1/24/2014

Madeira elogia atuação da policia em desfecho de assalto


Ação conjunta das policias militar e civil, SAMU e SETRAN resultaram na libertação dos reféns e rendição do bando sem uso de violência.

Em entrevista, o prefeito Sebastião Madeira parabenizou a atuação da força policial de Imperatriz na condução das negociações que resultaram na rendição de bandidos durante tentativa de assalto ao Cartório do 6º Ofício ocorrido na tarde da ultima quarta-feira (22).
           
Para Madeira, uma situação de conflito que poderia resultar em derramamento de sangue foi solucionada com agilidade, eficácia e resiliência por parte daqueles que comandaram e agiram durante a operação sem registro de violência ou pessoas feridas.

“E isso deve ser destacado e reconhecido pela sociedade”, frisou o prefeito ao enaltecer o trabalho do serviço de segurança pública da cidade: “Quero parabenizar o Comandante Major Markus Lima e todos os envolvidos, incluindo a Polícia Civil, e demais órgãos que participaram da operação”.

O prefeito lamentou o fato de a maioria dos envolvidos serem jovens que poderiam, se quisessem, trilhar outros caminhos. Ele ressaltou ainda as oportunidades oferecidas gratuitamente pelo Município para formação e participação social às crianças e jovens imperatrizenes. “Hoje a Prefeitura desenvolve diversos programas sociais em parceria com o Governo Federal, oportunidades de convívio social, capacitação profissional e até lazer, como o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, antigo PETI, o PRONATEC, entre outros”.

Para a melhoria constante da qualidade de vida, Madeira afirmou que torce para que a polícia continue a atuar dessa forma. “Acredito na qualidade do trabalho da polícia na prevenção e combate ao crime e espero que o profissionalismo demonstrado nesse caso só melhore cada vez mais”.

Aparato – A negociação de aproximadamente três horas entre a Policia Militar e o bando, teve o apoio da Policia Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que prestou atendimento médico aos reféns no local; e Secretaria Municipal de Trânsito (SETRAN) que cuidou do isolamento da área. [ASCOM]