11/27/2012

RESIDENCIAL “CANTO DA SERRA” COMEÇA A SER CONSTRUÍDO. SERÃO TRÊS MIL NOVAS UNIDADES HABITACIONAIS EM IMPERATRIZ.


Obra injetará cerca de 200 milhões de reais no mercado local: Contrato foi assinado domingo pelo prefeito Madeira.

“O Canto da Serra será uma nova cidade” disse o prefeito Sebastião Madeira, ao assinar na manhã deste domingo no bairro Caema, contrato para a construção de mais três mil casas do Programa Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda igual, ou menor do que R$ 1600,00 por mês.

As três mil casas do Residencial Canto da Serra serão erguidas numa área de 300 mil metros quadrados próxima ao IFMA (margem esquerda da Estrada do Arroz, sentido Suzano) doada pela Prefeitura ao Fundo de Arrecadação Residencial (FAR) da Secretaria Nacional de Habitação, ligada ao Ministério das Cidades.

As construtoras Primor, Techmaster, e Lastro foram as empresas que após participarem do chamamento público realizado pela Prefeitura, foram classificadas pela Caixa Econômica Federal (CEF) para a execução das obras que deve injetar no mercado local cerca de 200 milhões de reais.

O projeto do Canto da Serra foi contemplado ainda com pelo menos duas escolas, uma do ProInfancia (tipo B) com 18 salas de aula e outra com 12 salas e uma creche. “ Também será construída uma ciclovia de pelo menos 1,5 km de extensão” informou o engenheiro Fábio Nahuz, proprietário da construtora Primor.

Conforme o engenheiro, o Canto da Serra é o resultado do trabalho de várias mãos, que durou pelo menos dois anos. “ Só temos que comemorar essa conquista. É o maior contrato do Minha Casa Minha Vida, assinado até hoje no interior do Maranhão” concluiu.

Madeira anuncia mais 1500 casas.

Ao assinar o contrato para a construção das três mil casas do Canto da Serra, o prefeito Madeira anunciou a assinatura de outro contrato para a construção de mais 1500 unidades habitacionais. Mil, segundo informa o secretário de Infraestrutura Roberto Alencar, serão erguidas pela Construtora Canopus, numa área (estrada do arroz) mil metros após o Canto da Serra; as outras 500, serão construídas pela ISR nas imediações do novo Campus da UFMA, depois da Ferrovia.

“Esse outro contrato nós assinaremos até o final do mês de Dezembro” disse o prefeito Madeira.