10/04/2017

Roberto Rocha de Volta ao PSDB como pré-candidato a governador do Maranhão


Ato acontece hoje à tarde no gabinete do senador em Brasília

Marcada para  a tarde desta quarta-feira,4, em Brasília,  o ato de filiação do senador Roberto Rocha no PSDB,  evento –no gabinete do senador-  que vai contar com a participação dos principais líderes do partido entre os quais o presidente nacional Tasso Jeiressati, os governadores  Geraldo Alckmim (SP) Simão Jatene (PA),  José Anibal , presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), o órgão de formação dos tucanos que já foi presididio duas vezes pelo ex-prefeito  pelo ex-prefeito  Sebastião Madeira, que também participa do ato, além de deputados federais e senadores.

Roberto retorna ao PSDB fortalecido pelo apoio maciço da cúpula nacional tucana  e ainda  pelo projeto do partido de lançar candidatura própria  ao governo do Maranhão em 2018.  
Há pelo menos três semama o presidente nacional do PSDB e outros congressitas do partido estiveram pessoalmente  no gabinente do parlamentar para formalizar o convite para a volta dele ao partido.

Com  o retorno do Roberto o PSDB  do Maranhão se alinha ao projeto da {executiva nacional} de eleger o próximo presidente da República e ao mesmo tempo em que  consolida o afastamento do PC do B   que é o da reeleição do atual governador e o de  fechar uma aliança nacional com o  PT do ex-presidente Lula.

Roberto Rocha não é nenhum estranho no ninho. Ele  foi filiado ao partido por mais de 15 anos e em  algumas ocasiões chegou  a presidi-lo.

Com a definição da  filiação partidária do senador Roberto Rocha  o quadro da disputa eleitoral pelo Governo do Estado do Maranhão vai se consolidando com  três candidaturas postas: a do atual governador Flávio Dino (PC do B) a da ex-prefeita de Lago da Pedra Maura Jorge (Podemos) e a do senador Roberto Rocha (PSDB).

 A possível candidatura de Roseana Sarney (PMDB)  ainda não foi definida cem por cento e a do deputado Eduardo Braide (PMN) ainda figura no campo das especulações.