9/01/2014

AVANÇO: Secretaria Municipal de Saúde prepara 4º e 5º transplante renal realizados pelo SUS em Imperatriz

Considerada uma experiência de sucesso, a primeira cirurgia de transplante de rim pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Imperatriz aconteceu no dia 29 de novembro do ano passado. O procedimento que inaugurou uma nova era na medicina da região e na cidade era esperado desde 2002.  A cirurgia foi realizada no Hospital Santa Mônica e envolveu cerca de 20 profissionais.
Desde então a Comissão de Transplante e Captação de órgãos do município, liderada pela Enfermeira Diana Souza trabalha na preparação dos pacientes que desejam fazer a cirurgia, selecionando e avaliando os perfis dos pacientes a serem transplantados. Além disso, esta comissão acompanha os pacientes em todos os tramite, desde o teste de compatibilidade à consultas, transplante e pós operatório.
 “Já fizemos três transplantes em Imperatriz, todos com resultados bastante positivo, e temos dois em processo de avaliação previsto para acontecer agora em setembro a depender da instabilidade do quaro do paciente. Além destes, temos também cerca de 30 pessoas realizando exames para fazer o transplante”, explica Diana, ao ressaltar que tanto os transplantados quanto os doadores já encontram – se de alta, fazendo apenas acompanhamento por meio de consultas médicas supervisionadas pela comissão.
Quanto aos preparativos para o transplante, Diana esclarece que não existe fila de espera em Imperatriz, tendo em vista que fila é para pacientes que aguardam órgão de doador falecido, e ainda não se faz este tipo de captação na cidade, somente de doadores vivos. Porém, existe um banco de dados onde as pessoas interessadas podem se cadastrar com seu respectivo doador.
Após o cadastro é dado seguimento com a realização de exames de compatibilidade, avaliações e os demais exames necessários, não havendo rejeição, dar – se continuidade ao processo de transplante. Os interessados devem procurar Diana no Hospital Santa Mônica – Rua Piauí – Centro entre as Avenidas Dorgival e Getúlio Vargas.