10/02/2013

Secretária aponta avanços em todos os setores da saúde pública


Conceição Madeira destaca a necessidade de um novo hospital municipal com 500 leitos

Ao se pronunciar durante a abertura da XII Conferência Municipal de Saúde, realizada na última sexta-feira (27), a Secretária Municipal de Saúde, médica Conceição de Maria Soares Madeira, foi aplaudida pelas pessoas que lotaram o auditório da Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS. Na ocasião ela lembrou, inicialmente, que se as pessoas analisarem os últimos anos se constata o quanto a saúde pública do município de Imperatriz avançou.

Desde que assumiu a Secretaria Municipal de Saúde, a secretária lembra que a Prefeitura garantiu a redução da jornada de trabalho dos enfermeiros, organizou a redução de plantões e efetivou 98 agentes de endemias, “com todos os salários pagos no mesmo dia dos demais servidores, sem esperar que o Ministério da Saúde deposite o recurso dos programas como acontecia no passado”. Ela lembrou, ainda, a convocação de todos os concursados do concurso anterior e a realização de novos concursos para profissionais da saúde, incluindo médicos generalistas e especialistas.

Conceição Madeira apontou avanços também na prestação de serviços de saúde aos usuários, desde o atendimento básico, a cobertura vacinal, os serviços diagnósticos e o atendimento médico hospitalar no Hospital Municipal de Imperatriz (HMI). “Recebemos o hospital como 240 leitos e hoje são 400 leitos, sendo 30 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), 20 dos quais foram implantados em nossa administração, 10 deles, leitos pediátricos”.

A secretária destacou também a reforma no hospital, a criação de enfermaria de urologia e DST/AIDS, com ambiente adequado e climatizado. “A implantação de moderna aparelhagem de Tomografia Computadorizada e US no Hospital Municipal e em fase de implantação o serviço de Oncologia, além de um aparelho de Ressonância Magnética, e atendimento para todos no HMI sem discriminar a origem do paciente”, observa Conceição.

Ela lembrou que essas ações receberam recentemente o reconhecimento do Ministério da Saúde, pelo avanço no combate a Hanseníase, Tuberculose, Consultório na Rua e SAMU, “este último teve sua sede transferida para modernas instalações na Avenida Bernardo Sayão, com descentralização de duas novas bases, uma no grande Bacuri e outra na Avenida Jacob, cobrindo a região direita da BR-010”, afirma a secretária.

O recebimento de uma Unidade Móvel de Prevenção do Câncer, doada pela Fundação Vale, em parceria com a Fundação Pio VII e o Ministério da Saúde foi destacado pela secretária. Conceição Madeira explicou que a unidade móvel possui quatro consultórios para prevenção de câncer de mama, colo do útero, pele e de próstata, além de um moderno mamógrafo digital. “Os funcionários que vão trabalhar nesta unidade já foram treinados no Hospital do Câncer de Barretos”, afirmou.

Conceição Madeira observou, ainda, que a atual administração conseguiu estruturar a Rede de Urgência e de Emergência já homologada pelo Ministério da Saúde e se encontra trabalhando na implantação da rede de Saúde Mental, Cuidados da Pessoa com Deficiência e Doenças Crônicas, onde se inclui a Oncologia. “Mas precisamos avançar ainda mais, pois a situação do HMI é Dramática, uma vez que todas as possibilidades de ampliação estão esgotadas, pois Imperatriz precisa urgentemente de um novo hospital municipal com 500 leitos para substituir o Socorrão”.


A secretária lembrou também que a cidade é pólo, sendo a opção de atendimento de parte de três estados, razão porque esta realidade precisa ser reconhecida pelo Ministério da Saúde e que receba financiamento para cumprir esta missão. “Enfim, tudo que conseguimos foi com apoio do MS, do Governo do Estado, dos funcionários, dos prestadores de serviços, do Ministério Público, de um dedicado grupo de coordenadores e do Conselho Municipal de Saúde”, concluiu.       [Domingos Cézar]