4/22/2014

Prefeitura investe em espaços públicos para a prática de atividades esportivas e de lazer para a juventude.


A construção de novos equipamentos públicos [quadras, ginásios e pistas de cooper] estimulam crianças e adolescentes em vários bairros a prática de atividades esportivas em Imperatriz. É o que observa o secretário municipal de Esportes e Lazer (Sedel), Joaquim Quirino Cruz, o Neto da Ampare.

Segundo ele, o trabalho desenvolvido pela Prefeitura Municipal resulta em oferecer mais espaços de lazer e entretenimento aos jovens que residem em bairros e povoados de Imperatriz. “Esse conjunto de equipamento é resulto de parcerias do município com os governos estadual e federal”, frisa.

Ele diz que a reestruturação da área esportiva, dotando-o de novos equipamentos possibilita incentivar diversas modalidades esportivas nas quadras cobertas e nas duas praças da Juventude, em construção, situadas nos bairros Nova Imperatriz e Recanto Universitário.

“Imperatriz estava defasada de quadras e ginásios para a prática de atividades esportivas, mas com a entrega desses novos equipamentos, como foi o caso do Parque Alvorada I, essa realidade começa a mudar”, acrescenta ele, que destaca o avanço da infraestrutura esportiva que colocará a cidade como uma das principais do estado em equipamentos públicos.

Neto da Ampare assinala que estão sendo construídos cinco ginásios nas escolas do sistema municipal de ensino, sendo previsto outras obras desse tipo em unidades escolares dos bairros e povoados. “Três ginásios já foram construídos e entregues a comunidade esportiva de Imperatriz”, garante.

De acordo com o secretário, a construção desses equipamentos representa “mais que um espaço físico, pois é considerado de fundamental importância para o desenvolvimento integral das crianças, e dos jovens, possibilitando o desenvolvimento de potencialidades e das habilidades motoras, cognitivas ou afetivas”.


Ele entende ainda que “a quadra poliesportiva é necessária não apenas para fins esportivos –prática de basquete, futebol, handebol, vôlei e ginástica--, mas como ferramenta pedagógica, possibilitando a inclusão da comunidade no aspecto cultural como gincanas, apresentações folclóricas, entre outras. [Gil Carvalho]