11/28/2013

Câmara Municipal discute doação de sangue:Vereador apresenta projeto e indicação para incentivar doadores voluntários:


Em comemoração à Semana Nacional do Doador Voluntário (última semana do mês de novembro), o vereador Enoc Serafim (PDT) apresenta uma indicação para que vereadores e funcionários da Câmara Municipal de Imperatriz, que esteja dentro do perfil exigido pelo Hemomar para doação de sangue, possam dirigir-se até o hemonúcleo da cidade para fazer sua doação. Com a medida, o parlamentar busca chamar a atenção para a importância do ato e para o projeto de lei de sua autoria para que seja instituída em Imperatriz a Semana Municipal do Doador de Sangue, já protocolada na secretaria da casa.

A justificativa apontada pelo vereador é sobre a necessidade de haver um número constante de doadores para que os bancos de sangue dos hospitais de Imperatriz permaneçam abastecidos. “Devemos ter campanhas de incentivo à doação durante o ano todo.

 A nossa indicação é para que os funcionários desta casa possam dar o exemplo, fazendo o bem a quem precisa. A demanda por sangue é grande nos hospitais de nossa cidade e próximo do fim do ano ela aumenta mais, por causa dos acidentes de trânsito no período de festas e férias. Não podemos ficar parados, doar sangue é ajudar a dar vida”, completa Enoc Serafim após a sessão na Câmara.

Mais

O Dia Nacional do Doador Voluntário é comemorado no dia 25 de novembro no Brasil, data instituída no ano de 2008 como estratégia do Governo Federal para atingir a meta de ter entre 3% a 5% da população brasileira doando sangue anualmente. Em Imperatriz, de acordo com a coordenação do Hemomar, a entidade possui aproximadamente 50 mil doadores cadastrados, porém são coletadas, em média, somente 1.200 bolsas de sangue por mês na cidade, quantidade considerada insuficiente diante da demanda do hemonúcleo, responsável por atender mais 16 municípios da região sul do estado, além de Imperatriz.
Para se tornar um doador de sangue, é necessário que a pessoa apresente as seguintes características:

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 67 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, precisam levar uma autorização dos pais acompanhada de um documento próprio e um documento com foto do responsável).
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
É importante respeitar os intervalos para doação. Os homens devem aguardar 60 dias até a próxima doação, ou fazer quatro doações por ano. As mulheres têm de aguardar um tempo um pouco maior, 90 dias, isto é, até três doações por ano.


 (Ascom/gab. vereador Enoc Serafim, com informações do Ministério da Saúde e Abrale)