de mato e lixo e servia de esconderijo para usuários de drogas, começa a mudar de feição com a obra de revitalização executada pela Prefeitura. A comunidade, que reside nas proximidades comemora a ação e sugere que a nomenclatura da alameda seja Guilherme Cortez, em homenagem a um antigo comerciante do local.
No final de semana o prefeito Sebastião Madeira visitou a obra e conversou com moradores da Rua XV de Novembro que mostraram grande satisfação com a iniciativa da gestão municipal. “Nosso papel é esse, o de proporcionar acessibilidade e conforto à comunidade por meios das ações do Município. O que antes era um pequeno matagal será uma rua exclusiva para pedestres”, afirmou Madeira.
Ao lado do prefeito o secretário de Infraestrutura, Roberto Alencar ressaltou que o objetivo do Município é melhorar cada vez mais a mobilidade urbana na cidade ­­- como é o caso do acesso criado entre a Rua Dom Pedro II e a Avenida Luís de França Moreira, para ligar à ponte Dom Affonso Felippe Gregory.

“Essa tem sido uma orientação do prefeito Sebastião Madeira: dinamizar a mobilidade urbana da cidade e revitalizando os espaços urbanos, como é o caso do ‘Beco da Varig’”, finalizou.  [Eva Fernandes / Gil Carvalho– ASCOM]