8/23/2013

Projeto Arte & Cidadania chega à Escola Edison Lobão.


O projeto é mantido numa parceria entre Fundação Cultural e Vara da Infância e Juventude

O projeto Arte & Cidadania nas Escolas, retomado após as férias de julho, desembarca na manhã e tarde desta sexta-feira (23) na Escola Estadual Edison Lobão, no Parque Anhanguera. Com o lema “Conhecendo seus direitos e crescendo com a cultura”, o projeto que só atendia escolas municipais este ano vai passar por quatro escolas estaduais.

Arte & Cidadania nas Escolas é fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal, por intermédio da Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) e a Vara da Infância e da Juventude – Comissariado de Justiça. Conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação – SEMED e da Academia Imperatrizense de Letras (AIL).

Der acordo com seu idealizador e coordenador, o poeta, compositor e cantor, Zeca Tocantins, o projeto visa levar oficinas de artes, seja na pintura, escultura, na música, literatura e arte cênica, para as escolas, com a finalidade de motivar os alunos a desenvolverem suas aptidões artísticas, nas mais diversas manifestações culturais.

“Nós levamos cantores, escultores, pintores, cantores, mostramos nossa arte, mas também aprendemos como eles”, afirma Zeca Tocantins, ressaltando que o projeto já descobriu vários talentos nas escolas. Mas não é somente a arte que é levada pelo projeto, ele também leva para as escolas lições de ética e cidadania.

Integrante do projeto, o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Delvan Tavares, com um grupo do Comissariado de Justiça, realizam palestras que abordam questões como ética e cidadania. Desta forma eles divulgam a Portaria No. 01/2008, da Vara da Infância e da juventude, que regulamenta a entrada e permanência de crianças em bares, festas e shows.

O cantor e compositor Neném Bragança que também integra o projeto, afirma que “às vezes os jovens até sabem nosso nome, mas não conhece nosso trabalho, razão porque esse projeto é muito importante para nos divulgar e formar platéia”.
Para o escritor José Ribeiro, membro da AIL, “a escola é o melhor lugar para promover o desenvolvimento humano através da arte”.  No entendimento da escritora Edna Ventura, presidente da Academia Imperatrizense de Letras, “os artistas contribuem para o aprendizado dos alunos e ainda conquistam público para seus trabalhos”. (Domingos Cezar/ASCOM)