2/13/2016

Forças armadas e Prefeitura de Imperatriz declaram guerra ao Aedes Aegypti



Operação começa hoje às 7h no 50 BIS e  visa conscientizar a população, combater o mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e do vírus da zika
 

Neste sábado (13) 400 militares e 150 agentes de saúde vão realizar uma verdadeira ação de guerra ao Aedes aegypti - mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e do vírus da zika – em Imperatriz. O trabalho de cunho educativo visa conscientizar a população sobre a importância de erradicar os criadouros do mosquito Aedes. A ação será executada pelo 50º Batalhão de Infantaria e Selva (50 BIS), Marinha do Brasil, Força Aérea e Secretaria Municipal de Saúde.


O prefeito Madeira assinala que o Município está empenhado no combate ao mosquito e faz um apelo à população “estamos fazendo um trabalho preventivo. Peço a todos que nos ajudem nesse combate. O efetivo das forças armadas está quase todo envolvido na campanha. Nesse momento as nossas ações estão voltadas para as residências. Nosso objetivo é conscientizar sobre as medidas preventivas”

 
De acordo com o tenete-coronoel, Roberto Furtado, a ação faz parte do Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, que ocorre em várias cidades do Brasil. Frisa que a princípio o trabalho, que inicia hoje, será realizado nas áreas que conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde, têm maiores incidências do mosquito. 

 
“Faremos um trabalho baseado nas informações da Secretária de Saúde. Sabemos que existem em Imperatriz áreas mais emblemáticas do que outras. Priorizamos para o sábado as regiões mais críticas. Vamos até as demais localidades durante a semana”. Sobre a continuidade da ação, o tenente coronel, ressalta “é uma operação de curta duração, mas a população se mantém na militância”.

 

Eva Fernandes [ASCOM]