4/07/2013

“Imperatriz precisa de um choque de cidadania” defende Madeira: para o prefeito a cidade deve ser humanizada em todos os setores.



Parecia mais uma solenidade simples. Servidores ali sentados no auditório da Secretaria de Governo aguardando o mestre de cerimônia chamá-los para receber das mãos do prefeito a nomeação de conselheiros representantes do Poder Público nos conselhos da rede de proteção social do município; mesa formada por secretários municipais, e ainda pelo deputado estadual Roberto Costa (PMDB), quando o prefeito    Madeira ao fazer uso da palavra fugiu do discurso convencional, e diante de um público atento defendeu o que ele chamou de “choque de cidadania”.

Para o prefeito se a cidade não se organizar, se não forem respeitadas as normas, o código de postura; o trânsito “ isso aqui vai virar uma  “Índia” disse ele  referindo-se  ao Pais do trânsito  mais louco do mundo.

“Administrar Imperatriz é principalmente pensar nas pessoas para que se possa ter uma cidade mais justa, mais humana. Eu ainda quero viver mais 30 anos! Imagina vocês que são mais novos. Imaginem, nesse ritmo, como vai ser daqui a 20 anos? Essa é a nossa cidade. Temos de cuidar bem dela”  defendeu  Madeira.

De acordo com o prefeito gestos simples como o  de uma dona de casa varrer a porta de casa e adequar o lixo no recipiente adequado  já ajudaria considerando que muitos preferem jogar o lixo ou no meio da rua ou nas  bocas de lobo.

“Ali no cruzamento da Rua Amazonas com a Dorgival, que quando chove vira um mar e onde a drenagem é fraca, sabem o que fizeram? Alguém, concretou a boca de lobo para água não passar, aí a situação fica complicada”, observou o prefeito anunciando que já determinou que fosse feito serviço de drenagem no local depois do período chuvoso.

Indo mais além, Madeira falou sobre a situação dos riachos que cortam a cidade que viraram esgoto, deposito de geladeira, sofá, animais mortos. “Vocês sabem por que a chuva no final do ano passado levou a galeria da Floriano Peixoto? O acúmulo de muito lixo tampou a galeria e a força da água arrastou tudo, um prejuízo de 300 mil reais. A limpeza é feita, mas no outro dia volta tudo como era antes” asseverou.

Madeira defende que o poder público e a população andem juntos para que se tenha  uma cidade melhor. “Precisamos de um choque de cidadania! Fora o Asfalto que vamos fazer muito, galeria e drenagens; escolas, postos de saúde, ginásios de esportes, a  maior contribuição que esperamos dar em nossa gestão  é injetar cidadania  na veia em parte  da população de nossa cidade”

Para atingir esse objetivo além da parte que couber à Prefeitura, o prefeito anunciou que ainda nesse primeiro semestre pretende começar uma campanha  que espera contar com o apoio de todos os segmentos da cidade, igrejas, associações, Justiça, Ministério Público; a Câmara Municipal, enfim, que for preciso.

“Minha gente, fizemos um levantamento e comprovamos que a maioria dos acidentes de trânsito em Imperatriz, 80 por cento,  é gerado por condutores que avançam a preferencial ou não obedecem os sinais. É claro que devemos melhorar mais as ruas, investir pesado no trânsito mas também  vamos partir  para essa campanha e pedir muitas orações para que um monte de vidas, principalmente de jovens, sejam salvas” declarou  Madeira.

Para o prefeito  “O mais importante são às pessoas”


                           Prefeito Madeira diz que é prefeito humanizar a cidade de Imperatriz 


No mesmo evento o prefeito Sebastião Madeira destacou ainda que o governo executa diversas obras, entre as quais, a construção de ponte de concreto armado na rua Floriano Peixoto; pavimentação asfáltica; construção de casas populares, serviços de limpeza e drenagens; escolas e postos de saúde em Imperatriz.

“Tudo isso é feito para as pessoas, pois o mais importante de tudo são às obras, feitas para melhorar a qualidade de vida da comunidade”, diz ele, que assinala a importância na administração do controle social que também é feito pelos conselhos municipais.

Madeira lembrou ainda que tem sido o prefeito que mais criou conselhos nestes últimos anos em Imperatriz, em consonância à Constituição Federal, onde fundou até a casa dos conselhos.

“Nós não temos medo de ser acompanhados e de ter transparência, pois tudo que o município de Imperatriz faz está disponível no Portal da Transparência, incluindo todas as compras e receitas, cujos recursos são da população”, afirma ele, que lembra um episódio na gestão passada onde um vereador mandou recado dizendo que tinha uma “bomba da administração”.

Madeira relatou que ligou para o parlamentar e solicitou que o mesmo encaminhasse denúncia ao  Ministério Público do Maranhão para que os fatos fossem apurados e investigados pelo Poder Judiciário. “Se tiver alguma coisa errada no meu governo, sou o primeiro a querer saber para que seja corrigido, pois não queremos abafar nada”, assegura.

O prefeito considera de suma importância a atuação dos conselhos, da sociedade civil organizada e do Ministério Público na fiscalização e aplicação dos recursos públicos da gestão municipal. “Esse dinheiro não é do prefeito, ele é público. É do povo de Imperatriz. Asfalto, casas, drenagem, escolas, postos de saúde, quadras esportivas, tudo isso é importante, mas o mais importante são as pessoas”.