2/24/2012

Conselho do Meio Ambiente discute problemas ambientais : A realização da II gincana ecológica consta da pauta da reunião do Conselho


Membros do Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMMAM) voltam a se reunir na tarde desta sexta-feira (24) para debater os problemas ambientais de Imperatriz, visando buscar as devidas e necessárias soluções. A reunião, de acordo com a presidente Ivanice Cândido Almeida, acontece a partir das 17h00, na sala de reuniões da Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

         Um dos principais pontos da reunião acontece quando os membros farão um levantamento dos problemas da cidade e eleger as prioridades. Duas questões o Conselho considera prioritário em face às várias denúncias que recebe de moradores dos mais diversos bairros de Imperatriz, as quais demonstram sua preocupação com a notada ausência de uma consciência ambiental por parte de algumas pessoas.

         Estas denúncias dão conta que moradores das margens ou das proximidades dos riachos Cacau, Bacuri, Santa Tereza, Capivara e Riacho do Meio, além dos seus afluentes menores, continuam a jogar lixo em seus leitos causando alagamento nos bairros. “Não entende essas pessoas que as mais prejudicadas são elas mesmas, uma vez que as águas invadem suas casas”, observa o estudante José Carlos da Silva Santos.

         Esse problema vem sendo combatido até mesmo pelos garis que praticamente todos os dias limpam as margens e os leitos dos riachos que cortam a cidade. Para um dos trabalhadores que preferiu não se identificar, “não adianta o esforço da Prefeitura em fazer a limpeza dos córregos, que no dia seguinte já estão sendo tomados pelo lixo”, reclama.

         Outra denúncia que ganhou corpo desde o início do período invernoso diz respeito à retirada de areia da praia do Cacau. Isso porque, os empresários do setor donos das dragas, não cumprem o prometido que seria retirar a areia de uma distância superior a 500 metros da praia. As dragas utilizadas neste serviço sugam a areia em cima da praia, o que certamente causa um dano ambiental.

         A bióloga Ivanice Cândido alerta da importância maciça dos membros do Conselho, “uma vez que vamos também discutir a realização do II Fórum de Resíduos Sólidos que deverá acontecer no mês de junho”, afirma a presidente. Ela observa também o debate sobre a realização da gincana ecológica que está prevista para acontecer em julho.

“Todos esses assuntos são de interesse de nossa comunidade, daí a importância da presença de todos os membros nesta reunião que é a última do mês”, alerta a bióloga. As reuniões do Conselho Municipal do Meio Ambiente acontecem ordinariamente na última sexta-feira de cada mês. O COMMAM é formado por 24 entidades representativas da comunidade imperatrizense, as quais apresentaram um conselheiro titular e um suplente. (Comunicação)