11/26/2013

Lançada Campanha 16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres


O evento contou com a participação de autoridades e formandos da Polícia Militar

Com o tema “Compromisso e Atitude pela Lei Maria da Penha – A Lei é mais forte” foi lançada, oficialmente, na manhã desta segunda-feira (25), no auditório da Secretaria 
Municipal de Saúde (SEMUS), a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres. O evento contou com as presenças de autoridades, formandos da Polícia Militar, entre outros convidados.

Participaram da mesa o vice-prefeito de Imperatriz Pastor Luis Carlos Porto, que na ocasião representou o prefeito Sebastião Madeira; a secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Maria da Conceição Medeiros Formiga, a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Miriam Reis, a juíza da Vara de Defesa e Proteção da Mulher, Sara Gama, e o promotor da Vara de Defesa da Mulher, Joaquim Júnior.

Para iniciar a programação que vai até 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos – a secretária Conceição Formiga convidou a nova turma da corporação da Polícia Militar. A turma é composta por 160 pessoas, destas, 20 são do sexo feminino. “Pretendemos sensibilizar e conscientizar acerca da importância da lei que cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica contra a mulher”, diz Conceição.

De acordo ainda com Conceição Formiga, a Secretaria da mulher, por intermédio do Centro de Referência de Atendimento a Mulher em Situação de Violência – CRAM, o Conselho Municipal da Mulher e a Rede de Atendimento promoverão até 10 de dezembro vasta programação que contará com uma série de palestras, panfletagem, blitz e outras atividades.
A coordenadora do CRAM, Ozana Soares da Silva revela que o órgão já atendeu este ano mais de 90 mulheres que procuraram ajuda. “Todas essas mulheres recebem atendimento psicológico, além de acompanhamento jurídico”, afirma Ozana Silva, orientando as mulheres em situação de risco que procurem o Centro de Referência que este o encaminhará as autoridades competentes.

Por sua vez, a juíza Sara Gama, entende que já existe um avanço, uma vez que as mulheres que sofrem violência doméstica têm procurado mais a Delegacia da mulher e todos os órgãos que fazem parte da Rede de Atendimento. A magistrada informou que cerca de 400 processos encontram-se em andamento na Vara da Mulher e aconselhou que elas procurem a Justiça que receberão acompanhamento jurídico.

Ao se pronunciar, o vice-prefeito Pastor Luis Carlos Porto destacou a importância da mulher dentro da sociedade ocupando cargos relevantes. Porto observou que a administração do prefeito Sebastião Madeira tem demonstrado preocupação com as mulheres do município, principalmente para aquelas que estão em áreas consideradas de risco, por conviverem com maridos hostis ou viciados.

Programação – 


A programação tem continuidade nesta terça-feira (26) às 16h00 com o seminário “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, no auditório da UAB; dia 27, às 15h00 encontro de mulheres no CRAS- Santa Rita, às 19h30, no auditório da OAB, lançamento do fórum permanente pelo fim da violência contra a mulher e formação da rede de enfrentamento – CRAM, das 08h00 às 12h00.

Dia 28 e 29 a mesma programação no CRAM, 08h00 às 12h00 e as 15h00 encontro de mulheres no CRAS – Santa Lúcia. Dia 30, Mulheres em Ação, a partir das 08h00 em Olho D’Água dos Martins, dia 1º de dezembro, panfletagem na feira livre do Bom Sucesso, dia 2, a partir das 09h00, encontro de mulheres com deficiência e patologia, no Centro de Referência da Pessoa com Deficiência.

Dia 3, das 08h00 às 12h00, formação da rede de enfrentamento – CRAM e Roda de Conversa, às 16h00, no CRAM, com usuárias dos serviços do CRAM, dia 4, às 16h00, encontro de mulheres no CRAS – Bacuri, dia 5, das 08h00 as 12h00, formação da rede de enfrentamento, no CRAM e encontro de mulheres, às 16h00, no CRAS – Cafeteira.

Dia 6, às 08h00, campanha do laço branco – 50 BIS, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Prefeitura, no auditório da SEMUS, dia 7, às 08h00, blitz na Avenida Dorgival pinheiro de Sousa, dia 8, às 07h00, panfletagem na feira livre do Bacuri, dia 9, às 16h00, momento mulher, na Beira Rio e dia 10, às 10h00, reunião da Rede de Atendimento – CRAM. (Domingos Cezar/ASCOM).