8/22/2019

AMAZÔNIA EM CHAMAS: Mundo entra em estado de alerta

Foto: Nasa 
RECORTES NACIONAL

Após semanas ignorando a questão ambiental ou questionando os dados oficiais sobre desmatamento, e dois dias após chover cinzas das queimadas na capital paulista, o presidente Jair Bolsonaro partiu para cima das ONGs ambientalistas.

“Este pessoal está sentindo a falta do dinheiro”, afirmou o presidente. “Então pode, não estou afirmando, ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa.” Ele não apresentou qualquer indício que sustente a acusação. Em sua teoria, ambientalistas tocam fogo para filmar e causar alarde. (Terra)

Para o presidente, também os governadores do Norte do país são responsáveis. “Tem estados aí, não quero citar, que o governador não está movendo uma palha para ajudar a combater incêndio”, disse. “Está gostando disso daí.” (Jovem Pan)

Ao menos um dos governadores respondeu — Waldez Goes, pedetista do Amapá. “Transferir responsabilidades não vai acabarcom as queimadas”, disse. Goes é presidente do consórcio Amazônia Legal, formado por nove estados, criado para estabelecer uma política preservacionista no momento em que o governo federal escolheu não fazê-lo. (Globo)

Aliás... O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do Partido Novo, foi vaiado ontem durante a Semana Latino-Americana e Caribenha sobre a Mudança do Clima. É a primeira vez em que uma autoridade brasileira é vaiada num evento destes. (G1)

A situação é muito grave. As chamas na Amazônia são tão intensas que a fumaça é vista do espaço, como mostra o registro da NASA. São 72.843 incêndios distintos detectados neste ano. “Nos anos anteriores, incêndios estavam muito relacionados à falta de chuva”, explica Adriane Muelbert, uma ecologista especializada na área. “Mas este ano tem sido bastante úmido. Isso nos leva a pensar que é causado pelo desmatamento.” Thomas Lovejoy, também ecologista, vai além. “É, sem dúvida alguma, uma das duas únicas ocasiões em que houve incêndios como estes.” (National Geographic)

Ibope: 96% dos brasileiros concordam total ou parcialmente com a ideia de que o governo federal deve aumentar as medidas de fiscalização para impedir o desmatamento ilegal da Amazônia. (BBC)

No exterior, a imprensa destaca amplamente o nível recorde de incêndios na Amazônia. “São tão grandes que a fumaça chegou a milhares de quilômetros de distância até a costa do Atlântico”, ressaltou o New York Times. “A Amazônia está queimando”, alertou a Reuters. Segundo o francês Le Monde, seca e desmatamento estão por trás do aumento do número de incêndios. CNNBBC e Al Jazeeratambém chamaram a atenção para as imagens dos últimos dias.
#PrayForAmazonas foi a hashtag mais distribuída no Twitter, em todo o mundo, ontem.