2/17/2012

“Dengue sob controle em Imperatriz” garante autoridades da Saúde Municipal


São 25 casos notificados em janeiro de 2012;  contra 68 no mesmo  período do ano passado; 06 em fevereiro de 2012, contra 181 em fevereiro de 2011

“Não há epidemia de dengue em Imperatriz. Estamos no controle da situação”  declarou ontem a secretaria municipal de  saúde Conceição Madeira   diante dos boatos  de que a cidade estaria vivendo uma epidemia da doença.  Conceição se respalda nos números da Divisão  Vigilância em Saúde, que mantém nas ruas da cidade uma equipe de 206 agentes de endemias num trabalho permanente de controle e eliminação dos focos do mosquito Aedes Aegypty.

A Divisão da Vigilância em  Saúde é o órgão da Secretaria Municipal de  Saúde responsável pelo controle da enfermidade. O controle, ressaltou a secretaria, é diário com os agentes fazendo o trabalho focal já que   mo mesmo é mais centrado na eliminação de criadouros por isso são visitados cemitérios, ferro velhos, borracharias  e outros potenciais “ ninhos do mosquito”

Além do trabalho dos agentes  a secretaria informou que o “  fumacê”  tem feito borrifações diárias nas áreas onde ser tem conhecimento de maior incidência do mosquito.

  “ Enquanto os agentes tratam de eliminar o  focos do mosquito (larvas) ; a  fumacê cuida de eliminá-lo na forma  alada” explicou a coordenadora da  Vigilância em Saúde, Widerlânia Aguiar.


No trabalho de controle da dengue, informa Widerlânia Aguiar,  equipes da secretaria de saúde  percorre diariamente os hospitais, públicos e privados, para identificar possíveis pacientes.

“ Nessa quinta-feira, por exemplo, só encontramos dois pacientes internados num  dos hospitais privados da cidade. No municipal, por exemplo, não tinha nenhum paciente sendo atendido ou internado” informou Wilderlânia destacando que logo quando começou o período chuvoso a secretaria Conceição  Madeira convocou  toda a coordenação da vigilância e determinou que toda atenção fosse dada ao combate ao mosquito da dengue.

Números- A coordenadora informou que  a partir desse encontro com a secretaria o trabalho só tem se intensificado com os resultados visíveis.  Para facilitar o trabalho dos agentes a Vigilância  a Secretaria de Saúde com o apoio do Ministério da Saúde  adquiriu duas  novas viaturas.

 Num comparativo com o esse mesmo período, do ano passado, assinala  Widerlânia, os números de 2012  são muito inferiores.

“ No ano passado, nessa época,   68 casos de dengue já tinham  sido notificados  em Imperatriz.  Este ano, até agora, só foram notificados 21 casos,  o que não denota uma epidemia” asseverou  Widerlânia.

Diagnóstico- A Divisão de Vigilância em Saúde esclarece que só se chega ao diagnóstico da dengue por meio de um médico que analisa a sintomatologia clinica juntamente com os exames laboratoriais. Ressalta ainda que a o  município conta com uma equipe  técnica capacitada que investiga todos os casos notificados, acompanhando o paciente e imediatamente enviando o controle de vetores para envio de equipe que realiza todo o trabalho na residência do  possível paciente.

A coordenadora Wilderlânia Aguiar disse ainda que  que todos os médicos e enfermeiros da Atenção Básica  foram capacitados em relação a esta doença  e estão prontos para atender a comunidade , assim como a  implantação do Núcleo Epidemiológico Hospitalar  , dentro do HMI, atuando em  todas as doenças de notificação compulsória .