4/06/2014

Exposições fotográficas resgatam cultura de Imperatriz, diz Conceição Formiga.


A secretária municipal de Políticas para Mulher (SMPM), Maria da Conceição Formiga Medeiros, destacou nessa semana o esforço que tem sido feito para realizar exposição das mulheres que fizeram [e ainda fazem] a história da cidade de Imperatriz.

“Quando do Memorial a Imperatriz, em 2002, haviam vários objetos na Escola Santa Terezinha, inclusive uma peça do Bernardo Sayão considerado de fundamental importância para o resgate da memória da cidade”, disse ela, que chegou a lançar um livro com a biografia de 100 mulheres de Imperatriz.

“Esse livro-histórico é considerado de suma importância, pois divulga o perfil biográfico dessas mulheres – todas com mais de 60 anos de idade – e a maioria já falecida, mas que fizeram parte da história de Imperatriz”, diz ela, ao citar que após ter sido criada a Secretaria Municipal de Políticas para Mulher pelo prefeito Sebastião Madeira começou em diversos pontos estratégicos apresentar essa exposição fotográfica.

Conceição Formiga revela que dispõe acervo de quase 50 fotografias, inclusive a da esposa do Simplício Moreira, a dona Olivia Cortez Moreira. “É uma grande contribuição para a história de Imperatriz”, disse a secretária.

Da tribuna da Câmara Municipal, Conceição Formiga apresentou algumas dessas fotos. “Temos aqui a foto de Dona Vicência, Dona Dagmar, mãe do vereador Antonio José, aqui presente e de Dona Martinha, mãe do jornalista Domingos Cezar e do cantor Zeca Tocantins”, assinalou.

A secretária observa que a proposta é levar essa exposição itinerante aos shoppings, praças públicas e os centros de cultura de Imperatriz. “Nós fizemos em vários locais da cidade essas exposições período dos anos de 2009 a 2013”, acrescentou.

Ela assinalou ainda que dispõe de 430 terços [de mais de 12 países] e 130 presépios [15 países] que poderão ser doados para instalação do Museu Municipal de Imperatriz.
Gil Carvalho - ASCOM