12/04/2015

Trabalho preventivo no combate ao mosquito da dengue em Imperatriz ganha reforço


Durante essa semana (nos dias 02, 03 e 04) equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) composta por Agentes de Endemias e mais 50 homens do Exército estão nas ruas da cidade em uma força tarefa de combate ao mosquito aedes aegpyti. A ação visa eliminar todos os focos de criadouros do mosquito, a exemplo do trabalho que já é feito diariamente.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Wilderlânia Aguiar, o Município já vinha combatendo o mosquito Aedes aegypti, mas, ações diferenciadas vêm para contribuir com o desenvolvimento dos trabalhos realizados no dia – a – dia, e também para alertar as pessoas e massificar as informações sobre os perigos da presença do mosquito.

 “Como disse o nosso prefeito Sebastião Madeira, é preciso estar sempre em alerta quando se trata de saúde pública; e de acordo com o Ministério da Saúde, existe relação entre a transmissão do zika vírus e o surto de microcefalia. A confirmação do vírus em uma criança com má-formação atestou a tese da relação entre zika e a microcefalia. Pensando nisso, Madeira nos convocou para uma reunião juntamente com a secretária onde foi identificada a necessidade de uma força tarefa em prol dessa causa”, afirma.

Contudo, foi determinado pela secretária de Saúde, Conceição Madeira, que essa semana os trabalhos sejam reforçados no combate ao mosquito aedes aegpyti, transmissor da dengue e do zika vírus. "O mosquito é hoje o inimigo número um da saúde pública do Brasil, temos acompanhado o noticiário em nível nacional e vimos o mal causado por esse vetor” disse Conceição Madeira.

Para a secretária a melhor estratégia de combater o mosquito transmissor da dengue é com medidas preventivas como já vêem acontecendo em Imperatriz, por isso determinou que a Vigilância em Saúde intensificasse os trabalhos. Para tanto, a secretaria está recebendo o apoio do Batalhão do Exercito, e pede o apoio da população no sentido de colaborar com as ações abrindo as portas de suas residências para as visitas das equipes.

“A questão do ‘mosquito da dengue’, que é também transmissor do zika vírus que tem relação com a microcefalia é uma questão séria que requer além da nossa atenção, o cuidado das pessoas, pois se não houver a colaboração dos moradores em seguir as orientações das nossas equipes de nada adiantará nosso trabalho. É necessário a colaboração de todos”, explica Conceição Madeira.

Durante a entrevista a secretária agradeceu ainda a colaboração do Exército que segundo ela, sempre que é solicitado, o Exercito Brasileiro, batalhão de Imperatriz tem atendido prontamente. “Essa guerra de combate ao mosquito da dengue é de todos, vamos à luta!” exclamou a secretária.


A ação de combate ao mosquito essa semana será concentrada nos bairros Vila Nova e grande Bacuri que inclui União, São José do Egito e São Salvador. Vale ressaltar que além das orientações e aplicação de larvicida, nessa visitas serão retirados todo e qualquer material que estejam nos quintais servindo como foco de criadouro do mosquito, bem como pneus, latas e garrafas. [Chico Duvalle – ASCOM]