11/08/2012

Pescadores recebem com satisfação notícia da construção do mercado do peixe



Eles acreditam que, com a intervenção do prefeito junto ao ministro, o mercado torna-se realidade
Domingos Cezar

Ressabiados com promessas mirabolantes ouvidas durante quase uma década, talhadores de peixes e pescadores filiados à Colônia de Pesca Z-29 de Imperatriz agora estão acreditando que o mercado do peixe vai ser reconstruído, tornando-se uma realidade para alegria de todas as pessoas que trabalham no setor pesqueiro do município.

Eles receberam com satisfação a notícia de que o prefeito Sebastião Madeira esteve, acompanhado de deputado federal Chiquinho Escórcio, no gabinete do ministro Marcelo Crivella, da Aquicultura e Pesca, cobrando deste a verba que se destina a reconstruir o mercado do peixe, derrubado há quase 10 anos no cáis do porto.

O prefeito Madeira já havia feito esta reivindicação quando o ministro Crivella esteve em Imperatriz, onde se reuniu com presidentes de federações pesqueiras de todo o Brasil. Na ocasião, o gestor municipal colocou o ministro a par da situação, ressaltando a necessidade da construção do mercado para a comercialização do pescado.

Madeira deixou claro ao ministro da Aquicultura e Pesca que a segunda maior cidade do Maranhão não estava dispondo de um mercado no setor portuário, porque o prédio teria sido demolido para que se construísse um novo mercado, mas o projeto foi abandonado. Desta forma, o peixe é comercializado no local, sem a devida higiene.

O ministro ouviu atentamente à explicação do prefeito Sebastião Madeira, que ainda foi reforçada pelo presidente da Colônia de Pescadores, Salomão Santana. Na oportunidade, Marcelo Crivella prometeu que atenderia à reivindicação, enviando os recursos necessários para a reconstrução do prédio.

Como estava demorando e ainda surgiram rumores dando conta que o prefeito Sebastião Madeira não terá o terreno, o chefe do executivo municipal agendou uma audiência com Marcelo Crivella para discutir o assunto. A audiência ocorreu semana passada, quando o prefeito Madeira deixou claro que o terreno é o mesmo, situado no cáis do porto.

Desfeito o mal entendido, o ministro Crivella prometeu ao prefeito Sebastião Madeira e ao deputado Chiquinho Escórcio, que os recursos serão liberados brevemente e a licitação deve ser feita também de imediato, para que a cidade possa, enfim, ser contemplada com o novo prédio do mercado do peixe, para alegria de pescadores e talhadores.

           Pescador atuante, Messias Silva, 57, disse acreditar que agora o mercado sai do papel e passa a ser uma realidade. “Com isso também, nós vamos reconquistar o direito de comercializar nosso peixe ainda no porto, passando diretamente para os talhadores aumentando assim nosso lucro”, acredita o pescador.