1/26/2012

“Desenvolvimento na educação não tem tempo específico”, afirma Madeira


Por Domingos Cezar

Prefeito esclarece dúvidas sobre construção da escola de tempo integral

Uma platéia formada em sua maioria por professores e gestores escolares lotou as dependências do auditório do Shopping Imperatriz para assistir a solenidade de assinatura de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Imperatriz. Pelos termos do referido convênio, o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), devolve sete escolas do ensino fundamental para o Município.

As escolas que agora voltam à condição de municipais são a Rui Barbosa, Amazônia, Francisco Alves, Tancredo Neves, Adelina Lopes, São José do Egito e Santa Rita de Cássia. Somente a Escola Dorgival Pinheiro de Sousa, que há alguns anos atrás foi repassada pela Prefeitura ao Estado, permanece na mesma condição de escola de ensino médio, por sinal uma das mais importantes de Imperatriz.

Ao se reportar sobre o convênio, o secretário municipal da Educação, Zesiel Ribeiro, disse que a celebração representa um momento importante para a rede municipal de ensino, mas ressaltou que os maiores beneficiados são os alunos do ensino fundamental. Ele lembrou que a Prefeitura tem vários prédios alocados, “mas o recebimento dessas unidades vai proporcionar a melhoria da qualidade do ensino”, acredita.

O secretário de Estado da Educação, João Bernardo Bringel, deixou claro que o município receberá os alunos, “mas o Estado se compromete com os recursos necessários para manutenção desses alunos”. Bringel destacou a parceria do município em ceder 12 salas de aulas da Escola Paulo Freire para o ensino médio, “razão porque deixo aqui os meus agradecimentos ao prefeito Madeira pelas parcerias”.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, Hamilton Miranda, afirmou ter ficado muito feliz com mais esse “entendimento” entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal. O vereador foi incisivo, entretanto, ao frisar que “o bom nesse convênio é que vêm os prédios, os alunos, mas também vêm os recursos necessários para manutenção deles”, concluiu Miranda.

Primeiro plano

O secretário chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, lembrou sua ligação com a educação. Ele observou que na semana passada recebeu em São José de Ribamar o prefeito Sebastião Madeira, o qual foi conhecer naquela cidade uma escola de tempo integral, cujos moldes, Madeira pretende utilizar em Imperatriz. “O futuro dirá que a governadora Roseana e o prefeito Sebastião Madeira tiveram a ousadia de colocar a política educacional em primeiro plano”, disse Luis Fernando.

Ao encerrar a série de pronunciamentos, o prefeito Sebastião Madeira elogiou a atitude da governadora em devolver as escolas se comprometendo com os recursos referentes a cada aluno matriculado. “Isso acontece entre chefes de executivos de partidos adversários, mas que mantém um relacionamento institucional e de respeito”, disse Madeira, complementando que “justiça seja feita”.

Madeira fez menção elogiosa ao chefe da Casa Civil, Luis Fernando, que o recebeu para lhe apresentar o projeto da escola em tempo integral, que ele pretende usar em Imperatriz. “Recebi críticas de adversários por querer construir uma escola como essa que vai elevar a qualidade de ensino, os quais comentaram que somente agora é que quero construir uma escola como essa”, observou Madeira, complementando que “o desenvolvimento na educação não tem tempo específico, todo tempo é tempo”.

O prefeito de Imperatriz elogiou a governadora Roseana Sarney, bem como os secretários João Bringel e Luis Fernando, destacando também o esforço do gestor regional da Educação, Agostinho Noleto, em buscar a cada dia a melhoria da educação em Imperatriz. “Quero finalmente também elogiar o trabalho do professor Zesiel Ribeiro, nosso secretário de Educação e sua competente equipe”, concluiu.


Presenças

Marcaram presenças ainda, os vereadores José Carneiro dos Santos, o Buzuca, Francisco das Chagas, o Chagão do Santa Rita, o prefeito de São Francisco do Brejão, Alex Santos, o controlador-geral do Município, Cândido Madeira Filho, o procurador-geral do Município, Gilson Ramalho e o assessor-chefe de Comunicação, Élson Araújo.

Também estiveram presentes os secretários Sabino Siqueira da Costa (Desenvolvimento Econômico), Miriam Reis (Desenvolvimento Social), Hudson Alves (Governo e Projetos Estratégicos), Liberato Rodrigues (Fazenda e Gestão Orçamentária), Enéas Rocha (Planejamento Urbano e Meio Ambiente), Arnaldo Júnior (Juventude), Iramar Cândido Lima (Administração), Joaquim Quirino, o Neto da Ampere (Esporte) e o presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, Lucena Filho. (Comunicação)