8/12/2019

*Davi Alcolumbre destaca empenho de Roberto Rocha em viabilizar Superintendência da CEF para Imperatriz*



Segundo Alcolumbre, o compromisso de incluir Imperatriz no plano nacional de expansão da CEF foi assumido pela direção da instituição, em audiência no Senado, com a participação do senador Roberto Rocha.

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, ressaltou, em sessão ordinária da última terça-feira (06), o papel do senador maranhense Roberto Rocha (PSDB) para viabilizar mais uma Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (SR) para o Estado do Maranhão, com sede em Imperatriz. Na oportunidade, Alcolumbre anunciou que, para o Nordeste, além da maranhense Imperatriz, a Direção Nacional da Caixa Econômica Federal (CEF) também garantiu uma SR para Campina Grande (PB) e outra para Olinda (PE).

              Conforme o presidente do Senado, o compromisso de incluir Imperatriz, Campina Grande e Petrolina no plano nacional de expansão de SR foi assumido pela direção da Caixa Econômica Federal durante audiência no Senado que contou com a participação do senador Roberto Rocha. 

Desde 2017, o parlamentar maranhense vinha cobrando do comando nacional da CEF agilidade nas suas atividades no Maranhão. Em um documento encaminhado em fevereiro de 2017 à Presidência da CEF, em Brasília, para tornar mais ágeis as atividades da instituição no Maranhão, o senador Roberto Rocha propôs a implantação em Imperatriz de uma Gerência de Desenvolvimento Urbano (Gidur).  Na ocasião, o senador justificou que Imperatriz é o maior entroncamento comercial, energético e econômico do Estado, e o seu segundo maior centro populacional, econômico e cultural, com forte influência nos vizinhos Pará e Tocantins. Ressaltou que a implantação do órgão na cidade tornaria mais ágil o trabalho de fiscalização, medição e o controle de qualidade das obras públicas.

Já no Governo  Bolsonaro, mais do que a implantação de uma Gidur, conforme informações do senador Roberto Rocha, Imperatriz vai poder contar com uma Superintendência Regional  da CEF depois de  sua inclusão no plano de expansão de SR, desenvolvido pelo Banco.