2/25/2016

Secretaria da Mulher promove debate alusivo ao Dia da Conquista do Voto Feminino



O evento propôs reflexões abrangentes sobre o empoderamento da mulher na sociedade e também celebrou os 84 anos do direito feminino ao voto

O Comitê Suprapartidário, com apoio da Secretaria Municipal de Políticas para Mulher (SMPM) promoveram na tarde dessa terça-feira, (23), no plenário da Câmara Municipal de Imperatriz, um debate em comemoração aos 84 anos da conquista do voto feminino no Brasil, celebrado em 24 de fevereiro. O direito da mulher em escolher seus representantes foi assegurado durante o governo de Getúlio Vargas, após intensa campanha nacional, por meio do decreto 21.076, do Código Eleitoral Provisório de 1932, que possibilitou às mulheres o exercício da cidadania política.  

O evento contou com a participação de representantes de diversos partidos políticos e seguimentos sociais femininos de imperatriz e região, entre eles: Clube das Mães de Imperatriz; Pastoral da Pessoa Idosa; Casa Abrigo; Casa do Idoso; Conselho Municipal da Mulher; Centro de Referência e Atendimento à Mulher – Cram; União da Juventude Socialista (UJS); assistentes sociais; pedagogas; servidores e sociedade civil.  Participaram, ainda, a Câmara Municipal de Vereadores, representada pelos vereadores Adonilson Lima (PCdoB) e Edneusa Caenta Frazão (PSDB); a Psicóloga e vice-prefeita de Montes Altos, Kelly Rocha; a secretária de Desenvolvimento Social (Sedes), Miriam Ribeiro, o Assessor Chefe de Comunicação da Prefeitura de Imperatriz Elson Araújo e demais convidados.

A Secretária da Mulher, Conceição Medeiros Formiga, convidou como palestrantes do evento a professora e socióloga Maria Natividade Rodrigues, Francely Feitosa (PSDB- Mulher), as representantes do Comitê da Cidadania, Conceição Silveira e a juíza aposentada Maria das Graças Carvalho. O evento foi finalizado com a participação do presidente da UJS, Lucas Matias, falando das conquistas e empodramento da mulher contemporânea e do assessor de comunicação Elson Araujo, que fez suas considerações finais relacionado aos temas abordados.

Durante o debate, os palestrantes dividiram suas experiências com todos que estiveram presentes e participaram das atividades, abordando questões como: a história de conquista das mulheres sobre o direito ao voto, enfatizando discussões e debates na luta por elegibilidade nos espaços de decisão política social, preconceito contra mulher no mercado de trabalho, direitos, combate à corrupção, cotas para mulheres e  lei Maria da Penha.

Conceição Formiga abriu o evento, apresentando o panorama atual do cenário brasileiro, explicando que os encontros organizados pelo Comitê têm como objetivo incentivar e promover a formação da política para as mulheres.  “É glorioso presenciar a participação de mulheres e homens nesse evento tão importante. Queremos informar e repassar experiências enfrentadas no dia a dia, falar dos mandatos cumprido por gerações femininas, das dificuldades, além de incentivar todas as participarem das ações de direitos”, disse a secretária. 

A psicóloga, Kelly Rocha parabenizou os trabalhos desenvolvidos pela Secretaria da Mulher, sobretudo na criação e oportunidades nos debates realizados em prol da classe feminina. Ela reforçou sua opinião em relação às mulheres no mercado de trabalho e a criação de cotas para mulheres.

“Esse é um momento especial, é um momento de debatermos sobre as conquistas e avanços ao logo desses 84 anos do direito ao voto das mulheres. Mas não podemos parar por aqui. Sou totalmente a favor de cotas para as mulheres, porque mesmo com todo o avanço e o empodramento conquistado por nós mulheres, as competições profissionais com os homens ainda são desiguais”, destacou.  

Lançado em 2013, por iniciativa da Secretaria da Mulher, com o tema: “A importância da Participação Feminina nos Partidos Políticos”, o encontro Suprapartidário realiza um trabalho de divulgação das propostas elaborada pelo Comitê, conscientizando e incentivando para que as mulheres assumam o compromisso com a política partidária no campo social em todos os níveis”.

[Francisco Lima/Ascom]