1/13/2013

Transporte coletivo terá que ser regularizado até o dia 17



Prefeitura de Imperatriz notificou a empresa Viação Branca do Leste para regularizar, no prazo de 30 dias, o atendimento a todas as linhas do transporte coletivo urbano


A empresa Viação Branca do Leste (VBL), notificada pela Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Procuradoria Geral do Município (PGM), terá que regularizar até a próxima quinta-feira (17) o atendimento a todas as linhas do transporte coletivo urbano [horários e itinerários] pré-fixados pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran).

Em entrevista, o secretário José Ribamar Alves Soares, o cabo J. Ribamar (Trânsito e Transportes) assinalou ainda que, no prazo de 60 dias, a empresa deverá ainda recuperar os veículos que, eventualmente, encontram-se necessitando de conserto, reforma e/ou recuperação: “funilaria, pintura, mecânica, elétrica, hidráulica, pneus e assentos”.

“Os ônibus deverão ser dotados de equipamentos ou instrumentos que garantam melhor comodidade e conforto aos usuários do transporte coletivo em Imperatriz”, observa ele, que também vê a necessidade de aumentar a quantidade de ônibus das linhas urbanas, priorizando regiões mais populosas, como por exemplo, o grande Santa Rita.

Ele garantiu que, esgotado o prazo estipulado pela notificação, a Setran iniciará o procedimento de fiscalização do transporte coletivo para fazer cumprir os horários e itinerários fixados para os bairros e povoados de Imperatriz.  “Nós dispomos de uma equipe que realizará esse trabalho de vistoria dos ônibus do transporte urbano, verificando condições de atendimento à população”, disse.

J. Ribamar afirma que, após a realização da vistoria dos ônibus, será feita a abertura de procedimento administrativo para apurar os problemas verificados na qualidade do transporte coletivo em Imperatriz. “Se necessário, o município poderá rescindir o contrato com a empresa VBL, pois entendemos que os usuários não podem ser prejudicados”, afirma.

Novos ônibus

Ele também lembra que a notificação expedida prevê, no prazo de 90 dias, cem novos ônibus para atender as demandas do transporte coletivo da cidade, os quais, antes de entrar em funcionamento deverão ser obrigatoriamente vistoriados pela Setran.

O secretário afirma que “em face à maneira como a empresa tem prestado o serviço à comunidade em condições precárias, e por determinação do prefeito Sebastião Madeira, o Procurador-Geral do Município, Gilson Ramalho, solicitou via notificação, que a empresa regularize o atendimento à comunidade para que aumente e recupere a frota de veículos com a reforma e aquisição de novos coletivos”. [Gil Carvalho-Comunicação]