3/01/2012

HOSPITAL SOCORRÃO: Prefeitura investirá R$ 4 milhões na compra de novos equipamentos.


Gil Carvalho

O superintendente do Sistema de Regulação (Sisreg), Irisnaldo Félix, da Secretaria Municipal da Saúde (Semus) informou ontem à reportagem que o Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), o Socorrão, receberá ainda neste semestre novos equipamentos para otimizar o atendimento à comunidade.

“É resultado de um convênio firmado entre o Ministério da Saúde e a Prefeitura de Imperatriz que liberou recursos na ordem de R$ 4 milhões para aquisição de um aparelho de ressonância magnética, considerado de suma importância para o setor de imagem daquela casa de saúde”, disse ele, que anunciou ainda a compra de novos equipamentos para reequipar o centro cirúrgico do hospital Socorrão.

Irisnaldo Félix justifica ainda que o recurso será utilizado para compra de equipamentos também para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “Essa tem sido uma preocupação constante da secretária Conceição, e do prefeito Sebastião Madeira que pretendem ampliar as ações de saúde, de cirurgias e exames em Imperatriz”, argumenta.

PROGRAMAÇÃO

O superintendente ressalta que “está à disposição de qualquer cidadão na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, no Centro) todas as ações e programações realizadas na área da saúde pública em Imperatriz”. “Temos vários avanços. Da Vigilância Sanitária até a alta complexidade, atendida no hospital Socorrão, pois temos projetos e programações para avançar muito mais no setor da saúde pública”, garante.

Ele afirma que o prefeito Madeira e a secretária Conceição trabalham arduamente para que sejam cumpridas essas ações e programações previstas na área da saúde pública de Imperatriz, pois será ofertado um volume maior de serviços.

PROCEDIMENTOS

Irisnaldo Félix explica que “há mais de seis meses o município não oferecia serviços médicos especializados de otorrinolaringologista na rede SUS (Sistema Único de Saúde) em Imperatriz”. “O profissional que prestava serviço ao município era o doutor Pedro, que foi embora para São Luís; outra profissional que tínhamos estava com problemas de saúde e teve que se afastar do serviço”, detalha.

Ele lembra que por conta desses problemas a população imperatrizense ficou desassistida com a ausência dessa especialidade médica na rede SUS. “Nós acreditamos que esse problema será resolvido neste mês de março, pois existe um casal (médicos) de São Paulo que está decidido a vir para Imperatriz”, finalizou. (Comunicação)