4/17/2013

Saúde orienta comunidade sobre o uso adequado da voz: Centro de Referência Especializado em Saúde do Trabalhador anuncia programação.



         Em alusão ao dia Mundial da voz, comemorado ontem, 16 de abril, o Centro de Referência Especializado em Saúde do Trabalhador (CEREST), realiza durante todo o mês de abril, um trabalho de conscientização sobre uso adequado da voz.

Com palestras e distribuição de material educativo, a equipe do CEREST, leva informações a escolas, unidades de saúde, e empresas que trabalham diretamente com profissionais da voz. Um exemplo são os veículos de comunicação, visitados ontem pela equipe.

         Ao todo cerca de 60 escolas de Imperatriz vão  receber a visita dos profissionais do CEREST. “O objetivo é levar informação ao maior número possível de pessoas, trabalhando a conscientização, porque a maioria das doenças relacionadas à voz pode ser evitada com ações preventivas. E cerca de 70% da população ativa utiliza a voz como instrumento de trabalho”, observa Dalvenira Mendes, coordenadora do Centro.

         Ticiany Viana, fonoaudióloga, adverte que é de suma importância a realização destas campanhas para se trabalhar a prevenção e a orientação sobre os cuidados com a saúde vocal, que tanto acomete a população. “É relevante lembrar aos profissionais da voz que este momento serve de reflexão para se falar da saúde vocal, tendo em vista que os cuidados e a prevenção devem ser realizados diariamente, a fim de se evitar futuros prejuízos ao seu instrumento de trabalho”, alerta.

         Um dado preocupante, segundo relata Marilza Antonia Nogueira, enfermeira do CEREST, é que grande parte dos professores das escolas visitadas, em menos de seis anos de profissão já apresentam problemas com a voz. Rouquidão e modificação no timbre dela são os principais sintomas.

Daniela Carvalho Lima, fonoaudióloga, ressalta que isso acontece em decorrência de seu uso inadequado. Ações como tomar cafezinho, comer chocolate ou mesmo chupar balas, devem ser evitadas, durante o horário de trabalho, pois prejudicam em muito a eficiência da voz (porque deixam a saliva mais grossa). “O que pode melhorar é a ingestão de água ou comer frutas que contenham grande quantidade de líquidos, como por exemplo, uma maçã”.

         Dalvenira Mendes informa que dada aceitação e necessidade deste trabalho, o Centro vai dar continuidade as atividades durante todo o ano. E toda e qualquer entidade, seja empresa ou instituição que desejar ter um profissional para instruir sobre o uso correto da voz ou mesmo sobre prevenção de doenças relacionada ao trabalho. “Os interessados podem entrar em contato com o CEREST pelo telefone 99-3523-3102 ou pessoalmente na Rua Maranhão, 826 bairro mercadinho próximo ao SESI”.

PROFISSIONAIS DA VOZ

         Em especial, são considerados profissionais da voz os professores, leiloeiros, cantores, atores, vendedores, ambulantes, advogados, telefonistas, recepcionistas, políticos, líderes religiosos, jornalistas e operadores de telemarketing, entre outros. Dicas importantes para estes profissionais são: Não fumar, não gritar ou cochichar, não pigarrear excessivamente, evitar bebidas alcoólicas evitar alimentos que causem azia ou má digestão e evitar também ambientes com muita poeira, mofo ou cheiros fortes. (Maria Almeida – ASCOM)