8/26/2012

Programa Saúde do Homem é intensificado em Imperatriz



Trabalho preventivo é realizado pela Secretaria Municipal de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por intermédio do Programa Saúde do Homem, registra resultado positivo com o aumento da demanda de homens que buscam por atendimento médico nas unidades de saúde de Imperatriz. A informação foi prestada ontem (25) à reportagem pelo coordenador do programa, Genivaldo Carvalho.

Segundo ele, o público masculino redobrou nesses últimos meses os cuidados com a saúde, principalmente depois da realização das campanhas de conscientização, que vinham sendo realizadas nas empresas e instituições de Imperatriz. “A unidade de referência hoje é a unidade de saúde Três Poderes. Esse trabalho proporciona a melhoria da qualidade de vida dos homens”, atesta.

Ele ressalta que os eventos realizados nos fins de semanas têm reunido o público masculino. “Nós também fizemos um alerta aos homens sobre a necessidade de buscar informações junto ao programa, bem como realizar exames preventivos”, disse.

O coordenador orienta, ainda, que os homens devem se dirigir semestralmente a uma unidade de saúde para realizar consultas e exames periódicos como forma de prevenir doenças. 

“Nós realizamos, na última quarta-feira (15), uma campanha de divulgação do Programa Saúde do Homem no Posto de Saúde da Nova Imperatriz, onde os homens ouviram diversas palestras educativas e os cuidados básicos com a saúde”, emenda.

Conscientização

Genivaldo Carvalho acredita que, depois da intensificação do trabalho de divulgação do Programa Saúde do Homem, cresceu o nível de conscientização do público masculino que, atualmente, começa a se deslocar até uma unidade de saúde para realizar consultas e exames preventivos. “O público masculino passou a procurar por atendimento médico. Registramos a presença de pelo menos 30 homens que assistiram a diversas palestras sobre a importância do Programa Saúde do Homem, em Imperatriz”, acrescenta.

Ele explicou à reportagem que o trabalho é realizado em parceria com profissionais nas áreas de Urologia, Nutricionista e Terapeuta Ocupacional. “Os homens estão morrendo [muito] devido a bebidas alcoólicas, acidentes de trânsito e drogas, contudo, existem os que estão preocupados com seu bem-estar e realizando exames periódicos na área da saúde”, finalizou. (Comunicação)