2/16/2013

MADEIRA RECEBE CANDIDATO A DIRETOR DA UFMA



No encontro, o professor Marcos Fábio apresentou seu programa de ações para os próximos 4 anos de gestão à frente do CCSST, caso seja escolhido pelo reitor.

O prefeito Sebastião Madeira recebeu, na última sexta-feira, em seu gabinete, o professor doutor do Curso de Jornalismo, Marcos Fábio Belo Matos, um dos 5 candidatos à direção do Centro de Ciências Sociais, da Saúde e Tecnologia da UFMA (Campus de Imperatriz). “Solicitei essa audiência com o prefeito por três motivos.

Primeiro, queria informá-lo, oficialmente, de que estamos passando por esse processo de mudança na gestão da UFMA na cidade. Segundo, entendo que a eleição da UFMA é um assunto que deve interessar não só à comunidade universitária, mas a toda a população de Imperatriz e ainda do entorno, por conta do papel da universidade de propulsora do desenvolvimento regional. E terceiro, fui dizer a ele que, caso eu seja o vencedor das eleições e o indicado pelo magnífico reitor na lista tríplice, eu virei bater à porta da prefeitura para realizar convênios que  fortaleçam as políticas públicas do CCSST e, consequentemente, a melhoria dos serviços prestados pela prefeitura de Imperatriz”, justificou o candidato.

Durante a audiência, o professor Marcos Fábio entregou ao prefeito Madeira uma cópia das suas propostas de gestão, para 4 anos, e um jornal da sua campanha. E aproveitou para explicar os pontos em que a prefeitura poderá entrar como parceira para desenvolvimento conjunto de ações.

Interação – Um dos pontos fortes do seu projeto de gestão, segundo afirmou à reportagem, é a intenção do professor Marcos Fábio de realizar convênios e parcerias com órgãos públicos, entidades do terceiro setor e, principalmente, prefeituras. 

“Temos nessa região, só contando os municípios do sudoeste do Maranhão, 49 prefeituras. E somos a única universidade federal nesse raio de ação. Portanto, acreditamos que temos um papel importante como indutores de desenvolvimento. E podemos fazer parcerias com esses gestores municipais, para que nos ajudemos mutuamente. Precisamos aumentar a oferta de estágios, promover a moradia estudantil, captar recursos para aparelhamento das instalações dos grupos de pesquisa, montar laboratórios etc. E tudo isso passa pela efetivação de parcerias”, acredita Marcos Fábio.

No seu formato de gestão, o professor promete sair dos muros da universidade: 

“Minha gestão vai ser feita metade dentro da UFMA e metade fora dela, falando em audiência com prefeitos, visitando deputados federais e estaduais, entidades, órgãos públicos, secretarias de estado e de governo, empresas públicas e privadas, outras instituições de ensino superior. Estou convicto de que só conseguiremos ser um centro forte e bem estruturado se contarmos com o apoio desses parceiros, porque a verba da universidade, como todos sabem, é pequena e tem que ser dividida por muitos outros centros. Portanto, nosso papel é, ao mesmo tempo, administrativo e político, interno e externo. Na minha cadeira, vai ter sempre um blazer a postos”.

Disputa – Concorrem à direção do CCSST, além do professor Marcos Fábio, outros 4 candidatos. O professor Marcelo Soares, atual diretor geral, o professor Agnaldo Silva, coordenador do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas, o professor Alan Bezerra, do Curso de Engenharia de Alimentos e a professora Conceição Aparecida, do Curso de Direito. A eleição (que, na verdade, se chama consulta prévia, pois os três mais votados formam uma lista tríplice, a ser submetida ao magnífico reitor, que faz a escolha de um dos três nomes) está marcada para o dia 20 de fevereiro, das 9h às 21h. Votam professores, alunos e técnicos administrativos, sendo os votos proporcionais. A apuração se dá na mesma noite e a lista segue para São Luís.