11/30/2016

Alunos e expositores destacam importância do Vale-Livro no 14º Salimp


Iniciada no último sábado (26), em Imperatriz, a 14ª edição do Salão do Livro de Imperatriz – SALIMP movimenta diariamente milhares de pessoas de toda a Região Tocantina. Considerado o maior evento literário do estado, o Salimp reúne para divulgação de seus trabalhos, escritores, artistas plásticos, músicos, editoras de todos os estados, visando apresentação e comercialização, além de incentivar as novas gerações a mergulhar no mundo da literatura e da arte.

Este ano, 10 mil alunos das redes municipais e estaduais de ensino estão sendo beneficiados com vales-livros, no valor de R$ 20 reais cada, para a compra de livros e títulos de sua preferência nos estandes do evento. O programa é possível graças ao governo do estado, através de emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil reais, destinada pelo deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB) à secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Ano passado tivemos a enorme satisfação poder proporcionar esta alegria para milhares de crianças, dando a elas a oportunidade de adquirir livros e materiais, como forma de incentivo à leitura. Nada mais justo que ampliar e levar essa oportunidade para ainda mais jovens. Este ano dobrei o valor destinado em relação a 2015 e percebemos a satisfação nos olhares de cada um dos jovens beneficiados ". Afirmou Marco Aurélio.

Manoel Valdefran é aluno do 2º ano do ensino médio, da escola Francisco Fiim, em Governador Edison Lobão e foi um dos beneficiados com o programa. Ele aprovou a ideia e sugeriu que fosse ampliada nos próximos anos. “O vale-livro é uma proposta muito boa, que estimula de forma significativa todos os jovens a criar o hábito pela leitura. Espero que a iniciativa cresça e possa atingir ainda mais jovens nos próximos anos.” Destacou o aluno.



Escritores de outros estados também parabenizam o projeto. A escritora e expositora Luciane Melo veio de Brasília e destacou o caráter pioneiro do projeto. “Trata-se de uma ideia maravilhosa que deveria servir de exemplo para o Brasil inteiro nas demais feiras ao redor do país. Há poucos dias estive na Bienal do livro de Brasília e não havia nada nesse sentido. Existem várias medidas que até valorizam os professores, mas nada voltado para os alunos. Por isso parabenizo o deputado Marco Aurélio e o governo do estado pela iniciativa, porque nosso país só vai ser melhor com a leitura.” Afirmou a escritora.