9/16/2014

Aprovados em concurso público denunciam falta de delegados de Polícia em cem cidades do Maranhão.


Recentemente recebemos   email  do  advogado imperatrizense  Charles Gomes, um dos aprovados no último concurso público realizado pelo Governo do Estado  para o provimento de cargo no quadro de delegados de Polícia, no qual este  denuncia  que mais de cem cidades do Maranhão hoje não têm delegado de Policia enquanto há vários aguardando serem chamados,  o que para ele é  um fato extremamento danoso para a população. 

Conforme Charles Gomes  enquanto faltam delegados  de Polícia no Maranhão   os aprovados no último concurso aguardam  pelo chamamento.



Gostaria de pedir a publicação do texto abaixo no teu blog para ganhar mais força no nosso pleito e sensibilizar o Governo do Estado para realizar as devidas convocações dos aprovados, dada a necessidade gritante.

Desde já agradeçemos !

Eis o texto enviado pelo advogado.

Segue:

"No ano de 2012 iniciou-se certame visando seleção de candidatos para o cargo de Delegado de Polícia Civil do Estado do Maranhão. Após transpostas todas as etapas, este se encerrou com a publicação e homologação do resultado em abril de 2014.

Fruto deste longo procedimento, atualmente 53 candidatos aprovados, treinados e formados Delegados de Polícia pela Academia Integrada de Segurança Pública do Maranhão, encontram-se aguardando nomeação.

Diante do alarmante cenário da segurança pública em todo país, especialmente no estado do Maranhão, detentor do pior índice de policial per capita do Brasil, onde, dos seus 217 municípios, mais de 100 encontram-se sem a figura do Delegado de Polícia, essas nomeações são URGENTES. 

Sim, quase 50% dos municípios de um estado brasileiro sem a presença da Autoridade Policial, ou seja, sem a presença do Estado para garantir a segurança pública, a segurança do cidadão!

Tão grave quanto a ausência do Estado nestas cidades representando a Segurança Pública, é a prática do crime tipificado no artigo 328 do Código Penal, de usurpação de função pública, perpetrado por pessoas, funcionárias públicas ou não, quando “exercem” o cargo de Delegado de Polícia. São os vulgarmente alcunhados “calças curtas”, figuras sabidamente presentes em inúmeras delegacias do interior. 

Diante dessa realidade, a fim de dar conhecimento desta situação a sociedade maranhense, foram instalados outdoors em vários locais da capital São Luis apontando os dados supra citados.

Pela busca de um Maranhão mais seguro, lançou-se esta campanha:

NOMEAÇÕES JÁ!"