8/25/2014

Trabalho infantil está praticamente erradicado em Imperatriz, constata desembargador do TRT-MA


Prefeito Madeira destacou os investimentos, projetos e
programas que beneficiam crianças e adolescentes.

O prefeito Sebastião Madeira, acompanhado dos secretários Zesiel Ribeiro (Educação), Daniel Souza (Regularização Fundiária), Miriam Ribeiro (Desenvolvimento Social), Iramar Cândido (Administração), Hudson Alves (Gabinete),  Gilson Ramalho (Procuradoria Geral do município) participou nessa semana de reunião com o defensor público do Estado Fábio Carvalho, que atua na área da criança e do adolescente na comarca de Imperatriz e o desembargador do TRT-MA da 16ª região, Gerson Costa Filho, onde discutiram sobre a exploração do trabalho infantil em Imperatriz.

Na ocasião, o chefe do Poder Executivo relatou os investimentos realizados nestes últimos anos pelo município, em parceria com o Governo Federal, na construção de novas unidades escolares em vários setores de Imperatriz. “Temos em construção oito unidades de educação infantil; a prefeitura – durante esse período – entregou novos prédios escolares”, garante.

Ele observa que a escassez de recursos inviabilizou a execução de grandes projetos sociais e de infraestrutura, mas reitera o esforço da equipe técnica do governo municipal em viabilizar recursos junto ao FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Madeira ressaltou os vários projetos sociais desenvolvidos pelo município que contribuíram nestes últimos cinco anos na acentuada redução dos índices de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil em Imperatriz. “Nós gostaríamos de convidá-lo a conhecer a Casa da Criança, projeto considerado modelo no Maranhão”, acrescentou.

O secretário Zesiel Ribeiro (Educação) assinalou que o município desenvolve o projeto de “educação integral”, embora ainda não disponha de escolas em período integral em funcionamento em Imperatriz.  “Esse projeto atende mais de quatro mil alunos na educação básica, bem como milhares de crianças na rede de creche do município”, frisa.

Na ocasião, o desembargador do TRT-MA elogiou os projetos sociais desenvolvidos pelo município que contribuem no efetivo combate ao trabalho infantil em Imperatriz e comparou o município com  cidade de Gramado (RS) por conta das iniciativas e projetos e por não ver crianças nas ruas em situação de trabalho.

Por fim o defensor publico Fábio Carvalho disse que é necessária uma troca de informações de estado e município para saber como enfrentar essa problematica para levantamento de informacoes atraves das instituicoes municipais e periodicamente se reunirem para saber onde atacar os focos do trabalho infantil.

Passado – O prefeito Madeira observou ainda que há 7 anos atrás era grande a aglomeração de crianças e adolescentes nas praças, ruas e avenidas de Imperatriz. “Essas crianças se aglomeravam em grupos para cheirar cola (sapateiro) em vários cruzamentos da cidade, mas hoje a realidade é bem diferente”, concluiu. [Gil Carvalho - Sidney Rodrigues - ASCOM]