1/24/2012

Famílias carentes realizarão o sonho da casa própria


Prefeitura deve entregar novas unidades habitacionais até maio, informa o prefeito Sebastião Madeira.

Mais cinco mil e duzentas casas. Esse é o saldo da construção de unidades habitacionais da Prefeitura de Imperatriz. Em maio, deve ser feita a entrega das primeiras mil unidades. O investimento nesta área é uma preocupação da gestão municípal, que tem trabalhado para conseguir cada vez mais moradias para a população. O objetivo é que as pessoas possam realizar o ‘sonho da casa própria’.

Todas as casas são construídas em parceria com o Governo Federal. Sendo que quatro mil pelo programa Minha Casa, Minha Vida, e as outras mil e duzentas por meio de convênio. O anuncio da entrega das primeiras unidades foi feito na manhã do último sábado (21), durante visita do prefeito à Vila Mariana.

As casas que serão entregues em maio fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida. Das outras três mil que fazem parte do mesmo programa, mil estão em construção e as demais estão com contrato já assinado. Sobre as últimas, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, aproveitou para anunciar o local de construção. “Tem outras duas mil com o contrato assinado, que serão construídas próximo ao Cefet. Então, só do Minha Casa, Minha Vida, temos em construção duas mil e com contrato assinado outras duas mil”, explicou.

Sobre as mil e duzentas casas construídas através de convênio com o Governo Federal, o prefeito afirmou que quatrocentas já estão prontas, e serão entregues assim que a estrutura de água e esgoto estiver pronta. “Do município, em convênio com o Governo Federal, nós temos mil e duzentas, sendo quatrocentas já construídas, aguardando pôr água e esgoto, e oitocentas em construção”, disse Madeira.

Madeira aproveitou, ainda, para explicar como será feita a escolha das famílias que irão receber as casas. Segundo ele, serão seguidas todas as normas definidas pelo Governo Federal, sem qualquer tipo de favorecimento. “A seleção será por critérios dado pelo Governo Federal. Ninguém vai gastar nem sequer um centavo para se inscrever, sem interferência de ninguém, sem apadrinhamento”, garantiu.

Destas casas, 3% são totalmente adaptadas para portadores de necessidades especiais e serão destinadas. Além disso, outras 3% serão destinadas a idosos. (Comunicação)